14/06/2014 07h00 - Atualizado em 26/06/2014 18h13

Bayonetta 2 prova que o Wii U pode ser o lugar certo para jogos hardcore

Felipe Vinha
por
Para o TechTudo

Bayonetta 2, após muito tempo em silêncio, foi mostrado em caráter oficial durante a E3 2014. O game, exclusivo do Wii U, finalmente estava jogável na feira, e teve importantes novidades reveladas. Além de gráficos de ponta, ação valorizada e muita pancadaria, o jogo mostra que a Nintendo não deve temer ter títulos mais voltados para adultos ou jovens em seu catálogo. Confira nossas impressões:

Bayonetta 2 (Foto: Divulgação)Bayonetta 2 (Foto: Divulgação)


Dando uma nova cara ao Wii U

O que vimos de Bayonetta 2 nos deixou impressionado. A bruxa retorna do primeiro game com um novo fôlego, com muito mais movimentos e mais golpes. Agora ela está com o cabelo mais curto na cabeça, mas isso não a impede de utilizá-lo para cobrir seu corpo, que na verdade funciona também como sua roupa.

Por conta disso, Bayonetta fica nua a maior parte do tempo durante o jogo, principalmente quando vai executar seus golpes, que utilizam justamente seu cabelo mágico. Ele simplesmente desgruda do corpo da personagem e vai para cima dos inimigos, restando apenas uma parte mínima, para cobrir os momentos mais íntimos da bruxa.

Bayonetta 2 (Foto: Divulgação)Bayonetta 2 (Foto: Divulgação)


Mas Bayonetta não tem apenas seu cabelo como arma no novo jogo. A personagem agora pode usar máquinas, que mais lembram as armaduras Magitek, de Final Fantasy 6, com direito a golpes certeiros nos inimigos maiores. O robô controlado pela personagem não é tão ágil quando a própria bruxa, mas sabe desferir golpes como ninguém. É possível encaixar combos que combinam-se com as magias da personagem, causando devastadores estragos.

Vale lembrar que Bayonetta 2, no Wii U, acompanhará o primeiro jogo adaptado ao console da Nintendo. Ele não saiu para Wii U originalmente, mas sim para PS3 e Xbox 360, então vai servir para introduzir a história aos jogadores. Resta saber se o quesito história, muito elogiado no primeiro, vai se manter nesta sequência, que promete ser arrasadora.

A jogabilidade ficou bem adaptada ao controla do Wii U. Dois botões principais, que servem para ataque principal e secundário. Porém, ao pressionar os dois juntos, a heroína pode atirar continuamente nos inimigos, com suas magias e armas ao mesmo tempo.

Uma pena que o GamePad do Wii U seja subutilizado em Bayonetta 2. Pelo que vimos, ele não vai ser usado para mais nada, a não ser reproduzir a tela do game da TV, quando você não estiver usando o aparelho maior. O controle do console da Nintendo nasceu com o intuito de ser inovador e ser utilizado de formas inesperadas, mas a maioria dos jogos, incluindo este, têm ido pelo caminho contrário.

Porém, os fãs não devem sentir tanta falta de utilizar o GamePad para funções extras, já que a ação do jogo é tão rápida e ágil que fica difícil ficar conferindo duas telas ao mesmo tempo.

O que vocês esperam da E3 2014? Opine no Fórum do TechTudo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Jonathas Oliveira
    2014-12-05T17:52:41

    O problema é que a nintendo não gosta desse tipo de jogo então eu acho que o jogo vai ficar esquecido até a sony ou microsoft pegarem ela.