Internet

05/05/2012 17h20 - Atualizado em 05/05/2012 17h20

Navegadores estão migrando para HTML5, mas Flash não morrerá tão cedo

Eduardo Moreira
por
Para o TechTudo

Um estudo mostra que os principais navegadores do mercado estão aderindo ao HTML5: 74% do mercado de navegadores já suporta o novo código. Usado na arquitetura de sites da Internet, a quinta versão do HTML é cada vez mais sólida e expressiva, mas ela isso não elimina o uso da plataforma Flash. Ao menos à curto prazo.

HTML5 segue evoluindo entre os navegadores, mas o fim do Flash vai demorar (Foto: Reprodução)HTML5 segue evoluindo entre os navegadores, mas
o fim do Flash vai demorar (Foto: Reprodução)

O estudo foi realizado pela LongTail Video, criadora do software JW Player. Segundo o relatório, em janeiro de 2012 a estatística de navegadores suportando HTML 5 era de 66%; o que sugere um crescimento constante e cada vez maior.

A nova plataforma recebe inovações e atualizações para atender a demanda de usuários e o fluxo de dados. Porém, o principal desafio do HTML5 é superar o Flash no ambiente corporativo e entre os usuários domésticos mais conservadores.

O relatório da LongTail mostra que as versões 6, 7 e 8 do Internet Explorer jamais vão suportar o HTML5, e que tais versões ainda são muito utilizadas ao redor do planeta. Porém, o Google Chrome , o Mozilla Firefox e a versão mais recente do Internet Explorer (que já suportam a nova linguagem) tiveram um crescimento de participação de mercado de janeiro para cá. Esse pode ser o indício de que essa principal barreira pode estar caindo.

Outro detalhe mencionado é que 90% dos atributos de tags do HTML5 terão compatibilidade para a maioria dos navegadores e dispositivos presente no mercado, e 80% dos recursos da API do JavaScript trabalham de forma confiável. Além disso, 50% dos navegadores suportam a reprodução de vídeos em HTML5, em modo tela cheia; mas apenas 30% dos navegadores suportam os novos elementos de acessibilidade, como o controle de teclado e faixas de texto (os recursos são novos, vale ressaltar).

Além da adesão, outro desafio do HTML5 é o seu apoio fragmentado para os formatos de áudio e vídeo. No momento, Firefox, Chrome e Opera suportam o formato WebM, enquanto que o Internet Explorer, Safari, iOS e Android suportam o formato MP4. A Mozilla informou recentemente que o Firefox vai suportar em breve o formato MP4, mas o caminho é longo até chegar a um consenso entre os desenvolvedores.

O estudo conclui que, mesmo com uma clara tendência do HTML5 ser a plataforma dominante, ainda vai levar algum tempo para que ele se torne o novo padrão em todos os dispositivos. Especialistas acreditam que isso só deve acontecer quando os grandes serviços de vídeo na Internet o adotarem como padrão, como YouTube, Hulu e Vimeo.

Via The Next Web.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • RAFAEL GRIPP
    2012-05-07T08:44:56

    Nao vou afirmar, mas eu consigo assistir videos do Youtube no meu HTC ultimate, e windows phone nao tem suporte ao Flash, logo, acho que o Youtube ja usa HTML5.

  • ANDERSON RODRIGUES
    2012-05-07T08:34:58

    "o que sugere um crescimento constante e cada vez maior." Entenda que se o crescimento é constante, ele não fica cada vez maior e se ele está cada vez maior, ele não é constante. Fora isso, legal a matéria, mas acho que daqui para o YouTube e o Vimeo adotarem o HTML5 não demora tanto assim