Internet

05/02/2015 07h30 - Atualizado em 05/02/2015 07h30

Na casa dos exabytes: conheça números assustadores da Internet de 2019

João Kurtz
por
Para o TechTudo

O tráfego de dados na internet deve crescer quase dez vezes nos próximos cinco anos. Esse aumento astronômico foi previsto pelo Visual Networking Index, estudo realizado pela Cisco, que também concluiu que, no Brasil, a taxa de crescimento deve ser de 56% ao ano. Mas como isso será possível?

Google oferece pagamento antecipado a quem descobrir bugs; entenda

Relatório mostra as tendências da Internet para os próximos cinco anos (foto: Reprodução/Cisco)Relatório mostra as tendências da Internet para os próximos cinco anos (foto: Reprodução/Cisco)




De acordo com a pesquisa, o aumento no tráfego será proveniente de um crescimento na potência dos dispositivos móveis, nas conexões máquina a máquina (M2M), de um melhor acesso a redes de celulares, entre outros fatores.

Os dados da Cisco revelam que, em 2014, 88% do tráfego de dados foi inteligente, ou seja, possuía capacidade de computação multimídia avançada em velocidade pelo menos igual à 3G. A expectativa é que este número, em 2019, chegue a 97%.

A empresa prevê que a conexão 3G deve superar a 2G já em 2017. Nos dois anos seguintes, ela será responsável por 44% das conexões de dispositivos móveis em todo o mundo. Nesta época, a rede 4G deve ser responsável por 26% das conexões, porém vai gerar 68% do tráfego.

Como envio arquivos grandes pela internet? Comente no Fórum do TechTudo

O volume do tráfego de dados também vai crescer. O valor esperado para 2019 é de 292 exabytes, mais de nove vezes o volume atual, que é de 30 exabytes. Este valor é o equivalente, por exemplo a assistir 6 trilhões de vídeos do YouTube.

Para a Cisco, existem quatro fatores principais que vão contribuir para o aumento do tráfego de dados móveis. O primeiro deles é o aumento do número de usuários com dispositivos móveis, que era de 59% da população em 2014 e deve crescer para 69% em cinco anos.

Ao mesmo tempo, o número de conexões também deve disparar para cerca de 11,5 bilhões de dispositivos. Deste total, 8,3 bilhões serão de equipamentos pessoais, enquanto 3,2 bilhões serão M2M.

A velocidade das conexões, que atualmente é de 1,7 Mbps, deve passar para 4 Mbps em 2019. Por último, a quantidade de vídeos transmitidos, que hoje representam 55% do total de tráfego móvel, vai passar a 72%.

Outro tipo de conexão cujo volume de dados deve aumentar é a M2M. Nesta categoria estão inclusos os equipamentos de GPS e vídeos de segurança. Segundo a Cisco, o número de dispositivos portáteis deve aumentar cinco vezes até 2019, chegando a 578 milhões.

Este crescimento é projetado para ocorrer principalmente na América do Norte e na Ásia e deve causar um aumento de 18 vezes no tráfego móvel, a maior parte proveniente de smartphones.

A Cisco também prevê o aumento de tecnologias de voz sobre Wi-Fi (VoWi-Fi), que vai permitir a comunicação entre dispositivos sem chips de celular. A expectativa é que 53% de todo o tráfego de voz sobre IP móvel em 2019 seja feito usando a tecnologia.

Outra tecnologia cuja adoção deve aumentar são os serviços na nuvem como Netflix e YouTube. O crescimento do tráfego de dados destes serviços é projetado para 21,8 exabytes por mês nos próximos cinco anos. Estes aplicativos serão responsáveis por 90% do tráfego.

No Brasil, é esperado uma taxa de crescimento anual de 56%, o que vai resultar em uma taxa de 7,2 exabytes de tráfego em 2019, superior aos 0,8 exabytes medidos em 2014. O tráfego de dados móveis vai crescer três vezes mais rápido que o de IP fixo no país e será responsável por 14% de todo o tráfego no país.

Este crescimento é inferior à média proposta para a América Latina, que é de 59%, chegando a um tráfego de dados de 2 exabytes por mês em 2019.

O resultado completo do estudo está disponível na página da Cisco.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • And Luz
    2015-02-05T12:56:51

    Não seria "alcançará em 2019" ?

  • Hugo Souza
    2015-02-05T11:52:26

    Enquanto isso , no BRASIL. ................................