Internet

24/05/2014 09h00 - Atualizado em 05/06/2014 15h56

Veja sete dicas para verificar se o anexo do e-mail tem vírus e malware

João Kurtz
por
Para o TechTudo

Uma das formas mais usadas para espalhar vírus e outros códigos maliciosos através da Internet sempre foram os anexos de e-mail. Os arquivos enviados por estes costumam conter códigos que travam os discos rígidos (HDs) e apagam dados. Outra modalidade comum são os malwares desenvolvidos para roubar informações bancárias ou explorar brechas no sistema operacional.

'Antivírus está mais vivo do que nunca', diz executivo da AVG

Gmail apresentou problemas no envio de mensagens nesta terça-feira (Foto: Arte/Divulgação) (Foto: Gmail apresentou problemas no envio de mensagens nesta terça-feira (Foto: Arte/Divulgação))Sete dicas para identificar anexos perigosos no seu e-mail (Foto: Gmail/Divulgação)


Confira algumas dicas da PSafe para identificar anexos perigosos e se proteger:

1) Evite abrir anexos inesperados, mesmo que venham de amigos. Quando estiver em dúvida, entre em contato com a pessoa e confirme o envio.

2) Garanta que o firewall do computador está ativo e atualizado. Muitos malwares precisam se conectar à Internet e o firewall impede conexões não autorizadas. Alguns roteadores também possuem firewalls embutidos para prevenir acessos estranhos.

3) Mantenha um programa de segurança instalado e faça varreduras periodicamente para garantir que seu computador está livre de ameaças.

4) Muitos serviços de e-mail possuem antivírus embutidos que verificam automaticamente qualquer anexo enviado e recebido. Procure usar estes sistemas.

5) Desabilite o download automáticos de anexos em seu e-mail. Isso evita que arquivos perigosos sejam baixados em seu computador.

6) Os serviços de e-mail costumam publicar informações sobre qualquer atualização de software e alertas de segurança. Mantenha-se atualizado para evitar ser vítima de golpes.

7) Use o senso comum. Antes de clicar em uma anexo, verifique se o remetente é confiável. Busque palavras estranhas ou sequências de números no corpo do email ou mesmo no nome do anexo: eles podem sinalizar um anexo maligno.

Usuários do Windows devem ter cuidado redobrado com a extensão de arquivos e evitar abrir qualquer executável (.exe), que podem ser usados para comprometer o sistema.

Qual é o melhor antivírus grátis? Comente no Fórum do TechTudo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares