Internet

27/10/2014 10h24 - Atualizado em 27/10/2014 10h26

Links do Bit.ly enfrentam problemas para abrir no Chrome e no Firefox; entenda

Paulo Alves
por
Para o TechTudo

Links do popular encurtador de URL Bit.ly enfrentaram problemas no último fim de semana ao serem abertos nos navegadores Google Chrome e Mozilla Firefox. Usuários foram surpreendidos com uma mensagem que acusava a presença de malware na página, bloqueando o acesso aos endereços curtos.

Reputação on-line: guia do Google vai de busca até remoção de conteúdo

Links do Bit.ly foram considerados maliciosos pelo Safe Search do Google no Chrome e Firefox (Foto: Reprodução/The Next Web)Links do Bit.ly foram considerados maliciosos pelo Safe Search no Chrome e Firefox (Foto: Reprodução/The Next Web)

O bloqueio se deu por uma aparente incompatibilidade temporária do serviço com o Safe Search do Google, ferramenta que impede a exibição de páginas com conteúdo impróprio ao usuário. “O site [Bit.ly] está listado como suspeito – visitar este site pode prejudicar seu computador. Parte dele foi listada como atividade suspeita 31 vezes nos últimos 90 dias”, dizia o alerta em ambos os navegadores.

O Bit.ly prontamente substituiu seus links por outros apontados diretamente para seus servidores, utilizando o domínio Bitly.com como base. Dessa forma, a companhia espera que qualquer nova URL criada não seja bloqueada pelo Chrome ou Firefox com o Safe Search do Google ativado. Atualmente, o site bit.ly direciona o usuário para o endereço bitly.com, para evitar o erro.

Não consegue acessar o Google? Saiba o que fazer no Fórum do TechTudo.

Além disso, a desenvolvedora do serviço do encurtador de URL garante que nenhum dado de usuário ou mesmo estatísticas de acesso foram comprometidas devido ao bloqueio dos links ou após o redirecionamento dos endereços para um servidor compreendido pelo Google seguro.

Bit.ly reconhece problemas com Chrome e Firefox e investiga falhas no acesso (Foto: Reprodução/Twitter)Bit.ly reconhece problemas com Chrome e Firefox e investiga falhas no acesso (Foto: Reprodução/Twitter)


O bit.ly e outros encurtadores de URL são muito utilizado por hackers para enganar usuários com links maliciosos. Com a URL reduzida, os riscos de clicar sem saber para onde se está indo é maior.

Via The Next Web

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Teresinha Nolasco
    2015-03-10T10:56:26

    Olá Paulo, gostaria de tirar uma dúvida quanto a última frase do texto, sobre serem perigosos esses encurtadores por causa de hackers. Esses dias assisti uma palestra e o palestrante indicou esse encurtador, justamente para termos credibilidade nos links que compartilharmos, já que não sairá com um monte de números na frente e sim com nome do blog no final. Uso tb outros encurtadores comuns. E pelo que você escreveu, ele não é bom negócio por causa de hackers. Certo? O que me diz sobre isso hoje? Outra pergunta. Ele está ok hoje em dia?