17/02/2015 16h16 - Atualizado em 17/02/2015 16h16

Windows 10 terá suporte ao FIDO; sistema substitui senhas tradicionais

Edivaldo Brito
por
Para o TechTudo

A Microsoft anunciou que o Windows 10 terá suporte as especificações técnicas FIDO 2.0 no computador e no celular. A divulgação aconteceu durante a Cybersecurity and Consumer Protection Summit, realizada na Universidade de Stanford, onde os líderes da indústria se reuniram para discutir oportunidades de colaboração e novos desenvolvimentos que irão reforçar a segurança cibernética.

HDs de marcas famosas teriam spyware instalado; veja 'lista de espiões'

Windows 10 suportará as especificações de segurança FIDO Alliance (Foto: Divulgação/FIDO Aliance) Windows 10 suportará as especificações de segurança FIDO Alliance (Foto: Divulgação/FIDO Aliance)

Pouco conhecido do público leigo, o FIDO poderá se tornar a principal arma dos fabricantes de hardware e software, para combater as atividades de hackers e outros tipos de criminosos virtuais e locais. Para entender melhor, conheça um pouco mais dessa tecnologia que pode substituir as senhas.

O que é o FIDO?

Fundado por PayPal e Lenovo, FIDO (Fast Identidade Online) Alliance é o nome de um consórcio lançado em Fevereiro de 2013, para suprir a falta de interoperabilidade entre os dispositivos de autenticação forte e os problemas que os usuários enfrentam para criar e lembrar vários nomes de usuário e senhas.

Para conseguir isso, o consórcio pretende alterar a natureza da autenticação através do desenvolvimento de especificações que definem um conjunto aberto, escalável e interoperável de mecanismos que permitam suplantar a dependência de senhas para aumentar a segurança e ajudar a melhorar a autenticação segura para acesso a aplicações online.

O objetivo do FIDO é criar especificações que suportem uma gama completa de tecnologias de autenticação, incluindo os sistemas biométricos, como leitores de impressão digital e scanners de íris, reconhecimento facial e de voz, bem como as soluções existentes e padrões de comunicação, tais como Trusted Platform Modules (TPM), tokens de segurança USB, embedded Secure Elements (eSE), smart cards (cartões inteligentes) e Near Field Communication (NFC).

Atualmente, o FIDO Alliance é composto por Microsoft, Google, PayPal, Bank of America, MasterCard e Visa. Também estão incluídos alguns fabricantes de dispositivos, como a Dell, Samsung e BlackBerry, e até mesmo empresas que oferecem diversos serviços, tais como Aetna e Netflix.

Como funciona o FIDO?

As especificações do FIDO enfatizam um modelo centrado no dispositivo e fornecem duas categorias de experiências de usuário: O Universal Authentication Framework (UAF) ou o Universal Second Factor (U2F). Esses dois padrões do FIDO definem uma interface comum para o cliente para o método de autenticação local que o usuário utilizará.

A autenticação UAF foi projetada para substituir a necessidade de senhas tradicionais e é usado em sistemas de segurança que utilizam biometria ou qualquer outro tipo de dispositivo de reconhecimento. Já a outra especificação (U2F), não substitui um nome de usuário e senha. Em vez disso, ele cria um mecanismo de autenticação de dois fatores que é mais seguro.

Para que tudo isso funcione é necessário que os dispositivos e os sistemas envolvidos suportem o padrão FIDO. Em PCs, o cliente necessário para o isso pode ser pré-instalado no sistema operacional ou no navegador.

O que isso muda no Windows 10?

Na prática, o suporte ao FIDO no Windows 10 beneficiará os usuários domésticos e corporativos do sistema, que poderão usar métodos de autenticação reconhecidamente seguros e suportados por diversas gigantes do setor de tecnologia.

Como se trata de um padrão, o suporte as especificações deixará o sistema da Microsoft preparado para os diferentes dispositivos e softwares que também suportam a tecnologia, sejam eles lançados agora ou muito depois do Windows 10.

Via Blog do Windows

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares