Sistemas Operacionais

16/03/2013 11h30 - Atualizado em 16/03/2013 11h30

Acer lança nova edição de C7 Chromebook com bateria mais potente

Aline Jesus
por
Para o TechTudo

A Acer anunciou nesta semana uma nova versão do  C7 Chromebook. Com bateria mais potente e memória RAM de 4 GB, o novo C710-2055 tem um hardware superior ao anterior e, obviamente, custa mais caro. Segundo a empresa, ele é indicado para clientes comerciais e, especialmente, para o uso educacional. O preço de venda será de US$ 279 (R$ 560, aproximadamente).

O Acer C7 Chromebook tem bateria com seis horas de autonomia, em detrimento das quatro da versão anterior (Foto: divulgação/ Acer)O Acer C7 Chromebook tem bateria com seis horas de autonomia, contra as quatro da versão anterior (Foto: Divulgação/ Acer)

No modelo anteriores, a vida útil da bateria era somente de 4 horas, o que gerou muitas reclamações dos usuários. Para a nova versão, a empresa aposta em uma bateria de seis cédulas que dura até seis horas. Em comparação com o notebook padrão, esta duração não é muito grande.

O C7 Chromebook vem com um processador Intel Celeron 847 de 1.10 GHz e com 4GB de memória RAM, contra os 2 GB da primeira edição do computador. A parte gráfica fica por conta da placa Intel HD com 128 MB VRAM e seu monitor é de 11,6 polegadas HD Widescreen CineCrystal LED-backlit LCD. Além disso, ele tem HD de 320GB, três portas USB, saída HDMI, porta VGA e uma webcam de 1.3 megapixels, além de conectividade WiFi.

“O C7 é leve. Por isso é portátil o suficiente para ser carregado entre as salas de aula e até mesmo para projetos fora de classe, como aulas de ciência e arte. Ele mede apenas uma polegada de espessura e, por isso, pode ser facilmente utilizado em sala de aula ou guardado na mochila", informou um comunicado da empresa.

Tem dúvidas sobre Chromebooks? Pergunte no Fórum do TechTudo!

Via Tom’s Hardware

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares