Jogos de RPG

04/06/2012 13h58 - Atualizado em 04/06/2012 19h58

Fable: The journey tem mais detalhes divulgados na E3 2012

Rafael Monteiro
por
Para o TechTudo

A Microsoft apresentou hoje (04/06) em sua conferência para a Electronic Entertainment Expo, a E3 2012, um novo trailer para Fable: The Journey. O vídeo foi apresentado por Phil Spencer, chefe da Microsoft Game Studios, com o lançamento confirmado mais tarde para 9 de outubro no Xbox 360, sendo obrigatório o uso do Kinect.

Fable: The Journey teve o trailer divulgado na E3 2012 (Foto: Reprodução)Fable: The Journey teve o trailer divulgado na E3 2012 (Foto: Reprodução)

 

A história de Fable: The Journey se passa 50 anos após os eventos de Fable 3. Nele, jogadores irão novamente encontrar a misteriosa personagem Theresa, e se aventurar pelo mundo de Albion, porém agora de uma nova maneira: enquanto escapam de uma força conhecida apenas como The Corruption.

Com o auxílio do Kinect, e uma visão em primeira pessoa, Fable: The Journey permite que você invoque magia através de simples gestos com suas mãos e ataque também usando armas, como espadas, com movimentos reais dos seus braços.

O título foi revelado ano passado, na E3 2011, quando muitos pensaram se tratar de um jogo sobre trilhos. Segundo informações posteriores, porém, teria sido apenas uma má escolha de exibição para o trailer e que haveria liberdade para se movimentar.

A história de Fable: The Journey

O jogo, desenvolvido para Xbox 360 com Kinect, despertou curiosidade por tomar um caminho completamente diferente do resto da série e utilizar controles de movimento.

Fable: The Journey (Foto: Divulgação)Fable: The Journey (Foto: Divulgação)

A série Fable começou ainda no Xbox original, com um misto de ação, aventura e RPG, tentando executar um ambicioso conceito, um jogo em que as suas escolhas realmente importassem. Em Fable, você podia resolver a maioria dos problemas do seu jeito e até escolher se queria ser bom ou mal, mas ainda assim deixou bastante a desejar.

Isso porque o sinônimo da série Fable, é o seu criador, Peter Molyneux, da Lionhead Studios. O conhecido designer costumava falar com animação sobre seus títulos, muitas vezes comentando com jornalistas sobre coisas que não chegariam ao produto final e até já reconheceu que inventava elementos durante entrevistas.

Com isso, o primeiro Fable teve problemas em viver na sombra de promessas não cumpridas e a história não mudou muito com Fable 2, que tinha novas promessas para cumprir e ainda as do primeiro para se redimir. Os jogos tinham algumas falhas de design básicas mas no fim eram títulos relativamente sólidos que agradavam um certo público.

Porém, o terceiro episódio da série, Fable 3, teve uma queda de qualidade. Mudando para um tema de revolução industrial, 50 anos após Fable 2, o título teve ideias interessantes, como colocar o jogador em um papel de comando, mas problemas técnicos, e outros jogos saindo na mesma época acabaram o ofuscando.

Sem obter o sucesso esperado com a série, provavelmente vieram cobranças, e Peter Molyneux saiu da Lionhead Studios, hoje trabalhando na 22 Cans, produzindo jogos independentes. Após a saída do criador da franquia, começaram a surgir títulos como Fable Heroes e Fable The Journey, visando explorar novas direções.

Fable The Journey busca adicionar um novo espírito de imersão através do uso do Kinect. Jogadores assumem o papel do heroi em primeira pessoa e, com meros gestos de mãos, poderão lutar com armas ou invocar magias.

Assista ao trailer do novo Fable: The Journey

E3 (Foto: Reprodução)
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares