Internet

06/04/2015 15h45 - Atualizado em 06/04/2015 15h45

Netflix quer catálogo global e fim do bloqueio de conteúdo por país

Paulo Alves
por
Para o TechTudo

Ter acesso a conteúdo Netflix de outros países é um sonho para os usuários do serviço. Porém, isso pode se tornar realidade em breve. Segundo o diretor executivo da gigante americana, Reed Hastings, o objetivo é tornar o acervo de filmes e programas de TV global. Sem barreiras geográficas, seria o fim do uso de VPNs e aplicativos como o Hola para ver filmes bloqueados.

Lista tem 12 apps e dicas que todo assinante de Netflix deveria saber

Netflix (Foto: Reprodução/Netflix)Netflix (Foto: Reprodução/Netflix)



VPNs são um detalhe se comparadas à pirataria 
Reed Hastings, Netflix



“A solução é tornar a Netflix global e ter o mesmo conteúdo em todo o mundo, de modo que não haja incentivo para usar uma VPN”, explicou Hastings, em entrevista ao The Independent. O executivo reforçou que o principal inimigo da indústria de streaming é a pirataria. “As VPNs são um pequeno detalhe se comparadas à pirataria. Ela [a pirataria] é o verdadeiro problema”, afirma.

O catálogo do Netflix não é o mesmo em todos os países e o conteúdo é restrito para cada região em função do licenciamento com produtoras e estúdios. Com isso, muitos usuários optam por usar VPNs para mudar seu endereço de IP e simular o acesso em redes dos Estados Unidos, por exemplo, onde o acervo de filmes e séries de TV costuma ser mais atraente. A manobra é considerada irregular e vista como um dos braços do monstro da pirataria, já que o valor pago por cada assinante se refere a licenças locais. 

O que é VPN?

As VPNs (da sigla Virtual Private Network, ou Rede Privada Virtual) são utilizadas para que usuários no Brasil e de outros países possam assistir ao acervo da Netflix disponível só nos Estados Unidos, ou vice-versa. A série de TV Breaking Bad, por exemplo, só pode ser assistida por norte-americanos por VPNs, o mesmo valendo para a série Friends para quem está no Reino Unido (Netflix Europa).

Perseguida pelo Netflix e outros serviços de streaming, o uso de VPNs pode estar perto do fim. Hastings separou a pirataria em dois grupos: Os que pagam e usam VPN para acessar conteúdo com bloqueio por região e os que não pagam e querem consumir conteúdo sem restrições usando todo tipo de gambiarra online que encontram na Internet para promover pirataria.

Trata-se, portanto, de tentar tirar da ilegalidade aqueles que optam por pagar pela assinatura mensal e só usam alternativas como VPNs por causa de licenças locais de reprodução. “A questão chave da pirataria é que uma pequena fração dela é decorrente de usuários que não conseguem acessar o conteúdo. Essa parte conseguimos consertar”, explicou o executivo.

“Outra parte da pirataria, porém, ocorre porque as pessoas realmente não querem pagar. Essa é a parte mais difícil. Como uma indústria, precisamos resolver o problema do conteúdo global”, completou.

Netflix quer tornar acervo global para acabar com acesso via VPN (Foto: Reprodução/Paulo Alves)Netflix quer tornar acervo global para acabar com acesso via VPN (Foto: Reprodução/Paulo Alves)

Apesar do empenho em tornar o catálogo da Netflix global, ainda não há qualquer previsão para que isso se torne realidade. Afinal, liberar o mesmo conteúdo em todos os países requer um longo período de negociações com estúdios e autores de filmes e séries presentes no catálogo online.

Ao TechTudo, a Netflix Brasil disse que ainda não tem planos para mudanças no país. Entretanto, ao que parece, essa é uma briga que o streaming mais popular do mundo está pronto para enfrentar.

Via The Independent

Netflix vale a pena? Comente no Fórum do TechTudo.


Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Jorge Fernandes
    2015-04-15T14:06:33

    Se equiparar catalogo sem dúvida aumenta o preço!

  • Filipe Massignan
    2015-04-07T10:39:40

    Seria ótimo, mas acho quase impossível disso acontecer ! ela bem que poderia só de "pirraça" colocar legendas em todos idiomas de países que ela está presente, no catálogo americano.

  • Paulo Santiago
    2015-04-06T23:28:51

    Claro que esse tipo de coisa demanda um pouco de boa vontade já que ninguém quer perder dinheiro, mas espero que isso seja uma tendência que se amplie em outros setores no que diz respeito à compra ou aluguel de serviços via internet. Bloqueios de conteúdo, seja em videos, jogos ou eventos esportivos ou artísticos da forma como as coisas vem sendo feitas hoje não são justos.

  • Nicolas
    2015-04-06T20:20:37

    a diferença de catálogo é muito grande, a netflix brasil só passa aqueles filmes de sessão da tarde que todo mundo ta cansado de ver com a vovó, descobri o recurso VPN recentemente e consegui até assinar o serviço de streaming Tidal que ainda não está disponivel por aqui, mas vale sim muito a pena usar essas redes para quebrar as barreiras de região que incomoda muita gente.

  • Geraldo Gomes
    2015-04-06T18:52:28

    Eu uso VPN pois os catálogos do Brasil não tem opção de legendas em inglês.

  • Diego Pinheiro
    2015-04-06T17:26:47

    O catalogo Brasileiro chega a ser piada se for comparado com o Americano.

  • Rafael Cruzeiro
    2015-04-06T16:37:11

    É um sonho mesmo, se visto no sentido Netflix Brasil -> Netflix EUA. Não que o catálogo brasileiro seja de todo ruim (o que não é nem de longe pra quem curte assistir um filme a qualquer hora do dia), mas o catálogo americano é digno de iTunes, com ultra-lançamentos com a vantagem de vc já ter pago por aquilo tudo no início do mês! :)