Jogos de música

08/10/2012 08h43 - Atualizado em 21/05/2015 11h55

Jogos inspirados no Brasil mostram cenas de selva, favela e carnaval

Arthur Figueiredo
por
Para o TechTudo

O nosso país está em evidência cada vez maior na cultura pop mundial. Filmes, séries de TV, quadrinhos, músicas e várias outras produções artísiticas internacionais têm buscado inspiração no Brasil. E é claro que os videogames não poderiam ficar de fora. Montamos uma seleção de jogos que se basearam no Brasil para criar fases, itens, ambientação, cultura e cenários únicos para o seus personagens. Alguns autênticos, outros genéricos e com estereótipos, mas sem dúvida divertidos.

O Brasil é quase sempre mal representado nos games (Foto: Divulgação)O Brasil é quase sempre mal representado nos games (Foto: Divulgação)

Mas não pense que esta inspiração é um fenômeno recente. Pouca gente sabe, mas o nome de Samus Aran, heroína da série Metroid, foi inspirado no de Edson Arantes do Nascimento, o Pelé! Além disso, vários jogos de luta e ação possuem personagens brasileiros há anos, como já listamos antes. Confira o top 5 games que foram inspirados no Brasil:

5 – Max Payne 3 (PS3 / Xbox 360 / PC)

O primeiro item da nossa lista é também o mais recente. No mais novo game da série de tiro em terceira pessoa, Max Payne, policial aposentado de Nova York, se muda para a cidade de São Paulo em busca de redenção. É claro que, na maior cidade do Brasil, ele só encontra mais confusão. Max é segurança da família de um grande empresário da cidade, e quando eles são alvo de gangues, o ex-detetive terá que sujar suas mãos novamente.

Max Payne e a visão da Rockstar sobre São Paulo (Foto: Divulgação)Os cenários de São Paulo em Max Payne 3 são bem detalhados (Foto: Divulgação)

Embora seja uma versão fictícia, a cidade de São Paulo ficou razoavelmente bem representada no título. Desde placas em português por toda parte até objetos nos cenários estão bem detalhados e típicos dos costumes brasileiros. Brigas de gangues nas favelas, desigualdade social e nossa paixão pelo futebol estão presentes. Felizmente, a Rockstar conseguiu vários dubladores brasileiros para diversos papéis do jogo. Há alguns sotaques estranhos, é claro. Mas o jeito totalmente coloquial de falar do brasileiro está lá, com gírias divertidas e muitos palavrões.

4 – Call of Duty: Modern Warfare 2 (PS3 / Xbox 360 / PC)

O mesmo carinho e dedicação para recriar uma cidade brasileira nos videogames não pode ser usado para descrever Modern Warfare 2, sequência de um dos melhores games de tiro desta geração. A cidade maravilhosa do Rio de Janeiro é cenário de duas missões do jogo, nas quais os jogadores devem capturar o contrabandista de armas Alejandro Rojas (que, apesar do nome hispânico, é brasileiro). As missões são de invasão e fuga de uma grande favela carioca.

Modern Warfare no Rio de Janeiro (Foto: Divulgação)Modern Warfare no Rio de Janeiro tem uma boa ambientação visual (Foto: Divulgação)

Apesar da posição impossível na cidade, encaixada entre o Cristo Redentor e o Pão de Açúcar, a favela em si possui uma boa ambientação visual. Mesmo assim, o jogo peca em alguns detalhes, principalmente na caracterização de Rojas e da sua milícia, que falam em português perfeito e algumas vezes misturam expressões em inglês. Mesmo tendo “capangas contratados”, é estranho pensar em como Rojas se estabeleceu tão bem em uma favela carioca sem envolvimento com o tráfico de drogas.

3 – Samba de Amigo (Dreamcast / Wii)

Samba é o maior dos ritmos musicais tipicamente brasileiros. E embora Samba de Amigo seja um dos games de música e ritmo mais divertidos, se inspira em uma visão cheia de estereótipos sobre o Brasil, e que inclui muito pouco samba tradicional. Embora apresente a alegria, as cores e as fantasias do carnaval de rua brasileiro, o jogo é muito mais sobre ritmos latinos, principalmente o mambo e a salsa. Por causa disso, os controles do jogo são na forma de maracas.

Samba de Amigo, o mais carnavalesco game da Sega (Foto: Divulgação)Samba de Amigo, o mais carnavalesco game da Sega (Foto: Divulgação)

Assim como em outros games de ritmo, as maracas devem ser “tocadas” de acordo com símbolos que correm na tela, em três alturas diferentes. O personagem principal é Amigo, um simpático macaquinho que usa um sombrero (!), famoso pelas suas habilidades com as maracas. Dentre os demais personagens, temos Linda, uma passista de escola de samba, e Rio (!!), um ídolo pop nacional. Para completar a (des)caracterização, só há uma música brasileira: “Mas que nada”, de Jorge Ben Jor.

2 – Street Fighter (Vários)

Sabemos que há dois lutadores do Brasil da franquia, Blanka e Sean. Suas origens (e nomes) são controversos por si só, mas e os seus cenários? A franquia Street Fighter é cheia de esterótipos graves com a nacionalidade dos personagens, e SF2 mostrou os piores. Foi também o único jogo da série que apresentou – de fato – um cenário para cada lutador, e o do Blanka (que não é, realmente, brasileiro) mostra o que parece ser uma típica vila de ribeirinhos às margens de um rio na Amazônia.

Street Fighter 3 no porto de Santos (Foto: Divulgação)Street Fighter 3 no porto de Santos (Foto: Divulgação)

Já Street Fighter 3 traz dois novos cenários no Brasil. O primeiro, de 2nd Impact, é baseado no que seria uma avenida da cidade de São Paulo, parada pela luta que está acontecendo no local. O outro, de 3rd Strike, é inspirado no movimentado porto da cidade de Santos, mostrando um carregamento de café brasileiro e até um cargueiro com a bandeira do país. Street Fighter 4, por sua vez, oferece mais um cenário na floresta amazônica, em duas versões: durante o dia e à noite.

1 – The Legend of Zelda: Majora’s Mask (Nintendo 64)

Parece estranho, mas nome da Majora’s Mask, e a cultura de máscaras do segundo Zelda do N64, foi inspirado pelo artesanato Marajoara. A Ilha do Marajó, no Pará, possui uma cultura rica em vasos e máscaras de cerâmica indígena. Há várias analogias no jogo a obras da tribo Marajorara, como os rostos dos quatros gigantes despertados nos "dungeons" do jogo (que protegem o reino de Termina da queda da lua do céu), até o rosto da réplica “vazia” de Link, criada com a canção Elegy of Emptiness.

Marajoaras em Majora's Mask (Foto: Reprodução / Did you know Gaming?)Marajoaras em Majora's Mask (Foto: Reprodução / Did you know Gaming?)

A Elegy of Emptiness cria cópias de Link também na forma de Deku, Zora e Goron, outras raças deste universo. Estas réplicas lembram também as esculturas antropomórficas marajoaras. As máscaras presentes, a arquitetura e a decoração das casas dos habitantes de Clock Town, em Termina, também são fortemente influenciados por esta arte. Mais Brasil: vale lembrar também que uma das canções aprendidas para a ocarina se chama New Wave Bossa Nova, ensinada pelos Zoras.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Cesar Seabra
    2015-03-21T13:43:29

    "Imamura, who made the design for Majora's Mask, invented the word by combining characters from the movie title Jumanji and from his name Imamura." Pesquisa muito mal feita, foi provavelmente retirada da wiki que diz que TALVEZ o nome Majora tenha referência com esta tribo mas não passa de especulação. A verdadeira origem do nome é esta que coloquei em aspas. Noticia muito mal feita.

  • Cesar Seabra
    2015-03-21T13:34:47

    "Imamura, who made the design for Majora's Mask, invented the word by combining characters from the movie title Jumanji and from his name Imamura." Post completamente errado, tiraram a informação da wiki que diz que TALVEZ seja por isso e assumiram aqui como se fosse verdade absoluta. NÃO, Majora's Mask não vem do Brasil de jeito nenhum.

  • Vinicius Silva
    2012-10-08T18:07:52

    Faltou jogo pra p.o.h.a ai nesta lista...

  • Ilo Cavalcante
    2012-10-08T17:25:57

    dá pro cara jogar contra a seleçao do brasil em inazuma eleven 3 pra DS

  • Thiago Pereira
    2012-10-08T15:56:28

    Não vou descordar que o Max Payne 3 é um jogo muito bom. Porém a Rockstar Games detonou com São Paulo. Claro que nós temos nossos grandes problemas sociais, mas vendo na visão da Rockstar, parece que SP é lixo, só tiroteio, favela, tráfico de órgãos, todos policiais são corruptos. etc. Achei que eles pegaram muito pesado com isso. Mas enfim, é essa visão que o Brasil mostra para os gringos. Contudo o jogo é muito bom.

  • Luiz Costa
    2012-10-08T15:39:07

    Driver 2????????Cadê??????????

  • Maria Soares
    2012-10-08T15:19:46

    estes jogos ja estao disponiveis

  • Gleisson Gtr
    2012-10-08T13:17:26

    Esse artigo parece um resultado de pesquisa no google! faltou um monte de jogos. Tema interessante mas o conteúdo que eh bom....

  • Claudemir Andrade
    2012-10-08T13:09:34

    FALTOU UM aqui perto de casa no camelo tem um GTA RIO... deve ser bom ¬¬ .... "[mode ironic off]"

  • David Silva
    2013-03-29T22:36:34

    cade o driver 2 para playstation one ?

  • Italo Braga
    2012-11-03T11:08:30

    Pode não ser a realidade total, mas o do Call of Duty tá muito parecido com algumas favelas do Rio.

  • Tiago Santos
    2012-11-03T10:17:19

    kkkk me lembrei da musica do cs na favela do rio

  • Marcio Borde
    2012-10-08T21:49:38

    Mais uma matéria lixo incompleta com o padrão techtudo de qualidade.

  • Caio Jacinto
    2012-10-08T19:40:11

    Cadê o Driver 2?

  • Roberto Junior
    2012-10-09T12:50:51

    Em Terranigma, um excelente jogo do SNES, há uma parte da história que se passa na América do Sul e, num lugar chamado Corcovado Hill, aparece gente samando e até o Cristo Redentor.

  • Wick Oliveira
    2012-10-09T10:41:49

    O Fifa 12 também tem estádios brasileiros, com as torcidas cantando em alto e bom som para animar seus respectivos times.

  • Luiz Piccinini
    2012-10-09T10:36:05

    Não mentiram em nada ! !! bem real por sinal..

  • Jose Neto
    2012-10-09T09:00:03

    Esqueceram de colocar o Counter Strike 1.6, tem um mapa da favela do Rio de Janeiro com a música carioca da favela.

  • Pedro Crispim
    2012-10-09T07:30:22

    Esqueceram também do Mass effect 3

  • Ivo Lemos
    2012-10-09T01:30:54

    Faltou Driver 2 no Rio de janeiro

  • Guilherme Felga
    2012-10-08T20:01:57

    Para quem está reclamando da falta do CS na lista,a fase do Rio não é oficial do jogo,e sim criação de fãns.

  • Ednerleandrodossantos
    2012-10-08T15:47:19

    cht

  • Vitor Salgado
    2012-10-08T14:07:43

    Cade o Counter Strike com a fase da favela no Rio???

  • Jose Ferreira
    2012-10-08T12:36:16

    O melhor eh MAX PAYNE 3 sem duvidas, baita jogo com uma historia otima, e a ROCKSTAR fez a licao de casa. Street Fighter em Santos ta demais, fugiu um pouco de RJ, SP E Amazonas Faltou por o PES 2013 com a Vila Belmiro e o Morumbi, mesmo sendo jogos de futiba, os estadios foram uma grande sacada da Konami

  • Joao Oliveira
    2012-10-08T12:04:12

    Tinha pelo menos outros dois pra citar. RIO E COUNTER STRIKE.