Jogos simuladores

20/08/2012 10h00 - Atualizado em 01/07/2013 12h05

'É preciso focar no público gamer', afirma diretor-geral da Level Up no Brasil

Alexandre Silva
por
Para o TechTudo

Para sobreviver em meio aos concorrentes no mercado de MMO, é preciso pensar em inovações e ter foco no interesse do público. O diretor geral da Level Up no Brasil, Julio Vieitez, conversou com o TechTudo a respeito as novas tendências de jogos grátis.

Games como M.A.R.S. de tiro em primeira pessoa que chama atenção pela qualidade gráfica, e Turma do Chico Bento, que visa administrar a vida no interior, mas focando na aventura e deixando o gerenciamento da propriedade um pouco de lado, têm propostas diferentes, mas, segundo ele, estão centrados naquilo que o público procura.

Turma do Chico Bento (Foto: Divulgação) (Foto: Turma do Chico Bento (Foto: Divulgação))Turma do Chico Bento (Foto: Divulgação)

Um parente de Gears of War

A primeira coisa que chama a atenção ao jogar M.A.R.S., sem dúvida, é o visual. O jogo lembra muito a franquia Gears of War, e não é mera coincidência. Segundo Julio, quem desenvolveu foi a Epic China, uma subsidiária da Epic Games na Ásia. O jogo foi desenvolvido na Unreal Engine 3 e oferece a mesma experiência de jogo de Gears of War, apesar de acontecer em um universo diferente da famosa franquia do Xbox 360.

M.A.R.S. (Foto: Divulgação)M.A.R.S. (Foto: Divulgação)

M.A.R.S. é o quarto jogo de tiro da Level Up no Brasil, uma nova aposta da empresa aos fãs do gênero que se mostra bem promissor. Julio comenta que, com a saturação dos MMORPG nos últimos anos, novos gêneros de jogos grátis começaram a aparecer, e a qualidade gráfica desses títulos aumentou bastante, um indício comum no fim de uma geração de consoles.

Além da qualidade gráfica elevada, M.A.R.S. oferece uma jogabilidade diferente dos dois outros jogos de tiro da empresa (o terceiro deles, The Duel, foi cancelado). “Em Sudden Attack, nós temos um jogo rápido com mapas pequenos. O Combat Arms é um pouco mais lento, mas com mapas muito maiores. O M.A.R.S. é o primeiro em terceira pessoa, e isso traz elementos um pouco diferentes. Também estamos testando coisas novas para os próximos anos, e é provável que tenhamos algo no ano que vem”, comenta o executivo.

A Turma do Chico Bento e as aventuras na roça

Outro jogo que promete fazer a diferença é Turma do Chico Bento, desenvolvido para redes sociais. Com uma proposta diferente e ousada, o título mistura a interação entre os amigos e um ambiente cheio de cores e cultura brasileira, no qual muitas aventuras irão acontecer.

O lançamento acontecerá no final deste mês. O game tem inúmeras opções de personalização do avatar, e toda a interface é caracterizada com os traços das histórias em quadrinhos de Maurício de Sousa. O jogo vai oferecer uma experiência agradável de jogabilidade, sem fugir do universo de Chico Bento: a vida no interior.

Tome conta de seu próprio sítio dentro do universo de Chico Bento (Imagem: Divulgação) (Foto: Tome conta de seu próprio sítio dentro do universo de Chico Bento (Imagem: Divulgação))Tome conta de seu próprio sítio dentro do universo de Chico Bento (Imagem: Divulgação)

A mecânica do jogo consiste em criar o seu próprio sítio, mas em uma proporção menor do que outros jogos sociais relacionados, como FarmVille. Lembrando do foco maior em relacionamentos, Julio dá o exemplo do jogador que precisa comprar um animal para o sítio.

“Ele precisa ir até a vila, escolher um animal, dar um nome para ele e escolher a personalidade disponível. Isso afetará o comportamento de cada animal aos cuidados do jogador, dando uma experiência mais sentimental do que expansionista” – diz o executivo. Ao contrário de FarmVille, o foco maior estará nas aventuras e não na administração da fazenda.

Aventuras sazonais também estão nos planos da empresa. Julio diz que, para o dia da independência, por exemplo, haverá uma aventura específica. Ele explica que vão usar as datas comemorativas porque Chico Bento é um personagem muito nacional. Outras atualizações relacionadas a folclore e demais datas especiais serão inclusas no futuro. “Sempre achei que um jogo social deveria ser tratado como um MMO, ou seja, um mundo vivo que toda hora recebe conteúdo novo. Haverá atualizações a cada 15 dias pelo menos”, comenta.

Os desafios de uma grande empresa

Em meio a tantos jogos MMO que surgem no exterior, como é possível fazer a diferença através de produtos que conquistem mais clientes? Este é um desafio que toda empresa do ramo possui, e com a Level Up não podia ser diferente. Para filtrar tanto conteúdo novo que é lançado especialmente na Ásia, a Level Up realiza testes com diversos títulos, antes de decidir se eles serão publicados ou não.

“Temos uma equipe na Ásia que realiza testes o tempo inteiro. E mesmo com uma estrutura assim, não é fácil achar jogos que sejam interessantes", confessa Julio Vieitez, que diz ainda que, no Brasil, eles testam cerca de 50 jogos por ano, e, na Ásia, aproximadamente 200.

“Outro desafio é manter a qualidade dos serviços. Nos últimos anos nós intensificamos muito mais o combate aos hacking tools, principalmente nos jogos de tiro. Punimos uma quantidade absurda de contas, embora esse problema não acabe nunca. Os desenvolvedores também passaram a dar uma atenção maior para essa questão. Isso faz uma grande diferença para os jogadores”, completa.

Eligium e seu cancelamento no exterior

Eligum (Foto: Divulgação)Eligum (Foto: Divulgação)

Um dos jogos administrados pela Level Up no Brasil é o MMORPG Eligium. Lançado recentemente por aqui, notícias informam sobre o cancelamento dos serviços do game na Europa. Contudo, os jogadores brasileiros não precisam se preocupar, segundo Julio.

“Por aqui não muda muito. Conversamos com o desenvolvedor e o que aconteceu foi um desalinhamento dos planos do que um queria e o outro queria (se referindo à publisher europeia). O que aconteceu não está relacinoado à performance do jogo e não afeta seu futuro. Há inclusive a chance de ele voltar a ser publicado na Europa.”

Novidades sempre são bem vindas

Com o gênero MOBA (Dota, League of Legends e outros) tornando-se cada vez mais popular, mais um tipo de jogo entra para a lista de sondagens da empresa, caso apareça algum produto que valha a pena. “Testamos todo tipo de jogo, e há certos gêneros que descartamos de antemão porque sabemos que pouca gente quer. Jogos de dança e jogos de futebol que fogem do formato 11×11 não foram bem aceitos por aqui”, conta o executivo.

“MOBA, ao contrário, é um gênero interessante, que vamos acompanhar e ver o que pode aparecer. Se encontrarmos um jogo bacana, podemos trazer assim como fazemos com outros gêneros. Contudo, a oferta de jogos para essa categoria ainda não é muito grande. Atualmente, trabalhamos com cinco gêneros diferentes, mas isso pode aumentar no futuro a depender da demanda.”, finaliza o executivo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Luis Santos
    2012-08-29T20:11:34

    ATENÇÃO : Manolos, o jogo "M.A.R.S." é um jogo em teceira pessoa não em primeira... mas ainda sim muito bom... \:D

  • Jailson Silva
    2012-08-20T16:54:45

    LU!G devia parar de ser mercenária e dar atenção ao publico, só tem evento de cash, cash e mais cash, parece que se importam com o dinheiro, e nao com os jogadores

  • Lucas Lima
    2012-08-20T15:22:54

    :/ Level Up é uma boa empresa, mas precisa dar mais atenção aos seus clientes... O primeiro jogo que ela lanço por aqui, Ragnarok, foi esquecido por ela, está entregue a bots, e pouco ela se importa com as manutenções semanais e a opinião da galera.

  • Fabio Nogueira
    2012-08-20T13:38:07

    Poxa, podiam publicar o Audition, que foi cancelado pela hazit pela sua pessima administração....O servidor latino do audition é lotado, parece com o servidor chines e coreano / mas acabaram com minhas esperanças o final da materia hahaha

  • Thiago Rocha
    2012-08-20T13:31:01

    A empresa que trouxer primeiro o "Vindictus" será a maior empresa de GAMES do Brasil por muitos anos! Vindictus é um jogo da NEXON. Vejam um vídeo do Vindictus e darão razão ao que eu digo!

  • Rodrigo Belota
    2012-08-22T01:57:08  

    A Level Up Game não consegue administrar o que tem, vai querer administrar outros jogos? Pára com a CACHAÇA sr Julio. E o Allods, vive com problema, cheio d bug, e os jogos d tiro, cheio de hacker e bug, toda semana com eventos de cash... Vocês tem que aprender com o Allods Americano que vive fazendo BOM USO DE REDE SOCIAL e vcs? NAAAADDDDAAA! Bando de Mercenários!!!

    recentes

    populares

    • Rodrigo Belota
      2012-08-22T01:57:08  

      Eu mais do q ngm tenho motivos pra não confiar na Level Up...Fui acusada de ser bot sr Julio e nunca usei nada q podesse inflingir minha condulta..nao durmo nem como direito,pensando como isso aconteceu se sei q sou inocente..gosto do jogo Ragnarok..porem agora desanimei c/ qualquer jogo on line....perdi minha alto estima..gastei hrs e hrs me dedicando a 12 char todos equipados itens caros e tudo q a Level Up me diz eh q sou BOT e q minha conta foi banida..sr Julio Vieitez