Robótica

10/10/2012 08h30 - Atualizado em 08/07/2013 09h05

Força aérea dos Estados Unidos desenvolveu disco voador nos anos 1950

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

Documentos recentemente divulgados pelo governo norte-americano mostram que a força aérea dos Estados Unidos trabalhou no desenvolvimento de um disco voador na década de 1950. O projeto foi coordenado em conjunto com a Avro Canadá e um memorando de 1956, recentemente revelado, esmiúça as especificações daquele que pode ter sido o protótipo do projeto.

Foto divulgada pelo governo dos EUA mostra um dos protótipos do projeto (Foto: Reprodução)Foto divulgada pelo governo dos EUA mostra um dos protótipos do projeto (Foto: Reprodução)

Segundo o documento, o disco, conhecido pelo codinome Project 1794, teria capacidade alcançar velocidades entre Mach 3 e Mach 4 (três a quatro vezes a velocidade do som, respectivamente. Em km/h: 3700 a 4800). O teto operacional do aparelho seria de 30.500 metros de altitude e ele poderia cobrir um percurso de 1850 km com apenas um tanque de combustível. Sob todos os aspectos, para a época, trataria-se de uma aeronave com capacidades impressionantes.

Pelo que se sabe, a partir do documento revelado pelo governo norte-americano, o disco poderia voar adotando o princípio do Efeito Coandă. Em resumo, essa particularidade diz que um fluido – imagine o ar atmosférico como um – tende a permanecer unido a uma superfície curva adjacente. Complicou? Pegue um copo e segure-o deitado, na horizontal, debaixo da torneira. Abra e veja que a água tende a correr acompanhando a curvatura do vidro. Se fosse areia no lugar do líquido, ela ricochetearia ou, simplesmente, desceria verticalmente. A nave adaptava esse princípio para gerar empuxo e sustentação no ar.

Conheça o Doodle que lembra os 66 anos do incidente com ÓVNI em Roswell

A aeronave seria composta por dois anéis: o maior, no interior, comporia a fuselagem e o habitáculo do piloto. O outro, externo e menor, giraria a altas velocidades, criando o Efeito Coandă e, a partir dele, gerando a sustentação no ar. De acordo com os escritos, os motores seriam jatos da época, as manobras possíveis pelo uso de pequenos flaps e o aparelho realizaria pouso e decolagem verticais.

Os arquivos foram revelados pelo US National Archives, órgão público que se encarrega da preservação dos documentos de Estado norte-americanos e a divulgação deles quando seus assuntos deixam de ser sensíveis ou secretos. Agora sabe-se muito sobre o aparelho e os únicos mistérios em torno dele são o seu paradeiro e a resposta para a pergunta: um dia ele decolou?

Via Dvice

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Juarez Rocha
    2012-10-31T13:02:00

    Otários, a Tecnologia deles estao avançadissimas, nós é que estamos lascados !!!

  • Damião Campos
    2012-10-12T12:21:05

    Era um trambolho que se erguia a poucos metros do solo, fusão nuclear é algo distante ainda!

  • Renan Castro
    2012-10-11T00:49:20

    Bizarro... Não da pra acreditar numa coisa dessas. To mais com aquela noticia que cientistas americanos estão fazendo uma nave com impulso parecido com a da nave Strar Trek. kkkk

  • Wilson Leite
    2012-10-11T01:41:01  

    Kkkkkks Cheio das teorias, prática q é bom nada! Já q criou um naquele tempo, então faz um agora e coloca pra voar q acredito... --'

    recentes

    populares

    • Wilson Leite
      2012-10-11T01:41:01  

      tambem pode crer

  • Rodrigo Gomes
    2012-10-10T11:37:48  

    com certeza ele deve ter decolado.....imagina como está essa tecnologia hj!

    recentes

    populares

    • Rodrigo Gomes
      2012-10-10T11:37:48  

      Isso se ela deu certo né?? Pois a teoria é uma coisa que nem sempre se aplica. ainda mais nos anos 50 onde os USA jorrava dinheiro e estava numa guerra frenética tecnológica contra a Urss... Eles nessa época pisaram na lua(será mesmo? eu duvido), aperfeiçoaram a bomba atômica, desenvolveram inúmeros submarinos, caças e tanques... E mandaram ao espaço inúmeros satélites. Qualquer cientista meio louco de uma universidade com uma ideia qualquer ganhava subsídio para desenvolver o projeto para os militares. Mas teve uma infinidade de projetos fracassados que foram cancelados.