Internet

25/01/2015 07h10 - Atualizado em 25/01/2015 07h10

O que o leap second? Saiba o que 'um segundinho a mais' pode provocar

Karla Soares
por
Para o TechTudo

Apesar de dar margem a poucas teorias conspiratórias que ligam eventos incomuns a catástrofes como ocorreu com o “bug do milênio”, o “leap second” pode provocar neste ano de 2015 "pequenos" inconvenientes como em 2012. Naquele ano, o segundo extra afetou sites como o Reddit, LinkedIn, Foursquare, entre outros, e causou o atraso de mais de 400 voos da aérea australiana Qantas.

Windows 10 terá update gratuito no PC e celular, Cortana, novo 'IE' e mais

 O segundo extra vai ser acrescentado aos relógios na virada do dia 30 de junho para 1º de julho de 2015 (Foto: Darwin Bell/Flickr)Segundo extra será acrescentado aos relógios na virada do dia 30 de junho para 1º de julho (Foto: Darwin Bell/Flickr)

Os funcionários da companhia tiveram que fazer o check-in dos passageiros manualmente e voos para várias partes do mundo tiveram atrasos superiores a duas horas. O sistema de reservas de passagem área Amadeus também chegou a ser afetado. A rede é responsável por mais de três milhões de reservas diariamente e possui data centers localizados na Alemanha.

Efeito no Brasil

Apesar do atropelo em relação a horários, reservas de passagens e sites fora do ar, o gerente de projetos e desenvolvimento do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), Antonio Moreiras, diz que na prática as chances de o ‘leap second’ afetar serviços essenciais como fornecimento de água e energia elétrica, monitoramento de trânsito e bancos é ínfima, apesar de em tese qualquer sistema computacional poder ser atingido.

Veja como os relógios deverão contar o segundo extra em junho de 2015 (Foto: Karla Soares) (Foto: Veja como os relógios deverão contar o segundo extra em junho de 2015 (Foto: Karla Soares))Veja como os relógios deverão contar o segundo extra em junho de 2015 (Foto: Karla Soares)


Os programadores e a indústria de TI sabem do leap second e puderam – ou podem ainda – preparar-se
Antonio Moreiras, NIC.BR

“Em 2015, as causas dos problemas de 2012 já foram corrigidas. As pessoas em geral e, em particular, os programadores e a indústria de Tecnologia da Informação (TI) sabem da existência do leap second e puderam – ou podem ainda, se for o caso – preparar-se adequadamente", analisa. Ainda de acordo com Moreiras, na maior parte dos casos, bastou reiniciar os sistemas para voltarem à normalidade.

Segundo Moreiras, nos computadores, os inconvenientes do segundo extra podem ser tratados pelo Network Time Protocol (NTP), que soluciona a necessidade dos equipamentos trabalharem em sincronia entre si, com o tempo sempre avançando e com o horário padrão mundial UTC. No Brasil, programadores e o usuário final têm à disposição a NTP.br (ntp.br) para atualizar e configurar corretamente os sistemas operacionais para o segundo extra.

Para as empresas

Para o profissional, quem deve ter maior cuidado com o leap second são as empresas que fornecem serviços via Internet, por conta dos incidentes anteriores. "A importância da sincronia de tempo entre os relógios dos servidores e equipamentos de rede, com uso do NTP, é por vezes desconsiderada pelos profissionais de redes TI. A falta de sincronismo entre os equipamentos, por si só, independente do leap second, pode trazer problemas como a dificuldade de tratar incidentes de segurança e mal funcionamento dos sistemas", alerta.

O gerente de Projetos e Desenvolvimento do NIC.br, Antonio Moreiras, diz que o usuário final deve ser afetado indiretamente pelo leap second (Foto: Divulgação)O gerente de Projetos e Desenvolvimento do NIC.br,
Antonio Moreiras, diz que o usuário final não deve ser
afetado diretamente pelo "leap second" (Foto: Divulgação)

Para os usuários comuns

Ao usuário final, Moreiras reforça a orientação dada por Linus Torvalds, o “pai” do Linux, em entrevista recente à revista Wired. Torvalds disse que o usuário comum deve “aproveitar o leap second como uma desculpa para dar uma festa e convidar os amigos”.

“Faça uma faixa ‘Festa do fim dos tempos com o leap second’, use chapéus engraçados e beba até cair. Você vai piscar e o leap second já vai ter passado”, disse o finlandês.

“Apoio a ideia de que o usuário final não deve se preocupar muito com esse evento, e que pode aproveitar a data como uma desculpa para sair com os amigos, relaxar um pouco e se divertir”, finaliza Moreiras.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Phelipe Mascarenhas
    2015-01-26T18:13:10

    Só faltou responder a pergunta: O que é leap second? O.o