Robótica

09/08/2012 16h23 - Atualizado em 09/08/2012 16h26

Robô Q.bo da Intel é o primeiro com preço acessível no mercado

Thiago Barros
por
Para o TechTudo

Começou (e já acabou) a pré-venda do Q.bo, o primeiro robô do mundo com preço “acessível” para o público em geral. Custando pouco menos de 3 mil euros (R$ 9 mil pela cotação atual), o produto que foi desenvolvido pela TheCorpora Robotic Company, em parceria com a Intel, já está esgotado em seu site oficial e promete ser um grande sucesso. A expectativa é de que, nos próximos dois anos, sejam comercializadas entre cinco e dez mil unidades do produto.

Pré-Venda do robô durou pouco no site oficial (Foto: Reprodução)Pré-Venda do robô durou pouco no site oficial
(Foto: Reprodução)

Os motivos para isso são explicados pelos próprios criadores. Francisco Paz, representante da TheCorpora, lembra que a invenção é “multiuso”. O Q.bo é descrito em seu site oficial como um “robô para propósitos gerais”, que vão de cuidar da casa, fazer a segurança do escritório, interagir com pessoas com necessidades especiais ou crianças e muito mais.

“O Q.bo não é um brinquedo. Ele contém tecnologia avançada que permite ao usuário que ele explore, sonhe, crie e desenvolva milhares de coisas ao seu redor”, garante Paz.

Para fazer tudo isso, o robô conta com um “cérebro” desenvolvido por uma especialista em processadores, a Intel. Com chips Atom ou Core i3, i5 ou i7, ele possui sensores on-board, webcams, placas controladoras, alto-falante, WiFi e sistema operacional open-source, além de componentes tradicionais de desktops, o que facilita sua manutenção. O Q.Bo é equipado, entre outras coisas, com 40 GB de armazenamento SSD, placa mãe Intel DQ67EP Mini-ITX, dois pentes de memória de 2 GB DDR3 e sensor de proximidade GP2Y0A21YK.

Robô da Intel é bom, bonito e barato (Foto: Reprodução)Robô da Intel é bom, bonito e barato
(Foto: Reprodução)

“Eles sabiam que deveriam escolher a Intel, porque este é o nível de inteligência que eles desejavam para seu robô. É uma forma simples e nada cara de permitir que as pessoas tenham seus próprios robôs”, avaliou Marcos García-Acosta, da Intel.

Os desenvolvedores do projeto lembram ainda que o seu principal “concorrente” é um robô francês, da empresa Aldebaran, que chama a atenção por sua aparência semelhante a um humano, mas que tem custo de US$ 15 mil (R$ 30 mil). Ou seja, segundo a Intel, em sua página oficial, o Q.bo é muito mais barato para o consumidor e com capacidades técnicas bastante satisfatórias.

Via iQ

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Uriel Neves
    2012-08-10T18:50:48

    Muito legal mesmo esse robô, eu vi alguns vídeos sobre ele na internet, acho que seria interessante fazer o sistema dele para português brasileiro..

  • Lucas Silva
    2012-08-10T12:41:08

    cara leia a matéria!!! vc não passou nem do primeiro parágrafo, pois no 2° já explica!: (...)"robô para propósitos gerais”, que vai de cuidar da casa, fazer a segurança do escritório, interagir com pessoas com necessidades especiais ou crianças e muito mais(...)

  • Pericles Barros
    2012-08-10T09:49:42

    Mas afinal, pra que e q serve mesmo essa tralha?