TechTudo

06/10/2013 07h30 - Atualizado em 06/10/2013 07h30

Confira quais são as tecnologias do futuro que já estão em desenvolvimento

Paulo Alves
por
Para o TechTudo

Celulares, tablets e outros gadgets lançados a cada ano impressionam por sua crescente velocidade e capacidade. Mas, o que muitos de nós não sabemos é que existem tecnologias muito mais impressionantes já sendo desenvolvidas e que podem mudar a forma com que lidamos com o mundo – mais ou menos como os smartphones fizeram há cerca de seis anos.

Tecnologias do futuro podem chegar mais cedo do que imagina no seu dia a dia (Foto: AFP)Tecnologias do futuro podem chegar mais cedo do que imagina (Foto: AFP)

Veja abaixo nove exemplos de tecnologias dignas de filmes de ficção científica descobertas por cientistas de hoje. Não se impressione se elas chegarem à sua casa antes do que você imagina.

Nanofibra

Nanofibra pode ser a solução para nossos problemas com água potável (Foto: Reprodução/Business Insider)Nanofibra pode ser a solução para nossos problemas com água potável (Foto: Reprodução/Business Insider)

A nanofibra é um material fibroso extremamente fino (menos que 100 nanômetros) que funciona de maneira muito eficaz para criar filtros para materiais pequenos. Um exemplo disso é o sal, uma vez que os grãos são muito grandes para passar através dos furos de uma tela feita de nanofibras.

No futuro, as nanofibras poderão ser usadas em filtros para transformar a água dos oceanos em potável: a solução para nossos problemas com a escassez de água. A tecnologia já existe, mas o custo de produção ainda é alto demais.

Chip microfluídico

Chip microscópico elimina células cancerígenas e as guarda para estudo por cientistas (Foto: Reprodução/Business Insider)Chip microscópico elimina células cancerígenas e as guarda para estudo por cientistas (Foto: Reprodução/Business Insider)

Esse pequeno dispositivo é tão pequeno que poderia circular livremente na corrente sanguínea de uma pessoa. Porque é coberto com DNA, o chip não sofre refeição do corpo e pode ser usado para combater o câncer de uma maneira extremamente eficaz e não-intrusiva, pois consegue absorver células cancerígenas sem causar efeitos colaterais nos pacientes.

O chip microfluídico é capaz ainda de armazenar as células defeituosas, portanto os cientistas podem estudá-las ao retirar o material do corpo do paciente sem precisar fazer biópsias.

Supercapacitores de grafeno

Capacitores de grafeno podem compor baterias que carregam em segundos (Foto: Reprodução/Business Insider)Capacitores de grafeno podem compor baterias que carregam em segundos (Foto: Reprodução/Business Insider)

Grafeno é um material super leve e resistente, o melhor nesses quesitos já manuseados pelo ser humano e, ao que parece, poderia compor capacitores infinitamente mais poderosos que os que temos hoje.

Na prática, um supercapacitor de grafeno poderia equipar baterias que duram tanto quanto as atuais, mas que carregam em muito menos tempo. Isso influencia diretamente na forma que lidamos com nossos gadgets móveis e, principalmente, na adoção de veículos elétricos.

O grafeno já pode ser produzido em larga escala, portanto essa é uma tecnologia que não deve tardar muito até chegar aos consumidores finais. Já pensou poder carregar um carro elétrico em alguns poucos minutos ou o celular em segundos?

DNA como meio de armazenamento

Já é possível guardar informação em moléculas de DNA. No futuro, HDs serão microscópicos (Foto: Reprodução/Business Insider)Já é possível guardar informação em moléculas de DNA. No futuro, HDs serão microscópicos (Foto: Reprodução/Business Insider)

A forma mais rápida dos meios de armazenamento populares hoje é o SSD, o disco de estado sólido que equipa os chamados ultrabooks. Porém, estudos com novas tecnologias de armazenamento de informação já indicam que podemos guardar bits – informação digital – no DNA.

Cientistas conseguiram gravar em moléculas de DNA um arquivo de áudio de um discurso de Martin Luther King Jr., uma foto, uma cópia do artigo científico de Watson e Crick sobre DNA e 154 sonetos de Shakespeare. Depois, eles foram capazes de recuperar todos os dados com 99,99% de precisão, tão eficiente quanto os HDs ou SSDs de hoje.

Quando a tecnologia estiver popularizada, poderemos gravar terabytes de informação em unidades microscópicas de armazenamento, fazendo computadores e outros dispositivos com memória muito menores e mais leves também.

D-metionina

Trabalhadores da construção civil são os principais beneficiados com as vantagens da D-Metionina (Foto: Reprodução/Business Insider)Trabalhadores da construção civil são os principais beneficiados com as vantagens da D-Metionina (Foto: Reprodução/Business Insider)

Cientistas descobriram que essa substância protege os ouvidos contra altas cargas de ruídos, fazendo dela uma aliada essencial para trabalhadores da construção ou da indústria. Adaptada em uma cápsula, bastaria ingeri-la como um remédio qualquer para preserva a audição mesmo após longos períodos de exposição a ruídos.

Comunicação entre cérebros

Na foto, homem consegue controlar animal a partir de máquina conectada aos dois cérebros (Foto: Reprodução/Extremetech)Na foto, homem consegue controlar animal a partir de máquina conectada aos dois cérebros (Foto: Reprodução/Extremetech)

Uma equipe de cientistas de Harvard está desenvolvendo uma forma extremamente avançada de comunicação entre humanos e até entre humanos e animais. Já há maneiras de ligar dois cérebros e estabelecer comunicação neural capaz de controlar o corpo de outra pessoa ou realizar uma espécie de conversa por ‘telepatia’.

Os cientistas da renomada universidade norte-americana já conseguiram realizar experimentos com essa tecnologia em animais, e os resultados são promissores. Daqui a algum tempo, quem sabe conseguiremos inclusive conversar com nossos bichos de estimação?

Memristor

Memristor pode aumentar significativamente a velocidade de dispositivos eletrônicos (Foto: Reprodução/Business Insider)Memristor pode aumentar significativamente a velocidade de dispositivos eletrônicos (Foto: Reprodução/Business Insider)

Toda a capacidade computacional que temos à nossa disposição é criada graças a chips feitos com indutores, capacitores e resistores. No entanto, o memristor – mistura de ‘memória’ com ‘resistor’ – é um quarto componente ainda não popularizado nos circuitos atuais e que pode significar um aumento exponencial na velocidade dos sistemas elétricos.

A HP é uma das empresas que vem trabalhando forte para utilizar esse novo recurso, que promete tornar processos de fabricação mais simples e baratos, gerando celulares, tablets e computadores mais rápidos e mais eficientes energeticamente.

Tinta de célula solar

Tinta solar pode transformar qualquer superfície condutora de eletricidade em um painel solar (Foto: Reprodução/Government Technology)Tinta solar pode transformar qualquer superfície condutora de eletricidade em um painel solar (Foto: Reprodução/Government Technology)

Pesquisadores da Universidade de Notre Dame, nos Estados Unidos, desenvolveram uma tinta que, ao aplicada em uma superfície condutora de eletricidade, consegue captar a energia solar a transformá-la em energia elétrica para alimentar qualquer circuito eletrônico.

A tinta solar foi criada a partir de nanopartículas de dióxido de titânio misturadas com sulfureto de cádimo e mergulhadas em uma solução de água e álcool. Ao fim do processo, que não requer nenhum material especial, obteve-se uma espécie de pasta que pode ser aplicada como uma tinta. Em resumo, você poderá no futuro abastecer sua casa de energia solar pintando o teto metálico da sua casa. Incrível, não?

Fotografia Femto

Com slow motions extremos, fotografia femto poderá capturar imagens de objetos e pessoas fora do ângulo de visão (Foto: Reprodução/Business Insider)Com slow motions extremos, fotografia femto poderá capturar imagens de objetos e pessoas fora do ângulo de visão (Foto: Reprodução/Business Insider)

A luz não faz curvas, certo? Mas, com essa tecnologia fotográfica, é possível capturar imagens de objetos obstruídos por meio da detecção de sua ‘impressão de luz’. A fotografia femto é uma tecnologia que permite capturas de imagem em slow motion em escala de um trilhão de segundos, o que significa que, pela primeira vez, podemos ver a luz se movimentando no espaço.

Como a fotografia é nada mais que a captura de luz refletida pelos objetos, a fotografia femto conseguiria ver a luz refletida por um objeto perpassar o espaço nitidamente, portanto não precisaria que a lente estivesse apontada diretamente ao alvo. Seria como se você pudesse fotografar alguém na rua antes que pessoa virasse a esquina.

Via Business Insider

  • imprimir
Seja o primeiro a comentar


Imagem do usuário
Sair

Quer realmente sair da globo.com?

Imagem do usuário

recentes

populares

  • Elaine
    2013-10-07T14:29:47

    ... e com tudo ainda não conseguiram inventar um método mais efetivo que o exame de próstata.... tsc, tsc, tsc....

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Rafael Cruzeiro
    2013-10-07T05:23:04

    Parei de ler na primeira "tecnologia do futuro" quando me dei conta que é um texto copiado descaradamente da internet.

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Huycdhifufu8p
    2013-10-06T23:36:50

    post muito bom

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Eduardo A.
    2013-10-06T12:30:35   , respondido respondido 2013-10-30T10:09:31

    Alguem ja estava pensando na hora do almoco..."...o chip nao sofre REFEICAO do corpo..."

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário

    recentes

    populares

    • Eduardo A.
      2013-10-06T12:30:35   , respondido respondido 2013-10-30T10:09:31

      EueAHUEAhueaheuheuheaUHEuEAHUEAHUehHUHEUHEAHe!!!!!

      COMPARTILHAR

      Imagem do usuário