Internet

12/12/2014 12h03 - Atualizado em 31/08/2016 16h51

Mark Zuckerberg teme que um botão 'não curti' gere bullying no Facebook

Rafael Ferreira
por
Da Redação

Quantas vezes você desejou que houvesse um botão “não curti” no Facebook? Durante o segundo evento de Q&A ao vivo do Facebook, Mark Zuckerberg respondeu mais perguntas da plateia sobre os planos e ações da rede social e logo de cara foi questionado sobre a possível inclusão do "dislike". Zuckerberg reconheceu que há momentos em que o "like" não é a melhor opções, mas compartilhou de suas opiniões e temores sobre o 'não curti', que, segundo ele, poderia gerar conflitos e bullying online.

Extensões falsas para Chrome usam Facebook como isca; Brasil é o maior alvo

Mark Zuckerberg (Foto: divulgação)Mark Zuckerberg explica ausência do botão dislike no Q&A (Foto: Divulgação/Facebook)

Apesar de reafirmar que a rede social dificilmente terá o botão, Zuckerberg disse que a equipe está avaliando outras formas dos usuários demonstrarem emoções além do botão 'curtir'. “Muitas vezes, as pessoas compartilham momentos tristes ou assuntos culturais e sociais que nos fazem sentir um desconforto em clicar no botão ”curti”. Curtir não é o sentimento apropriado quando alguém perde um ente querido ou está passando por dificuldades”, reconheceu Zuckerberg ao público presente.

Para o fundador do Facebook, a maior preocupação da equipe com a nova funcionalidade é que ela traga uma série de consequências desagradáveis aos usuários, causando resultados negativos, conflitos e podendo até gerar cyberbulling na rede social com mais de um bilhão de pessoas. Uma verdadeira bomba social na Internet.

“Tenho a sensação de que se tivesse um botão dislike, ele traria resultados sociais negativos. Se você não gosta de algo, provavelmente há algo a dizer a respeito, então é melhor comentar", explica.

O que você acha da nova Política de Privacidade do Facebook? Comente no Fórum do TechTudo.

Porém, o assunto é muito discutido entre os desenvolvedores e, para Zuckerberg, falta alguma ferramenta que ajude os usuários a se expressarem em situações tristes em que não faz sentido 'curtir'. Resta esperar pelo que a rede social vai criar para preencher essa lacuna na plataforma.

O vídeo completo com as declarações de Mark Zuckerberg está diponível, em inglês, em um post no perfil do executivo no Facebook (facebook.com/video/zuck).

* Colaborou Gabriella Barreira

Via Breakingnews, The Next Web e Facebook 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • PAULO CORRÊA
    2014-12-12T14:52:03  

    Temer que... ? Vai gerar e isso é certo. Sem isso já acontece. Imagine com.

    recentes

    populares

    • PAULO CORRÊA
      2014-12-12T14:52:03  

      fumou o que amigo?