Internet

06/02/2015 09h00 - Atualizado em 06/02/2015 10h47

Programador brasileiro de 16 anos já é dono da própria empresa de segurança

Laura Martins
por
da Campus Party 2015

Ser responsável pela infraestrutura da Comunidade Mozilla e ter uma empresa de segurança aos 16 anos parece cena de filme ou sonho, mas é a realidade de Samuel Moraes. O garoto de São Francisco de Assis (RS) – cidade de 25 mil habitantes – teve seu primeiro contato com informática aos 11 anos. E contou sua experiência em entrevista exclusiva ao TechTudo, durante a Campus Party 8, realizada em São Paulo.

Acompanhe a Campus Party 2015 minuto a minuto

Samuel Moraes tem apenas 16 anos e já é programador e empreendedor  (Foto: Laura Martins/TechTudo)Samuel Moraes tem apenas 16 anos e já é programador e empreendedor (Foto: Laura Martins/TechTudo)

“Comecei em um curso básico de informática na escola. Depois de três meses, me mudei para Santiago (RS), uma cidade um pouco maior, de 50 mil habitantes, e ganhei meu primeiro notebook e então eu vi quantas coisas poderia fazer com aquela máquina”, conta. O gaúcho começou a estudar sobre o mundo da tecnologia e encontrou a programação como um caminho de sucesso.

Dentro da profissão, se especializou em infraestrutura, e encontrou na Comunidade Mozilla um lugar para obter ainda mais conhecimento. “Fiquei um ano sem participar, somente lendo o que as outras pessoas enviavam. Até que eles tiveram problemas na infraestrutura e eu acabei me alistando para ajudar”, explica Samuel.

 Hoje não há mais desculpa para não estudar, tudo é de fácil acesso 
Samuel Moraes, Mozilla

Na mesma comunidade, se especializou também em segurança. A partir daí, criou a empresa Cubkob. A companhia está no começo e ainda sofre com a falta de valorização das pessoas onde Samuel mora, mas pode ser expandida no futuro.

Qual é a melhor atração da Campus Party 2015? Comente no Fórum do TechTudo.

Hoje em dia, Samuel já ganha dinheiro o suficiente para pagar suas próprias contas – incluindo o colégio. Mas o caminho não é fácil e quem deseja se tornar alguém como ele, precisa basicamente seguir um conselho: “Não abrir mão do conhecimento. Hoje não há mais desculpa para não estudar, tudo é de fácil acesso”, enfatiza o programador.

Além das dificuldades normais da profissão, o foco em estudos do jovem já rendeu histórias curiosas, como um pequeno "show" dado durante uma aula na escola. “A professora de matemática começou a explicar sobre matrizes e eu interliguei com programação”, conta.

Entretanto, todas essas conquistas estão longe de ser as maiores e as mais desejadas de Samuel. O menino sonha longe, inclusive em distância: ele quer ir para São Paulo e, quem sabe, morar em Toronto, no Canadá, sua cidade preferida no mundo. Mas enquanto ele não vai, nós aproveitamos a presença dele em eventos e palestras para trocar ideias e compartilhar conhecimento.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares