Internet

27/06/2014 10h56 - Atualizado em 27/06/2014 10h56

O que é Material Design presente no Android L? Entenda o novo conceito

Paulo Figueiredo
por
Para o TechTudo

O Google apresentou na quarta-feira (25) no Google I/O uma versão antecipada do Android L, cujo design revelou ser também a nova linguagem visual adotada para todas as plataformas. Ao mudar a aparência no Android, no Drive, no Chrome e no Chrome OS, a novidade chamada “Material Design”, seguirá o mesmo estilo adotado em maio na última atualização do Google+.

Google lança Android L; veja o que muda em relação ao KitKat

A nova linha de design já promete inovar produtos como Google Drive, Google Calendar e Gmail, contando com uma hierarquia simplificada, bastante cor e novos ícones e tipografias. A aposta é se inspirar em materiais e objetos do mundo real, que causam reflexos a quem os manuseia assim como a web deveria ser pensada.

Aparência do Google Calendar após mudanças nas plataformas do Google promovidas pelo Material Design (Foto: Reprodução/Google).Aparência do Google Calendar após mudanças nas plataformas do Google promovidas pelo "Material Design" (Foto: Reprodução/Google).

Na prática, o novo layout vai contar com novidades como: interações em terceira dimensão; aplicação de um sistema de camadas, que pulam umas em frente às outras para separar e trazer novas informações; facilidades na transição entre aplicativos em plataformas móveis, como smartphones e tablets; mais animações e feedbacks por meio de comandos touch (sensíveis ao toque).

Para apresentar os princípios da linguagem visual, o Google disponibilizou alguns postais em kits impressos  entregues a participantes da conferência. Com um desenho simples e ilustrativo, os postais também continham legendas que explicavam cada um destes princípios. Confira:

Material é a metáfora

Metáfora material é a teoria que unifica espaço racional a um sistema em movimento. Nosso material é baseado em uma realidade tátil, inspirado em nosso estudo de papel e tinta e aberto à imaginação e à magia.

Primeiro princípio do Material Design: Material is the metaphor (Foto: Reprodução/Google).Primeiro princípio do "Material Design": Material is the metaphor (Foto: Reprodução/Google).

Superfícies são intuitivas e naturais

Superfícies e arestas fornecem pistas visuais que permeiam a nossa experiência da realidade. O uso de atributos táteis familiares dialoga com as partes mais primitivas do nosso cérebro, ajudando-nos a tomar dimensão das proporções.

Segundo princípio do Material Design: Surfaces are intuitive and natural (Foto: Reprodução/Google).Segundo princípio do "Material Design": Surfaces are intuitive and natural (Foto: Reprodução/Google).

Dimensão permite interação

Os fundamentos de luz, superfície e movimento são fundamentais para entender como os objetos interagem entre si. Uma iluminação realista destes objetos revela junções, separa espaços e indica as partes que podem ser movidas.

Terceiro princípio do Material Design: Dimensionality affords interaction (Foto: Reprodução/Google).Terceiro princípio do "Material Design": Dimensionality affords interaction (Foto: Reprodução/Google).

Um design adaptado

Um sistema de design único organiza os espaços e as interações. Cada elemento reflete uma visão diferente deste mesmo sistema. Toda forma de enxergar deve ser pensada sob medida para o tamanho e a interação adequada a cada dispositivo. Cores, iconografia, hierarquia e relações espaciais permanecem constantes.

Quarto princípio do Material Design: One adaptive design (Foto: Reprodução/Google).Quarto princípio do "Material Design": One adaptive design (Foto: Reprodução/Google).

O conteúdo é vivo, vigoroso e intencional

Design arrojado cria hierarquia, significado e foco. Escolhas específicas de cores, figuras de ponta a ponta, tipografia em larga escala e o uso de espaço negativo criam imersão e dão clareza.

Quinto princípio do Material Design: Content is bold, graphic, and intentional (Foto: Reprodução/Google).Quinto princípio do "Material Design": Content is bold, graphic, and intentional (Foto: Reprodução/Google).

Cores, superfície e iconografia enfatizam ações

As ações do usuário são a essência do Design de Experiência. Ações essenciais são pontos de inflexão que transformam todo o projeto. A ênfase neste aspecto faz com que uma função principal esteja imediatamente visível e se ligue a pontos de interesse do usuário.

Sexto princípio do Material Design: Color, surface, and iconography emphasize actions (Foto: Reprodução/Google).Sexto princípio do "Material Design": Color, surface, and iconography emphasize actions (Foto: Reprodução/Google).

Usuários iniciam transição

Trocas de interface derivam sua fonte de ações iniciadas pelos usuários. Animações que derivam do toque respeitam e reforçam o usuário como motor principal das transições.

Sétimo princípio do Material Design: Users initiate change (Foto: Reprodução/Google).Sétimo princípio do "Material Design": Users initiate change (Foto: Reprodução/Google).

Animação é coreografada em um palco compartilhado

Toda ação se passa em um único ambiente. Os objetos são apresentados ao usuário sem quebrar a continuidade da experiência, mesmo quando eles se transformam e se reorganizam entre si.

Oitavo princípio do Material Design: Animation is choreographed on a shared stage (Foto: Reprodução/Google).Oitavo princípio do "Material Design": Animation is choreographed on a shared stage (Foto: Reprodução/Google).

Movimento gera significado

Movimentos são significativos e adequados, servindo para concentrar a atenção e manter a continuidade. O feedback é sutil, mas perceptível. As transições são eficientes e coerentes.

Nono princípio do Material Design: Motion provides meaning (Foto: Reprodução/Paulo Finotti)Nono princípio do "Material Design": Motion provides meaning (Foto: Reprodução/Paulo Finotti)

Confira o vídeo que mostra uma prévia do Material Design. Mais informações podem ser lidas em inglês na página oficial do projeto.


Via TNW 

O que deve fazer para tornar seu Android mais seguro? Veja no Fórum do TechTudo.

 


Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Tiago Almeida
    2014-07-01T09:42:09

    Boa sacada do Google em pegar o Flat Design e aplicar algumas melhorias... Por hora já parece superior aos concorrentes.