Internet

26/04/2012 09h03 - Atualizado em 26/04/2012 09h03

China já bloqueou o Google Drive para favorecer o Baidu

Edivaldo Brito
por
Para o TechTudo

O governo chinês bloqueou o acesso ao Google Drive para usuários do país, isso pouco tempo depois de seu lançamento nessa terça-feira (24). A medida beneficiará principalmente o site Baidu, que além de oferecer um serviço de buscas concorrente ao Google também divulgou, em março deste ano, um recurso semelhante ao Drive, o Wangpan. Ele é restrito a poucos usuários e oferece 25 GB de armazenamento gratuito, enquanto o rival possibilita 5 GB e é aberto a pessoas que têm uma conta no Google.

Google Drive já está bloqueado na China (Foto: Reprodução/Techinasia)Google Drive já está bloqueado na China (Foto: Reprodução/Techinasia)

De acordo com o site The Next Web, o Google Drive, entretanto, não é o primeiro serviço de armazenamento de arquivos a ser bloqueado pelo governo chinês. Outras ferramentas similares como o Dropbox e inúmeros serviços de Internet ocidentais já foram barrados muito antes, o que deixa a porta aberta para as empresas locais dominarem um espaço cada vez maior na web, ao menos dentro do país. A região possui mais de 500 milhões de usuários na Internet, o que o torna um mercado extremamente atraente para qualquer empresa do universo digital.

Devido ao histórico de embates entre Google e China, o bloqueio do serviço não chega a ser algo surpreendente. De um lado, o país quer censurar o conteúdo, do outro a companhia não aceita esse tipo de intervenção. No final, a China bloqueia os serviços da gigante da Internet, mantém a censura e ainda favorece suas empresas locais. A maior beneficiária dessa briga é o Baidu.

Ainda, segundo as informações do The Next Web, o bloqueio a serviços ocidentais é feito com o objetivo de censura e também como estratégia do governo para incentivar o uso das ferramentas desenvolvidas dentro do país. A Rússia é um outro mercado lucrativo, onde o Google Drive enfrenta uma concorrência feroz. Mesmo sem bloqueios nessa região, ele terá uma tarefa difícil de rivalizar com a Yandex, que também lançou um serviço de armazenamento na nuvem no início deste mês. Ele oferece gratuitamente um espaço de 10 GB e ainda sincroniza com a linha de produtos Yandex, que tem clones próprios dos serviços web do Google e é bastante popular entre os usuários da Internet no país.

Via The Next Web

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares