Computadores

26/06/2012 06h10 - Atualizado em 26/06/2012 12h31

IBM cria supercomputador refrigerado com água quente

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

A IBM lançou na semana passada, durante o ISC (International Supercomputer Conference), seu novo supercomputador. Batizado como SuperMUC, a máquina montada na cidade de Munique, na Alemanha, possui uma característica bastante inusitada: ela é refrigerada com água quente de forma quatro mil vezes mais eficiente do que os concorrentes, que usam ar condicionado e água fria. A máquina, segundo a IBM, ainda é 40% mais econômica do que qualquer supercomputador equivalente.

Pequenas tubulações de cobre levam a água quente que resfria o SuperMUC (Foto: Reprodução)Pequenas tubulações de cobre levam a água quente que resfria o SuperMUC (Foto: Reprodução)

Computadores refrigerados com água não são novidade e já estão na casa dos gamers mais abonados. A inovação, neste caso, é usar água quente. A tecnologia foi batizada de Aquasar pela IBM e funciona adotando um princípio físico conhecido como Efeito Mpemba: em resumo, ele atesta que a água tem maior capacidade de troca de calor quando aquecida, do que quando fria.

Um item sensível a todo computador é o calor. Desde o netbook mais simples ao maior supercomputador, a dissipação do calor gerado pela máquina é um ponto fundamental do desempenho do aparelho, tendo impacto determinante na eficiência do sistema. Em geral, quanto mais calor um computador produz, mais energia está sendo consumida – e boa parte dela está sendo convertida em calor, não em dados.

O sistema de refrigeração funciona como um radiador de um automóvel: uma porção de água é bombeada em grelhas que envolvem os processadores do SuperMUC. Depois que a água toma calor dos processadores, ela é bombeada para fora dos microtubos que recobrem os quase 20 mil núcleos Xeon.

O resultado é uma máquina que não passa de 80° Celsius e consome muito menos energia: além de não aquecer demais, o SuperMUC dispensa grandes e caros sistemas de ar condicionado. No inverno, o SuperMUC vai ajudar a aquecer o edifício onde está localizado. A água quente que sair do computador será canalizada para os aquecedores do edifício e a IBM estima uma economia de US$ 1,25 milhão em eletricidade nos meses de frio.

Sistemas de refrigeração a água em computadores funcionam como os radiadores de um carro (Foto: Reprodução)Sistemas de refrigeração a água em computadores funcionam como os radiadores de um carro (Foto: Reprodução)

O SuperMUC tem três petaflops de capacidade (é o equivalente a 110 mil computadores pessoais), o que o faz o supercomputador mais poderoso de toda a Europa. Construído com 18.432 processadores Xeon, a máquina foi criada para trabalhar em pesquisas científicas.

Via Extreme Tech

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Caique Lourenço
    2012-06-27T11:51:12

    incrivel.. cada dia a IBM nos surpreendendo mais ! parabens !!

  • Ricardo Rosa
    2012-10-30T11:34:38

    Tentaram jogar Pac Man nesse super computador e deu muito Lag, hahahha....Cara, hoje em dia vc acha sistemas de refrigeração à água bem mais em conta, eu mesmo comprei um da ANTEC o H2O 620, paguei precinho no Mercado Livre, ainda sobrou uma graninha para comprar uma excelnte pasta térmica e um Fan Aero Cool Shark para incrementar o radiador dele, ficou muito bom.

  • Carlos Martins
    2012-06-27T14:13:02

    é de Tirar o folego.'

  • Filipe Cunha
    2012-06-27T13:41:19

    Cabuloso.... !

  • Jorge Souza
    2012-06-27T22:57:01  

    sera que roda super mario????

    recentes

    populares

    • Jorge Souza
      2012-06-27T22:57:01  

      Eu acho que tem que desbloquear.....