Internet

15/05/2012 17h15 - Atualizado em 15/05/2012 17h16

Facebook ataca novamente: Lightbox se junta ao time

Aline Jesus
por
Para o TechTudo

O Facebook não para de investir no ramo de compartilhamento de fotos mobile. Depois de adquirir o Instagram, agora é vez dos co-fundadores do Lightbox, Thai Tran e Nilesh Patel, que vão se juntar ao time de Mark Zuckerberg . A dupla anunciou que vai fechar o serviço à partir do próximo dia 15 de junho.

Lightbox agora vai se unir ao time do Facebook  (Foto: Reprodução)Lightbox agora vai se unir ao time do Facebook
(Foto: Reprodução)

Hoje, terça-feira, o Lightbox já não está mais aceitando inscrições para novas contas. Os usuários que têm contas no site ainda podem fazer o download de suas fotos para preparar um backup. No entanto, é bom fazer isso o mais rápido possível. De qualquer forma, Tran e Patel garantem que vão disponibilizar porções do código do serviço para outros desenvolvedores que queiram construir algo parecido.

“Começamos o Lightbox porque estávamos animados por criar novos serviços para celulares. Estamos honrados de que milhões de pessoas tenham baixado o nosso aplicativo. Hoje, estamos felizes em anunciar que vamos nos juntar ao Facebook, onde poderemos criar produtos para mais de 500 milhões de usuários mobile da rede”, diz um comunicado publicado no blog oficial do Lightbox.

A nota publicada pela equipe do serviço em seu site, no entanto, faz questão de explicar que o Facebook não comprou a companhia ou nenhum dado que já esteja hospedado no Lightbox.com. De qualquer forma, como diz o jornal “The New York Times”, é mais um passo que Mark Zuckerberg e sua empresa dão pensando no futuro e que mostra que o Facebook, apesar de já ser gigante, parece querer crescer cada vez mais e com ainda maior foco nos dispositivos portáteis.

Via The Next Web

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares