Internet

15/08/2012 06h32 - Atualizado em 16/01/2014 09h00

Centenário de Julia Child é comemorado com Doodle do Google

Ricardo Fraga
por
Para o TechTudo

O Google está comemorando o centenário de nascimento de Julia Child, nesta quarta-feira (15), com um Doodle. Nascida como Julia Carolyn McWilliams, Child foi autora de 20 livros sobre culinária, além de ter sido apresentadora de televisão nos Estados Unidos.

Centenário de Julia Child é comemorado com Doodle do Google (Foto: Reprodução/Google)Centenário de Julia Child é homenageado com Doodle do Google (Foto: Reprodução/Google)

Julia Child nasceu no dia 15 de agosto de 1912 na Califórnia, Estados Unidos. Mudou-se para a França em 1948 e acabou tomando gosto pela culinária francesa. Ela decidiu adaptar a sofisticada cozinha francesa para os americanos e, assim, escreveu, de maneira colaborativa, o livro chamado “Dominando a Arte da Culinária Francesa”, que foi considerado inovador na época. Child também tornou-se muito conhecida por causa do programa “The French Chef” (“O Chefe Francês”, em português) transmitido nos Estados Unidos, além de sua história de vida ter sido utilizada como inspiração para o filme "Julie & Julia", de 2009.

Filha de uma rica família da Califórnia, Julia era a mais velha de três irmãos. Quando pequena, pôde estudar na Branson Katherine, uma renomada escola americana frequentada pela elite do país. Aluna mais alta da classe, Julia era uma criança brincalhona e aventureira, além de possuir um talento especial no golfe e no tênis. Aos 18 anos, matriculou-se no Smith College, em Massachusetts, e tinha a intenção de tornar-se uma escritora.

“Havia algumas romancistas naquela época e eu gostaria de ser uma”, teria dito anos mais tarde. Enquanto estudava, escreveu algumas obras que nunca chegaram a ser publicadas. Após formada, mudou-se para Nova York para trabalhar no departamento de publicidade de uma prestigiada empresa.

No início da Segunda Guerra Mundial, Julia Child mudou-se para Washington, onde começou a trabalhar como assistente de pesquisa em um escritório de uma agência de inteligência do governo americano. Seu trabalho foi fundamental na comunicação de documentos ultra-secretos entre autoridades do governo americano e seus oficiais de inteligência. Foi enviada em missões para países como China e Sri Lanka, onde, em 1945, conheceu Paul Child, também funcionário da agência, com quem começou a namorar. Em 1946, após o fim da Segunda Guerra Mundial, retornou aos Estados Unidos, onde se casou com Paul.

Julia Child durante a Feira Internacional do Livro em Miami (Foto: Reprodução/Wikipédia)Julia Child durante a Feira Internacional do Livro em Miami (Foto: Reprodução/Wikipédia)

Dois anos depois, Paul foi transferido para a embaixada americana em Paris, levando com ele Julia Child. Enquanto morou na capital francesa, ela começou a se interessar pela culinária do país e frequentou a famosa escola de culinária Cordon Bleu. Após seis meses de formação e de aulas particulares com o chef Max Bugnard, Julia se uniu a dois amigos que se formaram com ela e fundou a escola de culinária L’Ecole de Trois Gourmandes.

Juntamente com os amigos de formação, Julia Child começou a escrever um livro para adaptar a sofisticada cozinha francesa para os americanos. O livro, composto por 734 páginas divididas em dois volumes, foi rejeitado pela primeira editora. Em setembro de 1961, uma nova editora aceitou publicar o livro, que recebeu o título de “Dominando a Arte da Culinária Francesa”. Ele foi um sucesso e foi considerado um guia padrão para a comunidade de culinária. Ficou entre os best-sellers por cinco anos após o seu lançamento.

Em 1962, Julia Child estreou o programa “O Chefe Francês” no canal americano WGBH. Da mesma forma que seu livro “Dominando a Arte da Culinária Francesa”, o programa foi muito importante por influenciar a população americana a mudar os seus hábitos relacionados com a alimentação, ao mesmo tempo que tornou Julia uma celebridade local. Pouco tempo depois, o programa começou a ser transmitido por 96 emissoras nos Estados unidos, o que fez com que ela recebesse o consagrado prêmio George Foster Peabody Award em 1964 e, em 1966, um Emmy. Entre as décadas de 1970 e 1980, Julia fez aparições regulares no programa matutino “Good Morning, America” (“Bom Dia, América”, em português), exibido pela rede de televisão americana ABC.

Cozinha de Julia Child exposta no Museu Nacional de História americano (Foto: Reprodução/Wikipédia)Cozinha de Julia Child exposta no Museu Nacional de História Americano (Foto: Reprodução/Wikipédia)

Em 1993, Julia Child teve o seu trabalho recompensado, já que se tornou a primeira mulher membro do Culinary Institute Hall of Fame. Após uma carreira de 40 anos, que consagrou seu nome como sinônimo de boa comida, Julia recebeu a maior honraria francesa: Legion d’Honneur. Em 2002, o Museu Nacional de História Americano expôs a cozinha onde Julia filmou três dos seus mais populares programas de culinária. Em 2004, dois dias antes de completar 92 anos, Julia faleceu de insuficiência renal em sua casa, em Montecito. Cinco anos após a sua morte, o filme "Julie & Julia" chega aos cinemas contando a história de vida de Julia Child.

Veja também o Doodle em homenagem a zoóloga Dian Fossey pelo seu 82º aniversário.
  

Via Google e Bio.com

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Gilcelia Lopes
    2012-08-15T09:25:33

    interessante

  • Vando Silva
    2012-08-15T09:07:00  

    O google lembra de Julia Child mas não lembra do dia mundial do rock. É brincadeira!

    recentes

    populares

    • Vando Silva
      2012-08-15T09:07:00  

      Vai ver o google gosta mais de comida que de Rock (rsss)