Internet

23/09/2013 10h42 - Atualizado em 23/09/2013 10h42

Saiba identificar falsos e-mails e SMS de bancos; lista mostra dez golpes

João Paulo Carrara
por
Para o TechTudo

Os bancos oferecem cada vez mais novos recursos e ferramentas aos clientes como serviços e transações via Internet, telefone e SMS para realizar diversas tarefas sem precisar se dirigir a uma agência física. Mas, os golpistas e cibercriminosos também buscam sempre novas maneiras de agir e se aproveitam disso. A empresa de segurança virtual ESET produziu uma lista com dez ações que um banco nunca irá tomar ao entrar em contato com seus clientes.

Oito motivos para não criar um perfil no Facebook para uma criança

Confira o especial e, caso se depare com um desses golpes, saiba o que fazer para evitar problemas com e-mails, SMSs e até ligações de telefone fixo com objetivos criminosos.

Saiba identificar falsos e-mails e SMS de bancos; lista mostra dez golpes (Foto: Reprodução/sxc)Saiba identificar falsos e-mails e SMS de bancos; lista mostra dez golpes (Foto: Reprodução/SXC.hu)

1) Mandar um SMS pedindo detalhes para confirmação de dados do cliente

Os bancos enviam mensagens de texto por celular para, por exemplo para confirmar o sucesso de uma transação feita pelo computador, mas nunca para solicitar senhas e dados pessoais. Portanto, desconfie de qualquer SMS que deva ser respondido com seu dados.

2) Informar que em 24 horas sua conta será encerrada ao menos que faça o indicado

Todas as mensagens enviadas supostamente pelo banco e que possuam um prazo para que alguma ação seja feita devem ser lidas com cautela. Os cibercriminosos precisam ser rápidos porque seus sites podem ser bloqueados ou descobertos. Por isso, precisam fazer com que o usuário clique sem pensar. Normalmente, os bancos que apenas queiram entrar em contato com o cliente não estabelecem prazos ou o fazem por meio de ligações telefônicas.

3) Enviar um link com uma nova versão de um aplicativo para home banking

Os bancos não distribuem seus programas dessa maneira. Os softwares devem ser baixados sempre a partir dos sites oficiais e lojas de aplicativos originais. Além do mais, o aviso de uma nova versão será feito apenas pelo próprio aplicativo, quando o cliente realizar um acesso.

4) Usar encurtadores de links em um e-mail

Todo link enviado em uma comunicação oficial de um banco estará integralmente explícito e nunca fará uso de ferramentas para encurtar a URL, como os famosos Migre.me e Bit.ly. Portanto, nunca clique em links encurtados que sejam provenientes de um e-mail ou SMS.

5) Utilizar o correio para a retirada de um cartão de crédito com defeito

Uma nova forma golpe que vem sendo praticado consiste em informar o cliente que um serviço de correio irá retirar um cartão de crédito com defeito, e para isso pede a senha do cartão para confirmação. A maneira padrão dos bancos agirem nesses casos é pedir para o usuário quebrar, cortar e descartar o cartão enquanto aguarda o recebimento de um novo.

6) Ligar para um telefone fixo e pedir para o cliente retorne para confirmar seus dados

Esta é outra nova forma de ataque que consiste em ligar para o cliente por meio deum telefone fixo e informar que foi detectado uma transação fraudulenta em sua conta. Os cybercriminosos afirmam que irão desligar a ligação e pedem que o usuário entrem em contato com o número oficial do banco. Mas, na realidade, a ligação permanece ative. Os criminosos reproduzem o tom de uma nova ligação e o cliente disca o número do banco. Seguindo a rotina, adiciona os dados do cartão de crédito, que nesse momento é roubado.

7) Enviar um e-mail para outro endereço sem informar anteriormente

Os bancos utilizam única e exclusivamente o endereço de e-mail informado no momento da abertura da conta corrente para se comunicar com o cliente. Se um banco entra em contato com o usuário por um endereço de e-mail diferente é preciso tomar muito cuidado. O recomendado é que o usuário tenha uma conta de e-mail apenas para o banco e que não utilize-a para mais nada ou saiba exatamente qual conta de e-mail cadastrou no banco.

8) Utilizar um site de Internet não seguro

Um site legítimo e verdadeiro corresponde a um banco deve possuir na barra de endereços o ícone de um cadeado, o que significa que o site utiliza um protocolo seguro para o tráfego de dados.

9)  Solicitar que o usuário desative o módulo de segurança

O banco nunca irá solicitar que o módulo de segurança seja desabilitado para acessar sua plataforma ou realizar alguma transação. Caso peça isso, é recomendado comunicar imediatamente o banco para que então seja investigado esse comportamento suspeito.

10) Mandar uma mensagem para mais de um destinatário

É importante checar se o e-mail recebido está destinado somente ao correntista adequado. Os bancos nunca utilizam grupos de destinatários genéricos no campo “Para”, como por exemplo “lista de clientes” ou incluem mais de um cliente no campo de endereço de e-mail.

Como visto, são todas precaucões básicas, até mesmo óbvias, mas que podem confundir um usuário menos familiarizado com a tecnologia e transformá-los nas próximas vítimas dos golpistas. Portanto tenha bastante atenção e, na dúvida, entre em contato com o seu banco.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Maria Silva
    2013-09-24T09:14:13

    Já ouviram falar em facebook? Pois é, uma boa fonte de informações para esse tipo de crime.

  • Anderson Silva
    2013-09-24T03:24:01

    Denuncie o fato na Delegacia Especializada em Crimes Cibernéticos da Polícia Civil de sua Cidade

  • Fabio Ottolini
    2013-09-23T19:35:09

    Tem que acrescentar o Mercado Livre nessa lista! É o maior antro de fraudadores do Brasil!

  • Oyama Daniel
    2013-09-23T19:33:18

    TÁ CHEIO DE 171 NO MERCADO ! NA DÚVIDA DELETE AS MENSAGENS

  • Wallace Ribeiro
    2013-09-24T00:43:22

    Sempre recebo do Bradesco, e nem tenho conta lá! kkkkkkk

  • Felipe Nascimento
    2013-09-24T00:40:51

    Veja alguns comentário falando em bloquear e evitar o acesso ao link malicioso e tal. Mas temos que agir para a prisão destes bandidos, temos que denunciar, a polícia tem que investigar e prender esses safados, não basta vc só se proteger, ajude a evitar que outros caiam no golpe.

  • Cristiane Costa
    2013-09-23T21:26:17

    Recebo vários e-mails dizendo que tenho que atualizar os meus dados cadastrais no banco (já foram todos os bancos brasileiros) e eu nunca caí, pois não possuo conta bancária. Há uns meses, recebi um da Polícia Federal Brasileira e, não muito tempo depois, recebi um do FBI, ambos pedindo informações pessoais e afins. Lógico que ambas eram falsas e simplesmente apaguei.

  • Mario Vincenzi
    2013-09-23T20:47:09

    muito facil: se o e-mail nao é do seu banco, é virus...ao abrir o e-mail e o remetente tem um endereço de e-mail estranho, é virus...tem duvida? ligue pro banco...99,99% dos e-mails de banco são virus

  • Wanderlei Motta
    2013-09-24T07:47:00  

    O que ninguém pesquisa é como os criminosos tem acesso ao seu número de telefone e ao número da sua conta. Na verdade os seus dados não estão tão bem guardados assim como eles dizem. Fiquem atentos.

    recentes

    populares

    • Wanderlei Motta
      2013-09-24T07:47:00  

      Existem muitos meios com suas informações... Listas telefônicas, inscrições em concursos, publicações de editais, processo etc..

    recentes

    populares

    • Wanderlei Motta
      2013-09-24T07:47:00  

      Cara, concordo, cuidado correntistas do Bradesco meus dados e de outros conhecidos de uma ag. do Piraporinha foram repassados por uma funcionária para bandidos e o Bradesco só tentou abafar o caso.

  • Felipe Nascimento
    2013-09-23T20:15:09  

    Sempre recebo esses email. TEnho muita raiva destes 171s. Mas o que fazer quando se recebe esses emails? Como denuncia-los?

    recentes

    populares

    • Felipe Nascimento
      2013-09-23T20:15:09  

      1- Bloquear o remetente não é o suficiente, como a notícia diz, ele mudam de endereço rapidamente e te mandará de outro remetente. 2- Não quero só evitar, quero a prisão dos delinquentes. Então, como fazer a denúncia? A quem recorrer para que se prenda o criminoso? 3- Acho falha a nosso politica de proteção virtual. A polícia tinha que investir mais em divulgação para que a população, além de se proteger, saiba também fazer a denúncia correta para a prisão dos meliantes.

    recentes

    populares

    • Felipe Nascimento
      2013-09-23T20:15:09  

      Denuncie na Delegacia Especializada em Crimes Cibernéticos da Polícia Civil de sua Cidade