11/06/2012 15h08 - Atualizado em 11/06/2012 15h08

Samsung processa escritório de patentes e pede revisão de arquivos da Apple

Guilherme Godin
por
Para o TechTudo

A Samsung entrou com um processo contra o escritório de patentes de invenções da Austrália pedindo revisão de quatro patentes concedidas para a Apple no país. A intenção da empresa é evitar que seu novo tablet, o Galaxy Tab 10.1, seja proibido de ser vendido no país justamente por esses registros.

Guerra das patentes entre Apple e Samsung (Foto: Reprodução)Guerra das patentes entre Apple e Samsung (Foto: Reprodução)

A empresa sul-coreana afirma que todas as patentes de invenções foram concedidas à Apple entre 2005 e 2008 de forma ilegal, já que a companhia da maçã não teria apresentado todos os documentos necessários para o registro. Outro fato que a Samsung alega é a demora para o lançamento de um produto com as tecnologias patenteadas, que segundo eles pode sinal de que algo não esteja de acordo com o descrito no processo de patente.

Os quatro documento dos quais a Samsung deseja revisão são descritos como:  “rolagem de lista e documentos em escala e rotação em uma tela sensível ao toque”; “ rolagem de lista e documentos em escala e rotação em um display touch-screen”; “desbloqueio de um dispositivos através da realização de gestos em uma imagem”; e “ dispositivo eletrônico portátil para gerenciamento de fotos”.

A primeira audiência do caso está marcada para o dia 25 de junho. Porém, pode ser que as acusações acabem em um processo administrativo contra o comissário de patentes, que ainda será ouvido. Em nota, no entanto, a Samsung declarou que o ataque não é contra o comissário, mas sim contra os requisitos processuais australianos usados para dar entrada aos pedidos de patentes. A companhia ainda afirma que sua reivindicação contra a Apple sempre foi a respeito das patentes, e que elas deveriam ser revogadas.

Via Engadget

  • imprimir
Seja o primeiro a comentar


Imagem do usuário
Sair

Quer realmente sair da globo.com?

Imagem do usuário

recentes

populares