Internet

20/03/2012 12h06 - Atualizado em 20/03/2012 12h06

Polícia usará programa criado pela Microsoft para diminuir pornografia infantil

Eduardo Moreira
por
Para o TechTudo

A Microsoft anunciou nessa segunda-feira (19), que fechou uma parceria com a fabricante sueca de tecnologia NetClean para um projeto que tem como objetivo combater a propagação da pornografia infantil na web. O acordo prevê que gigante de Redmond doe o seu software de imagens PhotoDNA para a polícia e autoridades locais para ajudar na detecção de imagens de abuso infantil na Internet, ajudando assim na detecção dos infratores.

Microsoft PhotoDNA ajuda a combater a pornografia infantil (Foto: Reprodução)Microsoft PhotoDNA no combate a pornografia infantil

Segundo declaração de Bill Harmon, conselheiro geral da Unidade de Crimes Digitais da Microsoft, o objetivo da empresa é tornar as investigações mais ágeis, fortalecendo a capacidade das autoridades em identificar pessoas, resgatar vítimas e localizar pessoas envolvidas com o abuso infantil. Um dos grandes desafios da pornografia infantil na Internet é que a grande quantidade de imagens publicadas na web tornam cada vez mais difícil a busca de fotos específicas dentro de um mesmo tema, principalmente quando essa imagem se refere a algum caso de abuso infantil.

Mais de 65 milhões de imagens  e vídeos de exploração sexual infantil foram analisadas pelo Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas desde 2002. Na busca, 10% das imagens encontradas são de crianças e bebês. Em maio de 2011, a Microsoft começou a compartilhar a tecnologia do PhotoDNA com o Facebook, com um objetivo semelhante: prevenir a circulação de pornografia infantil na rede social mais popular do mundo.

O PhotoDNA foi desenvolvido pela Microsoft, em parceria com a Dartmouth College em 2009, o software é capaz de criar uma espécie de “impressão digital”, que identifica as imagens através de uma combinação matemática exclusiva. A tecnologia não permite a identificação das pessoas nas fotos, mas o recurso já é eficiente o suficiente para que as autoridades policiais possam identificar as pessoas através de combinação de imagens.

O sistema também permite aos investigadores descobrirem se uma foto específica é nova, ou se é uma foto antiga, que está em circulação novamente na web. No caso das fotos serem novas, a polícia pode focar os seus esforços em localizar os perpetradores do abuso infantil na web. A ferramenta também vai ajudar na busca das imagens que podem ter passado desapercebidas durante alguma verificação.

Via CNET

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Puding
    2012-03-21T16:27:20

    Vishh, não vai funcionar, vai dar tela azul quando não encontrar pornografia =/