13/07/2014 08h00 - Atualizado em 14/07/2014 10h24

Pioneiro da web .br revela história dos 25 anos da Internet brasileira

Pedro Zambarda
por
Para o TechTudo

Em 2014, a Internet brasileira completa 25 anos. Foi mais exatamente no dia 18 de abril de 1989, data em que o domínio ".br" começou a ser usado, que tudo começou. Para lembrar a história da web no Brasil, o TechTudo entrevistou Demi Getschko, conselheiro do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) e presidente do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br).

O que é Internet 5G?

O engenheiro eletricista de 60 anos fez parte das primeiras equipes que implementaram a rede nacional TCP/IP. Relembrando toda a história, tentamos responder à pergunta: Como surgiu a internet no Brasil?

Demi Getschko esteve presente desde o começo da internet brasileira  (Foto: Pedro Zambarda/TechTudo)Demi Getschko esteve presente desde o começo da internet brasileira (Foto: Pedro Zambarda/TechTudo)


Rede USP

Formado como engenheiro eletricista pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (POLI) em 1975, Getschko trabalhou na USP até 1985, quando se tornou pesquisador pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).

Segundo ele, a linha telefônica foi uma das primeiras a transferir informações em pacotes de dados, ao contrário dos circuitos elétricos lineares. Como, nesta época, o telefone já circulava pelo país, as pesquisas começaram na Universidade de São Paulo (USP) com equipamentos da marca CCE. 

“Criamos vários terminais de computadores que seriam conhecidos como a Rede USP, com pontos dentro e fora da universidade. Usamos até telex e esse foi o começo da conexão remota no Brasil”, diz.

A Rede USP, da maior universidade brasileira, contribuiu para originar a internet (Foto: USP Imagens)A Rede USP, da maior universidade brasileira, contribuiu para originar a internet (Foto: USP Imagens)

A FAPESP e a primeira conexão brasileira

Sobre o período de transição nos anos 80, o engenheiro confessa que chegou a abandonar a pesquisa de terminais e redes na USP, mas graças a influência de um professor deu continuidade ao projeto. 

“Fui pesquisar um software com linguagem de programação COBOL para controle de auxílios de bolsa de pesquisa. Tinha que cuidar de um datacenter com esse programa tradicional. Na época, eu tinha abandonado a pesquisa de terminais e redes na USP, estava fora da universidade", conta.

Foi então que o professor de física Oscar Sala o levou até a FAPESP para fazer projetos de informatização, o que trouxe uma preocupação com colegas fora do Brasil. "O pessoal ainda utilizava cartas e telefonemas para saber o funcionamento de aceleradores nucleares em outras universidades”. 

Utilizavam cartas e telefonemas para saber de aceleradores nucleares 
Demi Getschko

Não era só a Física da USP que queria um meio de transmissão eletrônico, mas também o curso de Engenharia, a Física da Unicamp, a UNESP e várias entidades de São Paulo. O engenheiro eletricista, junto com o professor Oscar Sala, pensou em desenvolver uma solução central na FAPESP para entregá-la a todas as universidades, sem deixar que cada uma fizesse seu próprio sistema.

Em 1987, Getschko recrutou profissionais de fora da fundação para formar um time especializado em redes. “O professor Oscar Sala deu a dica de onde poderíamos nos conectar, recomendando o laboratório de física nuclear Fermilab, em uma cidadezinha chamada Batavia, perto de Chicago", conta. Haviam pesquisadores da USP naquele laboratório na época. Foi feito uma linha internacional da FAPESP até o Fermi para ter correio eletrônico.

Primeira rede internacional

Aquela conexão seria a primeira rede internacional brasileira, embora não estivesse no padrão TCP/IP de hoje. “Cogitamos a Internet, mas havia diferentes padrões, como Bitnet e UCP. Sabendo disso, fui para uma reunião na POLI da USP e descobri que haviam outras pessoas com iniciativas similares as da FAPESP no Brasil. No Rio de Janeiro, as universidades locais estavam tentando uma comunicação com a Universidade de Maryland. O grupo deles foi capitaneado pelo professor Tadao Takahashi e formado por nomes como o Michael Stanton e o Alberto Gomide”, relembra.

Os pesquisadores usaram uma rede tipo Bitnet e enfrentaram problemas na construção da conexão, uma vez que ela não obedecia o padrão americano ISO-OSI predominante, que enfrentava o TCP/IP na época. A Embratel também não estava ciente do que o grupo pretendia fazer entre a fundação e as universidades americanas. 

Viu-se a necessidade de uma rede que suportasse toda a expansão
Demi Getschko

Em 1989, a expansão desordenada da Bitnet causou uma crise, o que ocasionou o crescimento do serviço de conexão TCP/IP, através da instalação de backbones no Brasil. “Viu-se uma necessidade de uma rede que suportasse essa expansão espontânea. A rede era muito mal-arquitetada”, explica Demi Getschko. Foi devido a esse backbone que originou-se à Internet que conhecemos hoje.

Nasce o .br

Atualmente, a entidade do CGI.br é responsável pelo registro de endereços na Internet. Segundo o especialista, a história do domínio ".br" começou na Bitnet, onde os computadores eram identificados com "br" e o nome da máquina. "Era uma denominação para ajudar no funcionamento da própria rede. Depois, na FAPESP, utilizávamos esta terminação para correio eletrônico, emails, até que, em 1989, ela se transformou em um padrão″, explica. 

Depois da Bitnet, o protocolo TCP/IP se popularizou e chegamos na Internet que conhecemos hoje. Além dessas duas redes, os usuários também utilizaram o Bulletin Board System (BBS) nos anos 90. Um dos mais famosos foi o de Aleksandar Mandić. A rede, no entanto, foi perdendo espaço na medida em que as empresas de telecomunicação passaram a negociar conexão TCP/IP de internet com modens. Em 1994, a Embratel padronizou a conexão por telefone, em troca de um email ".br".

O ministro do governo Fernando Henrique Cardoso, na época, Sérgio Motta, recebeu reclamações por optar pela conexão discada. Mas, foi através dela que a Embratel gerou a conexão que temos atualmente. 

Utilizávamos esta terminação [.br] para correio eletrônico, emails, até que, em 1989, ela se transformou em um padrão 
Demi Getschko

Em seguida, o mesmo governo foi responsável pela privatização das teles, que deu origem às operadoras que conhecemos hoje: Telefônica, TIM, Claro, Oi, entre outras.

Por que minha internet 3G está lenta? Saiba no Fórum do TechTudo.

Por sua colaboração na criação da Internet brasileira, o brasileiro Demi Getschko foi incluído no Hall da Fama da Internet global, em abril de 2014. Ele foi colocado no mesmo nível de relevância de pioneiros como Vint Cerf, que consolidou o mesmo serviço nos Estados Unidos.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Rocha
    2014-07-13T11:20:36  

    Se a Internet no Brasil começou precisamente em 18 de abril de 2014, tem apenas alguns meses de existência...revise o texto aí, amigo!

    recentes

    populares

    • Rocha
      2014-07-13T11:20:36  

      O texto informa que foi no dia 18 de abril de 2014 que compeltou os 25 anos, beleza?

    recentes

    populares

    • Rocha
      2014-07-13T11:20:36  

      estagiario detected.kkkkkk

  • Adilson Freitas
    2014-07-13T12:02:09  

    Conheci o Demi quando era funcionário do ESTADÃO e ele Consultor da Agência ESTADO. Participei de Palestra dada por ele sobre "INTERNET" (então início da implantação) . "Assim, fez-se a LUZ". Obrigado, muito obrigado, Demi, pela "porta" que Vc abriu para os brasileiros.

    recentes

    populares

    • Adilson Freitas
      2014-07-13T12:02:09  

      Pena que poucos entenderam a matéria! Ainda bem que você entendeu... Parabéns e obrigado Demi.

  • Away Keyboard
    2014-07-14T13:32:56  

    Senhor Demi Getschko, lamento informar mas hoje 90% dos brasileiros acreditam que Internet é Facebook. Seu trabalho hoje serve para alimentar esse esgoto chamado de rede social e infelizmente a tendência é piorar.

    recentes

    populares

    • Away Keyboard
      2014-07-14T13:32:56  

      Sabe nada inocente, a internet que você erroneamente menciona que ele "criou" o que não é verdade pois ele criou o .BR junto com outros pesquisadores da FAPESP, essa mesma internet que você critica é a mesma que você não vive sem ela hoje! Pense melhor antes de criticar, FIKA-DIKA!

  • Roberto Drum
    2014-07-14T17:18:34  

    O texto passa a falsa ideia de que este senhor criou a internet brasileira, o que não é verdade! De fato, DEZ ANOS ANTES, em 1979, a Embratel desenvolveu e implantou uma rede domiciliar em que seus funcionários e familiares conversavam por emails através de 2500 computadores em todos os estados brasileiros. Ainda não havia comunicação por emails e ela identificou que o mundo seria digital e que teria que iniciar o processo. Daí surgiram os primeiros micros brasileiros (comprados pelos emps) e a cultura digital, com aulas para crianças e muito mais. É preciso que estes fatos sejam divulgados!!!

    recentes

    populares

    • Roberto Drum
      2014-07-14T17:18:34  

      Acho por bem você ler melhor a matéria e depois fazer comentários... Caso não perceba vou desenhar para você: O SR / DR Demi em conjunto com outros pesquisadores e a FAPESP criaram o .BR enquanto você se sei o que estava fazendo pois aprender a observar detalhes antes de criticar é que não era!

  • Renato Veloso
    2014-07-14T08:20:13  

    a todos os invejosos de plantão, eu tenho um iphone 5s de 64gb e paguei a vista!!!! derretam de inveja

    recentes

    populares

    • Renato Veloso
      2014-07-14T08:20:13  

      Não quero nem de graça. Sou macho e não uso coisas de mulheres e gays.

  • Antonio Souza
    2014-07-14T09:56:40

    Conte uma mentira 10 vezes e 80% vão acreditar ser uma verdade. Incrível como hoje em uma rede social qualquer se alguém contar uma mentira e pelo menos 10 pessoas compartilharem como se fosse verdade, mesmo por zoação, pode ter certeza que, pelo menos, 80% das pessoas que comentarem vão acreditar que é verdade.

  • Brenno E.arcie
    2014-07-14T08:54:04

    Volta IRC como era no fim dos anos 90 .. 1 milhao de pessoas on em varias redes "100% BR "

  • Marcus Rocha
    2014-07-14T07:26:09

    A minha net caiu duas vezes enquanto digitava ... da um geito ai Demi Getschko ta osso

  • Bernardo Felix
    2014-07-14T02:29:53  

    Para um portal de notícias, saber que "haver" no sentido de existir é impessoal é bastante relevante. Parei de ler a reportagem no segundo "haviam" escrito incorretamente. Aprendam a escrever!

    recentes

    populares

    • Bernardo Felix
      2014-07-14T02:29:53  

      Tomara que você nunca erre, porque assim tu poderás corrigir os outros!

  • Fabricio Ferreira
    2014-07-13T21:16:11  

    Na verdade desde 1970 já existia transmissão de dados chamada teleinformática inventivada pelo governo. Não sei de onde a globo tirou que esse cidadão trouxe algo novo para o Brasil... Aliás não trouxeram até hoje né, pois a internet daqui é péssima...

    recentes

    populares

    • Fabricio Ferreira
      2014-07-13T21:16:11  

      Tá bom, quem trouxe foi vc... Se conhecesse um pouco do tema, ou pelo menos conseguisse absorver melhor as informações do texto, saberia qual foi a contribuição dele...

    recentes

    populares

    • Fabricio Ferreira
      2014-07-13T21:16:11  

      A propósito, o que seria "inventivada"???

  • Amarilis Chimiti
    2014-07-14T00:14:03

    Isso chama-se..vida entre quatro parede! rs.

  • Senhor Sincero
    2014-07-13T23:47:40

    Virou bagunça. Quando a velocidade de internet top era 500 kbps, tínhamos um nível melhor de comportamento na rede. A medida que a velocidade aumentou, média de 4 a 10 mbps, o que é mais comum hoje, os valores abaixaram bastante e o nível, idem. Vide o nível dos vocabulários... Tipo: nada mim intereça, queru ser filis! rsrs

  • Jones Pieta
    2014-07-13T15:25:51  

    Tem certeza que já chegou ao Brasil?

    recentes

    populares

    • Jones Pieta
      2014-07-13T15:25:51  

      Vc mandou esse comentário como? Telepatia?

  • Mário Silva
    2014-07-13T16:49:27  

    A rede do INPE é mais antiga que essa....

    recentes

    populares

    • Mário Silva
      2014-07-13T16:49:27  

      Mário Silva, nem vou entrar nesta discussão na qual você está absolutamente certo. Vou apenas copiar o comentário que fiz antes: O que impressiona é que até esta história estão reescrevendo. Começou na USPtista? Não, não começou. Na FAPESPtista da época, também não. Mais 2 parágrafos de histórias reescritas iriam dizer que apenas no governo Lula/Dilma que a internet foi verdadeiramente lançada no Brasil.

  • Rony Dias
    2014-07-13T20:05:44

    O que impressiona é que até esta história estão reescrevendo. Começou na USPtista? Não, não começou. Na FAPESPtista da época, também não. Mais 2 parágrafos de histórias reescritas iriam dizer que apenas no governo Lula/Dilma que a internet foi verdadeiramente lançada no Brasil.

  • Marcelo Alves
    2014-07-13T13:42:29  

    Não uso essa porcaria..

    recentes

    populares

    • Marcelo Alves
      2014-07-13T13:42:29  

      ahahahah boa

    recentes

    populares

    • Marcelo Alves
      2014-07-13T13:42:29  

      uhuhuhuhu

  • Fernando Mauro
    2014-07-13T18:51:56

    hj ele nem sabe acessar um site! kkkkkkkkkkkk tá tão veio que nem enxerga as letrinhas!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Rodrigues
    2014-07-13T13:19:46  

    Então esse é o culpado por essa bagunça !!

    recentes

    populares

    • Rodrigues
      2014-07-13T13:19:46  

      Quem construiu o seu prédio ou casa, de certo nao é o culpado pela forma como a utiliza.

  • Marcos Rocha
    2014-07-13T15:01:05

    "Segundo ele, a linha telefônica foi uma das primeiras a transferir informações em pacotes de dados, ao contrário dos circuitos elétricos lineares. Como, nesta época, o telefone já circulava pelo país, as pesquisas começaram na Universidade de São Paulo (USP) com equipamentos da marca CCE. " - texto incompreensível. Contratem um revisor!

  • José Santos
    2014-07-13T13:53:52

    G1 informa:A internet demoliu as rádios e tvs, pois quem tem sako de ficar ouvindo certos radialistas e crimes e criminosos na tv, tipo Datena.As rádios só tem músicas rampeiras e xororós da vida.Além do mais na internet vocês faz as suas escolhas preferidas, pois na tv, só vemos novelas de kornos e frescos.A internet tem uma característica muito interessante, não precisamos comprar livros para pesquisa e nem dicionários.

  • José Santos
    2014-07-13T13:37:02

    A internet demoliu as rádios e tvs, pois quem tem sako de ficar ouvindo certos radialistas e crimes e criminosos na tv, tipo Datena.As rádios só tem músicas rampeiras e xororós da vida.Além do mais na internet vocês faz as suas escolhas preferidas, pois na tv, só vemos novelas de kornos e frescos.A internet tem uma característica muito interessante, não precisamos comprar livros para pesquisa e nem dicionários.

  • Wagner Mendes
    2014-07-13T12:37:00

    Já pensou se a Internet se extinguisse um dia? Quantos no mundo morreriam de abstinência kk, inclusive eu. Acho que eu teria que fazer um kit de sobrevivência antes disso.

  • Luis Argollo
    2014-07-13T12:16:57

    "Foi mais exatamente no dia 18 de abril de 2014, data em que o domínio ".br" começou a ser usado". 2014? Tem nem um ano então!

  • Leto Alves
    2014-07-13T12:00:56

    E eu estava lá...já até enjoei disso tudo

  • Advaldo Filho
    2014-07-13T11:41:17

    Foi apenas um erro de digitação... Sem estresse!!!