Sistemas Operacionais

01/05/2015 09h00 - Atualizado em 01/05/2015 09h00

Build 2015: Raspberry Pi 2, Galileo e Arduino também vão rodar Windows 10

Gabriel Ribeiro
por
Para o TechTudo

O Raspberry Pi ganhou suporte ao Windows 10. Durante a Build 2015, a Microsoft anunciou que a segunda versão da placa mini-PC será compatível com o sistema operacional. O dispositivo tem o objetivo de ajudar a criar soluções para Internet das Coisas (IoT), agora com Windows.

Veja o que rolou no primeiro dia da Build 2015

Build 2015: Microsoft demonstra apps universais e games com DirectX 12


Conforme anunciado no lançamento da placa em fevereiro, o modelo compatível com o Windows 10 é a Raspberry Pi 2. O dispositivo conta com um processador quad-core ARM Cortex-A7 que pode chegar a 1.2GHz e 1GB de RAM DDR2. O modelo conta ainda com Wi-Fi, porta RJ-45, HDMI e 4 entradas USB. A placa custa US$ 35  (cerca de R$ 104, em conversão direta).

A versão do Windows 10 adaptado à Raspberry Pi 2 será gratuita para usuários que fazem parte do Windows Developer Program for IoT. Uma versão prévia já está disponível no GitHub (ms-iot.github.io/content/win10). 

Raspberry Pi 2 ganha suporte ao Windows 10 (Foto: Elson de Souza / TechTudo)Raspberry Pi 2 ganha suporte ao Windows 10 (Foto: Elson de Souza / TechTudo)


Além da Raspberry Pi 2, o Windows 10 será compatível com uma série de outras placas, como a Galileo, da Intel, e a Arduino. Com a adaptação do sistema para esses dispositivos, a Microsoft está apostando alto na convergência entre aparelhos. Além dos smartphones e computadores, a empresa quer que o sistema operacional se torne padrão para todo tipo de aplicações de IoT.

A Microsoft fez vídeo que mostra o passo a passo de um robô construído com uma Raspberry Pi 2 configurada com o novo Windows 10; veja. 


*Colaborou Elson de Souza, da Build 2015, em San Francisco.


Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares