Celular

25/10/2012 17h46 - Atualizado em 26/10/2012 19h16

Nono dígito será implementado no restante do Brasil até 2016; confira agenda

Allan Melo
por
Da redação

A Anatel divulgou nesta quinta-feira (25) o cronograma para a implementação do nono dígito nos outros DDD, incluindo agora todos os outros estados brasileiros. Já adotado nos celulares de São Paulo desde julho, o dígito nove também chegará, até janeiro de 2014, no Rio e no Espírito Santo. A meta é que todos os estados já usem a nova numeração até 2016.

Com as alterações, o número "9" será adicionado à esquerda do número atual, com apenas oito dígitos. Confira a tabela abaixo e veja quando terminará o prazo para a implementação do serviço em seu estado:

Cronograma de implementação do nono dígito nos estados brasileiros (Foto: Divulgação/Anatel)Cronograma de implementação do nono dígito nos estados brasileiros (Foto: Divulgação/Anatel)

O nono dígito tem sido adotado desde o fim de julho, quando as operadoras começaram a aceitar chamadas com o número 9 na frente. Agora, já em uma segunda etapa iniciada na quarta-feira passada (17), as ligações para celulares com DDD 11 só são completadas com o uso do novo número.

De acordo com a Anatel, o crescimento da rede paulista comportaria apenas mais sete meses de ativações. Posteriormente os números se esgotariam por completo. Com a mudança, o DDD 11 passou a comportar até 90 milhões de telefones celulares, contra os 44 milhões de antes. A agência acredita que a demanda deve aumentar principalmente para terminais eletrônicos, como modems e televisores inteligentes (as smart TVs).

Tem alguma dúvida de tecnologia? Entre no Fórum do TechTudo!

"Além das adequações técnicas por parte das prestadoras de serviço de telecomunicações, essa medida demanda da sociedade a realização de eventuais ajustes em equipamentos e sistemas privados como, por exemplo, equipamentos de PABX e agendas de contatos”, diz o comunicado da Agência.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares