Internet

06/02/2014 07h25 - Atualizado em 06/02/2014 07h25

'Compartilhamos excessivamente online', diz executivo da AVG

Tassia Moretz
por
Para o TechTudo

O executivo norte-americano Tony Anscombe, da AVG, esteve no Brasil para o evento de lançamento do eBook “Proteja nossas crianças e jovens”, inspirado em sua obra “One parent to another” (“De pai para pai”, em tradução livre), em janeiro. Em entrevista ao TechTudo, Anscombe criticou o modo como usamos a Internet e falou sobre os excessos cometidos por internautas em redes sociais e aplicativos.

Como evitar que crianças tenham acesso a conteúdo adulto na Internet

Há um fenômeno de avôs e avós que compartilham informações excessivas sobre seus netos na Internet
Tony Anscombe

Tony tem a função de levar soluções e produtos gratuitos para a população crescente de usuários da Internet. Seu objetivo é garantir que as pessoas tenham uma experiência segura em rede. Para o executivo, é importante educar também os avós e os pais para que os filhos tenham bom comportamento online. Ele criticou o excesso e deixou uma dica: “use os aplicativos que seu filho usa”.

Tony AnscombeTony Anscombe, executivo da AVG
(Foto: Divulgação/AVG Brasil)

TechTudo: Por que a escolha pelo formato eBook?

Tony Anscombe: Os eBooks são mais fáceis para as pessoas fazerem download. A tecnologia está em muitas casas, as pessoas vêm usando tablets e lendo de diversas formas – e você sempre poderá imprimir um eBook e ter a obra física para ler também se desejar. Mais importante do que o formato é o conteúdo, é garantir que a informação esteja acessível de todas as formas, para todos os pais e familiares.

TT: Por que seu trabalho também está focado nas crianças?

TA: Eu sou pai. É mais do que isso. A tecnologia está mudando o modo como nossas crianças crescem e também está mudando o comportamento dos adultos. É importante proteger nossas crianças porque a Internet pode ser um lugar horrível, mas também pode ser um lugar maravilhoso – deveria sempre ser maravilhoso. Então o que devemos fazer é proteger nossas crianças para ter certeza de que será sempre maravilhoso.

TT: Qual a importância de educar as crianças para uma vida segura online?

Não apenas crianças. Pais também devem entender o uso da Internet. Entre as coisas que destaco, é que compartilhamos excessivamente online. E ainda estamos aprendendo como isso funciona. Nossa habilidade para ensinar nossos filhos não está tão boa como deveria. 

Precisamos educar adultos e precisamos educar crianças porque, se não fizermos os dois, ficaremos com a lacuna de uma geração que não entende nada sobre excessos de compartilhamento, sobre configurações de privacidade, ou sobre aquilo que deve ou não deve ser feito online.

Há um fenômeno de avôs e avós compartilhando informações excessivas sobre seus netos na Internet. Os pais, que estão no meio, têm o trabalho de ensinar os filhos e os avós, porque eles não pensam sobre as configurações de privacidade. Pais devem se certificar sobre o que é compartilhado, como é compartilhado, com quem é compartilhado e por quem é compartilhado para ajudar avós e filhos a entender.

TT: Tem alguma dica para garantir a navegação segura na Internet?

Sob a perspectiva de um pai e de um adulto: use os aplicativos que seu filho usa. Entenda o que os aplicativos estão fazendo. Se seu filho está no Facebook, você precisa estar no Facebook. Você não precisa se engajar do mesmo modo como seu filho está engajado, mas precisa estar lá.

Mas, se você criou uma conta e não entende o que acontece, como poderá aconselhar seu filho corretamente? Se o seu filho faz o download de um jogo e está no carro jogando, você chega em casa e rapidamente faz o download do mesmo jogo no seu próprio celular. Assim você vai entender o conteúdo e estará por dentro da mesma tecnologia que seu filho está.

Duvidas sobre AVG? Comente no Fórum do TechTudo

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares