Internet

31/07/2014 15h23 - Atualizado em 04/08/2014 11h27

Facebook começa a oferecer serviços básicos do Internet.org na África

Paulo Alves
por
Para o TechTudo

O projeto Internet.org, do Facebook, lançou um aplicativo repleto de funções para promover o acesso mundial à Internet. O aplicativo para Android oferece informações básicas sobre clima, saúde e anúncios de emprego, de forma gratuita. Além disso, tem conexão com o Google, Wikipedia e Facebook, com 13 serviços no total. Quem acessa por meio desse aplicativo, não paga o tráfego de dados nesses sites.

Maquiagem exótica pode enganar reconhecimento facial em fotos do Facebook

Os links para o Kokoliko e GoZambiaJobs permitirão que os cadastrados procurem por novas oportunidades de emprego, enquanto o Facts from Life da Unicef fornecerá conselhos sobre saúde e higiene, entre outros tópicos.

Internet.org lança aplicativo no Zâmbia oferecendo recursos básicos de web (Foto: Divulgação/Facebook)Internet.org lança aplicativo no Zâmbia oferecendo recursos básicos de web (Foto: Divulgação/Facebook)


Segundo o Facebook, mais de 85% da população mundial vive em áreas que contam com cobertura celular, mas só 30% do total realmente acessa a Internet. “Acessibilidade e conscientização são importantes barreiras para a adoção de Internet para muitos e hoje estamos apresentando app Internet.org para tornar a Internet acessível a mais pessoas, fornecendo um conjunto de serviços básicos gratuitos”, diz o comunicado.

O Internet.org é uma iniciativa liderada pelo Facebook que pretende levar conexão à web para o mundo todo e que conta com a parceria de gigantes da tecnologia como Nokia, Samsung, Qualcomm, MediaTek, Opera e Ericsson.

O fundador da maior rede social do mundo, Mark Zuckerberg, falou sobre o assunto na última MWC, em fevereiro.

Facebook pode ficar parecido com o Orkut? Comente no Fórum do TechTudo.

Internet.org tem parceiros como Facebook, Google e outros gigantes de tecnologia (Foto: Divulgaçãp/Facebook)Internet.org tem parceiros como Facebook, Google e outros gigantes de tecnologia (Foto: Divulgaçãp/Facebook)


Em primeira etapa, o app Internet.org será disponibilizado somente aos usuários de uma operadora de telefonia do Zâmbia, na África, para depois ser oferecido em outros países. Os sites e serviços também poderão ser acessados diretamente no navegador de Internet, usando qualquer dispositivo ligado à rede mundial de computadores, também sem qualquer tipo de cobrança.

Zuckerberg celebra 1 ano

Sobre o lançamento do aplicativo Internet.org, Mark Zuckerberg, fundador do Facebook postou em seu perfil na rede social um longo comunicado sobre o que espera desses primeiros passos do Internet.org.

“Há um ano, eu anunciei o Internet.org, que é nosso esforço em levar acesso à internet de baixo custo para todos no mundo.Nós acreditamos que todas as pessoas deveriam ter acesso a serviços básicos de internet, com ferramentas para a saúde, educação, emprego e comunicação básica.

Internet.org, para Android, ajuda a encontrar vagas de emprego no Zâmbia (Foto: Divulgação/Facebook)Internet.org, para Android, ajuda a encontrar vagas de emprego no Zâmbia (Foto: Divulgação/Facebook)

Ao longo do último ano, nós estivemos trabalhando com operadoras de celular ao redor do mundo para chegar a esse objetivo. E agora vemos isso se tornar realidade. Nós já ajudamos 3 milhões de pessoas, que nunca tiveram acesso à internet antes, a entrar na rede.

Hoje, estou feliz em anunciar o app Internet.org, na Zâmbia. Ele provê às pessoas daquele país acesso gratuito de dados para serviços básicos de internet, como os que comentei acima. E isso significa que a Zâmbia será agora o primeiro país onde nós conseguimos oferecer uma série de serviços básicos gratuitos.

Nesse momento, somente 15% das pessoas na Zâmbia têm acesso à internet. Em breve, todos poderão usar a internet gratuitamente para encontrar emprego, buscar ajuda sobre saúde e reprodução, e usar ferramentas como o Facebook para se conectarem às pessoas que amam.

<i>Este é um grande passo para atingir a missão do Facebook e do Internet.org. Nós queremos levar esses serviços básicos para mais países em breve.”

Via Facebook

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares