PC

04/06/2013 12h40 - Atualizado em 04/06/2013 14h32

Intel lança os processadores Haswell com aumento de 15% no desempenho

Thiago Barros
por
Para o TechTudo

Enfim a Intel anunciou oficialmente a sua nova geração de processadores: Haswell. De acordo com a companhia, os chips da linha têm um aumento de 15% no desempenho e também uma vida útil de bateria, agora 50% mais longa em atividade e três vezes superior em standby – se comparados aos processadores Ivy Bridge.

Processadores Intel Haswell (Foto: Divulgação)Processadores Intel Haswell (Foto: Divulgação)

Em publicação no seu site oficial, a Intel destaca que a quarta geração de processadores “combina excepcional pouco uso de bateria com performance assustadora” e facilita uso de “máquinas dois em um”, os chamados híbridos, que combinam funções de laptop e de tablet no mesmo aparelho.

Em termos de economia de bateria, alguns produtos poderão ficar até nove horas ligados com uso ativo de bateria e até 13 dias em standby com somente uma carga. Para alcançar tamanha autonomia, a empresa reduziu o consumo de energia do CPU para até 6 watts e otimizou o seu sistema para economizar o máximo possível.

Como destacou  Kirk Skaugen, o vice-presidente da divisão de PC da Intel, “os processadores Intel Core de quarta geração oferecem o maior ganho significativo de vida útil de bateria da história da Intel, duas vezes melhores gráficos e diversas melhorias significativas na performance de CPU, gerando experiências ótimas para o consumidor”.

Ainda de acordo com a Intel, os processadores Haswell “oferecem a melhor performance do mercado”, com melhoria aproximada de velocidade em duas vezes em relação ao seu antecessor. A inicialização do sistema está oito vezes mais veloz e os usuário poderão editar e compartilhar vídeos em HD 20 vezes mais rápido do que em PCs similares.

Aparelhos já estão chegando ao mercado

Por último, mas não menos importante, destaca-se a Intel Iris, sistema gráfico disponível em alguns processadores da nova família, que oferece performance em gráficos 3D duas vezes melhor que os atuais top de linha. Segundo a companhia, esta tecnologia “trará os novos computadores à vida com experiência visual embutida, sem placa extra”.

Já a partir deste mês de junho aparecem no mercado internacional os primeiros laptops, ultrabooks e híbridos com os processadores. A tendência é de que custem cerca de US$ 100 (R$ 200) mais caro que os modelos com processador anterior. Dispositivos móveis, por sua vez, só devem chegar mais para o fim do ano.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Leonardo Miranda
    2013-06-04T19:58:51

    Quero esse aumento significativo nos celulares!