Impressora 3D

17/12/2013 16h20 - Atualizado em 26/06/2014 12h18

Impressão 4D: Como funciona e diferenças para a impressora 3D

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

O MIT (Instituto Tecnológico de Massachusetts) desenvolve a tecnologia de impressão de 4D. A partir de uma impressora 3D, os cientistas do instituto criaram uma técnica capaz de gerar objetos impressos tridimensionalmente e que podem mudar de forma com o tempo. Esse detalhe do efeito do tempo sobre o que é impresso pela máquina é o que define a quarta dimensão do objeto.

Imagem mostra os estágios de um objeto impresso em 4D. Com o tempo, ele muda de forma (Foto: Reprodução/MIT)Imagem mostra os estágios de um objeto impresso em 4D. Com o tempo, ele muda de forma (Foto: Reprodução/MIT)

No atual estágio de desenvolvimento dessa tecnologia, os materiais impressos usam um tipo de tinta especial que, na presença de água, reage. Ela sofre transformações físicas que alteram suas formas e dimensões. Para tudo funcionar, o material a ser impresso é cuidadosamente calculado e formatado de acordo com as transformações que os cientistas desejam.

A partir disso, a impressora cria o objeto tridimensional, aplicando uma substância especial em pontos chave da estrutura. Esse material absorve água, o que acaba fazendo com que ele sofra as alterações que foram previamente calculadas pelos técnicos. Com o tempo, essas alterações mudam de forma sensível o aspecto do que tinha sido originalmente impresso.

Qual a utilidade de comprar uma impressora 3D? Saiba mais no Fórum do TechTudo!

 No momento, essa tecnologia não tem muitas aplicações. O problema é que, por enquanto, o que é impresso em 4D não sofre mutações por “vontade própria”: é preciso aplicar água para que o processo de mudança comece.

Mas, no futuro, esse tipo de tecnologia pode ser aplicado para a confecção de produtos que se montem sozinhos. Além da praticidade de algo que se auto-ajuste, a tecnologia permitiria que esses produtos fossem impressos em formatos mais reduzidos, fáceis de armazenar.

Em princípio, o que é necessário para que algo assim saia do papel é uma impressora 3D ainda mais complexa do que as atuais, capaz de aplicar circuitos e microchips em seus impressos. Dotados desses circuitos, os objetos poderiam interagir entre si para que se organizassem e se montassem sozinhos.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares