16/07/2014 07h00 - Atualizado em 16/07/2014 11h02

Bug faz Chrome aumentar consumo de bateria no notebook, diz especialista

Aline Jesus
por
Para o TechTudo

Um bug no Google Chrome poderia estar reduzindo drasticamente a vida útil da bateria de notebooks com Windows. De acordo com o especialista Ian Morris, um erro no "system clock tick rate” (algo como sistema de taxa de tiques do relógio, em livre tradução) pode ser prejudicial para a peça.

Como aumentar a autonomia da bateria do seu notebook; veja dicas

Garota chocada olhando o Facebook (Foto: Pond5)Garota chocada olhando o Facebook (Foto: Pond5)


Esse sistema existe exatamente para que o computador economize energia, ao colocar o processador para ficar em stand-by quando não há qualquer tarefa sendo executada que necessite de atenção. A CPU é despertada de tempos em tempos, em um intervalo pré-definido.

Em um laptop com Windows tem uma taxa padrão de 64 verificações por segundo em um determinado evento. Como o Chrome atuando, esse número chega a mil vezes por segundo. De acordo a Microsoft, isso pode fazer com que o consumo de bateria aumente em até 25%. 

Em outros navegadores, a taxa de verificação aumenta em determinados casos, como na execução de um vídeo no YouTube, mas, quando a aba é fechada, volta ao normal. No Chrome, esse valor é alto desde o início e continua assim até  o browser ser encerrado.

Morris fez um teste no qual descobriu que com o Chrome rodando, o computador consumiu entre 15 e 20 Watts. Fechando o software, o número caiu para 12 a 15 Watts. O especialista descobriu o bug há algum tempo, tendo em vista que o primeiro relato da falha teria sido feito em 2010, mas até hoje não foi corrigido.

“Se o Google não o levar a sério, o erro vai permanecer e notebooks com Windows e Chrome vão continuar a drenar bateria mais rápido do que máquinas parecidas usando o Internet Explorer ou Mozilla Firefox. Testei todas as opções e posso confirmar que só o Chrome tem esse aumento logo na inicialização”, explicou.

Pouco após a publicação da denúncia do problema, o especialista relatou que o Google começou a prestar atenção no erro e a buscar soluções para o problema. Por isso, o relatório do mesmo nos sites de desenvolvedores da Gigante das Buscas foi bloqueado para novos comentários. 

É melhor carregar o celular desligado? Veja no Fórum do TechTudo

Via Forbes

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares