MP3 Player

29/05/2012 08h46 - Atualizado em 29/05/2012 08h46

Pai cria perfil pornô falso com nome de diretor que confiscou iPod de seu filho

Aline Jesus
por
Para o TechTudo

Robert Dale Esparza Junior ficou enfurecido com o diretor do colégio de um de seus filhos, por ele ter tomado o iPod do menino e não devolver. Como vingança, Esparza criou um perfil falso em um site pornográfico utilizando o nome do diretor, Frank Hendricsen. A ideia, no entanto, foi descoberta – e ele está respondendo a processo por assumir a identidade de um terceiro e por fraude online.

Esparza foi detido e deve ser condenado à prisão (Foto: Reprodução) (Foto: Esparza foi detido e deve ser condenado à prisão (Foto: Reprodução))Esparza foi detido e deve ser condenado à prisão
(Foto: Reprodução)

Tudo começou quando o filho de Esparza, de apenas 13 anos, teve um iPod confiscado na Gateway Pointe Elementary School no ano passado. O menino acusou Hendricsen, que se disse inocente. O aparelho não apareceu mais. A retaliação, então, veio de forma elaborada: o pai do adolescente decidiu criar uma conta em um site pornô com o nome e algumas fotos de Frank e de sua esposa.

Ele usou fotos publicadas no site da escola, que realmente eram do diretor, e outras imagens apenas de partes do corpo, simulando serem de Hendricsen. Além disso, subiu ainda cerca de 20 vídeos de conteúdo adulto para a página. Ele criou até um e-mail e chegou a bater papo com outros usuários utilizando os dados de Frank. O objetivo era simples: tornar o perfil popular para que aparecesse em sites de buscas quando alguém procurasse pelo nome do diretor da escola.

A criação do perfil falso acabou dando certo. Hendricsen, que havia mandado seu currículo para uma outra instituição de ensino, foi descoberto por um pai que fez a busca pelo nome do novo diretor em uma página da web e descobriu o perfil no site. Foi então que o professor tomou conhecimento do caso e o levou à polícia. As investigações sequer demoraram muito. Bastou rastrear o IP de onde a página pornográfica foi criada para chegar-se à casa de Esparza, que admitiu o crime.

Agora, Robert Esparza vai responder por dois crimes - uso de identididade de terceiros e fraude online -, no próximo dia cinco de junho. A expectativa é de que ele seja preso “por alguns anos”, segundo Dennis Ogorchok, detetive responsável por crimes de informática na região de Maricopa. O perfil falso já foi retirado do ar.

Via Az Central

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Katia Felipe
    2012-05-30T09:48:30

    Gente tá todo mundo falando que o diretor roubou o ipod do menino,primeiro,que ele nem deveria levar na escola,se o diretor confiscou,provavelmente o aluno estava usando em horario errado, por que o diretor não ia adivinhar que ele tem um,segundo por que o pai não foi até a escola falar com o diretor? Saber ´por que ele tomou do menino?Gente vamos acordar! Esse é o tipo de ensinamento que deixamos aos nossos filhos?

  • Rodolfo Olivastro
    2012-05-29T11:58:27

    Diretor deveria ser preso por roubo, isso sim. Um erro também não justifica o outro.

  • André Passos
    2012-05-29T11:20:27

    concordo fernado, mas o diretor tinha que devolver o ipod dele, pois não pertence a ele.

  • Fernando Fogageiro
    2012-05-29T10:54:12

    Quem alega que o aparelho foi confiscado pelo diretor é a criança. O diretor nega. Estranho que não se fala em testemunhas. Ninguém viu? A questão é que tanto lá como aqui, perdeu-se a noção da autoridade. Se o diretor não pode confiscar algo que, provavelmente, não poderia ser usado, e estava sendo, então o que que o diretor pode? A verdade é a seguinte: Quem presta serviços a uma criança, hoje, virou refém da família e dela. O que a criança disser é verdade absoluta e não há mais lei nem disciplina que possa ser aplicada. Lamentável...

  • Conceicao Magalhaes
    2012-05-29T10:34:49

    Não, o Ipod não foi devolvido, foi confiscado. Quando se confisca não há devolução, só via judicial. Mas é confuso o texto, pois fala que o diretor se diz inocente e o aparelho não apareceu mais. Ora se foi confiscado é porque era proibido usá-lo na escola, então o diretor usou de uma atribuição legal, mas porque ele se diz inocente?

  • Felipe Americo
    2012-05-29T10:29:38

    e o ipod? (3)

  • Jean Barros
    2012-05-29T10:20:04

    Tá parecendo que o moleque fez o perfil falso para sacanear o diretor e o pai assumiu a culpa para o filho não ir para a cadeia...

  • Plugado
    2012-05-29T10:11:36

    Essa tbm é minha dúvida e o iPod foi devolvido?

  • Francisco Ferreira
    2012-05-29T09:59:42

    E o iPod, foi devolvido?