Internet

04/02/2015 13h25 - Atualizado em 04/02/2015 14h34

Campus Party 2015 inspira mulheres a desenvolver e crescer no 'setor tech'

Laura Martins
por
Para o TechTudo

O mundo e o mercado da tecnologia está sendo cada vez mais ocupado pelas mulheres, principalmente em gigantes como Facebook, WhatsApp e Qualcomm. Exemplos como Marisa Mayer, ex-Google e presidente do Yahoo e Sheryl Sandberg, COO (Chief Operation Officer) do Facebook, são dois grandes e famosos exemplos da ascensão feminina do mercado de trabalho de tecnologia. A realidade, porém, ainda não é tão boa quanto parece. O debate rendeu frases inspiradoras na Campus Party 8; confira.

Acompanhe a Campus Party 2015 minuto a minuto

Palestra na Campus Party 2015 (Foto: Melissa Cruz/TechTudo)Campus Party 2015 inspira mulheres no setor de tecnologia no Brasil e no mundo (Foto: Melissa Cruz/TechTudo)

O painel “Women in Tech” na Campus Party 2015 reuniu mulheres que estão no mercado para compartilharem experiências e dizer quais os principais desafios na carreira. Gabriella Viana, diretora de marketing da Xiaomi, diz que o primeiro desafio está na dificuldade das mulheres aceitarem novos desafios. Segundo ela, os homens tomam mais a frente de novos projetos.

Há muitos lugares para as mulheres e muito talento para a tecnologia 
Laura González-Estéfani, Facebook

Por outro lado, a mulher está começando a ser reconhecida. É o que acredita Jacqueline Lee, diretora de marketing da Qualcomm. A mudança não ocorre somente na área de marketing das empresas de tecnologia. Mubarik Imam, diretora de desenvolvimento de negócios do Whatsapp, faz questão de frisar o aumento da procura e graduação de mulheres na engenharia, o que leva a um maior número de desenvolvedoras e mulheres na área de Tecnologia.

Laura González-Estéfani, head de parcerias na América Latina do Facebook, explica que as oportunidades hoje no mundo da tecnologia são iguais para homens e mulheres. Além disso, as mulheres estão entrando mais no mercado de trabalho porque “a tecnologia está muito mais integrada na nossa vida”.

A discussão focou, também, na necessidade da mulher saber se impor em ambientes dominados por homens. É preciso que saiba dizer "não" quando for preciso, criar a sua marca e não se deixar levar por pressão externa em vez de seguir o que deseja e acredita. 

Palestra no segundo dia da Campus Party 2015 (Foto: Melissa Cruz/TechTudo)Laura González, executiva do Facebook, em painel na Campus Party 2015 (Foto: Melissa Cruz/TechTudo)

Gabriella Viana, da Xioami, revela, por exemplo, que sai dois dias por semana às 18h do trabalho por decisão própria porque, segundo ela, é preciso que tenha tempo também para seus filhos pequenos e vida pessoal. "Saio dois dias da semana as 18h, não porque meu chefe é legal, mas porque eu fiz isso por mim", conta. 

Laura González, do Facebook, concorda. A primeira palavra citada para nós pela executiva foi valentia. “As mulheres têm que ser valentes, falar o que não gosta e o que gosta. A cultura que temos e o que fazemos em um lugar para mulheres depende de nós”, diz a executiva sobre a rotina e ambiente do Facebook.

É interessante que fique claro que não se trata de uma "invasão do mercado", como muitos se referem ao tema. A tecnologia também precisa das mulheres. González também entende que esse mercado depende da paixão das mulheres para que evolua ainda mais. “Há muitos lugares para as mulheres e muito talento para a tecnologia”, finaliza.

Qual é a melhor atração da Campus Party 2015? Comente no Fórum do TechTudo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares