Robótica

27/01/2014 12h48 - Atualizado em 14/02/2014 14h36

Cientistas copiam bigodes de gato para ajudar robôs a terem sensações

João Kurtz
por
Para o TechTudo

A ciência mais uma vez procura na natureza soluções para aprimorar a tecnologia usada na criação de robôs. Cientistas da Universidade de Berkeley, nos Estados Unidos, se basearam nos bigodes de gatos como forma de aumentar a sensibilidade das próximas gerações de máquinas.

Robôs inteligentes com Arduino: cortador de grama e até 'vaqueiro de rodas'

Bigodes de gato inspiram cientistas a criar pele sintétic (Foto: pond5)Bigodes de gato inspiram cientistas a criar pele sintétic (Foto: pond5)


A tecnologia está sendo aplicada em peles sintéticas, criadas com nanotubos de carbono e nanopartículas de prata, desenhadas para responder à pressão e ajudar os robôs do futuro a navegarem em ambientes difíceis ou de pouca visibilidade.

Protótipo do "gato robô" (Foto: Reprodução/guardianlv)Protótipo do "gato robô" (Foto: Reprodução/guardianlv)

O maior problema encontrado pelos pesquisadores é que os materiais orgânicos têm se mostrado como péssimos semicondutores, o que significa que precisam de muita energia para operar, enquanto os materiais inorgânicos são muito frágeis para serem usados em prostéticos. Com a nova tecnologia, os robôs serão capazes de calcular quanta força deve ou não ser aplicada para segurar um objeto e, no futuro, restaurar o sentido de tato em pessoas com membros artificiais.

O que torna um celular vulnerável a invasões e como evitá-las? Confira algumas dicas em nosso Fórum

O cientista Ali Javey, líder da pesquisa, acredita que o material será pelo menos tão sensível quanto um display de smartphone e poderá ser usado para sentir até mesmo batimentos cardíacos.

Via Engadget e University Herald

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares