TechTudo

23/07/2015 07h00 - Atualizado em 23/07/2015 07h00

Arduino 'baratinho' brasileiro promete ensinar programação nas escolas

Gabriel Ribeiro
por
Para o TechTudo

Um professor da Universidade de Fortaleza desenvolveu uma placa de circuito impresso (PCB, na sigla em inglês) digna dos filmes do MacGayver. A Marminino, também conhecida como o Arduino cearense, utiliza o mínimo de componentes possíveis para entregar uma PCB barata e funcional. O projeto foi criado para ensinar alunos de escolas públicas a desenvolverem sistemas de robótica e aparelhos autômatos.

Arduino ou Raspberry Pi? Saiba qual micro PC é melhor para seu projeto

Marminino (Foto: Divulgação/Daniel Chagas)Diferença das trilhas de uma placa industrial e da Marminino, à direita (Foto: Divulgação/Daniel Chagas)



O grande diferencial da Marminino está justamente na praticidade. Criada a partir de componentes mais simples e fabricada quase que de modo artesanal, a PCB tem algumas características que a fazem ideal para ser usada em escolas. A começar pelas trilhas de circuitos mais grossas, mais fáceis de fabricar. Outro ponto positivo está na possibilidade dela ser alimentada por pilhas, o que traz mais estabilidade e deixa o projeto mais barato.

Aliás, o preço baixo é parte fundamental. Enquanto uma Arduino pode custar entre R$ 50 e R$ 100, a Marminino, sem contar as ferramentas, tem um custo de fabricação de menos de R$ 20.

Marminino pode ser fabricada com peças recicladas (Foto: Divulgação/ Daniel Chagas)Marminino pode ser fabricada com peças recicladas (Foto: Divulgação/Daniel Chagas)


“No início, a ideia era comprar Arduino para ensinar robótica e programação aos meus alunos. Mas o preço, além da burocracia, tornou inviável e pensei: por que não fabricar uma PCB?”, conta Daniel Chagas, professor da UniFor que também dá aulas em uma escola pública de Massejana, região metropolitana de Fortaleza.

Onde comprar peças de computador baratas no Brasil? Opine no Fórum do TechTudo.

A Marminino conta com processador ATMEGA 328 PU, possui conector para adicionar porta USB, jumper para alterar a fonte de energia, além de ser totalmente compatível com o Arduino, o que permite que ela também seja utilizada em projetos maiores.

Marminino (Foto: Divulgação/Daniel Chagas)Comunicador via rádio construído com a Marminino (Foto: Divulgação/Daniel Chagas)

Entre alguns projetos já criados com o Arduino cearense estão um sistema de irrigação automático, comunicadores via rádio, além de robôs seguidores de trilha, todos projetados por alunos de ensino médio do professor Daniel.

Todo o projeto da Marminino é open source. Os componentes necessários para fabricação, assim como o software para configuração estão disponíveis no site do projeto.

“A ideia não é comercializar a Marminino, mas estimular que outras escolas públicas do Brasil ensinem programação e robótica com open hardware”, projeta Daniel.

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Fábio Magalhães
    2015-07-24T12:38:40  

    Bacana. Eu acho que lógica de programação, lógica matemática e circuitos digitais deveriam ser matérias nas escolas já no ensino fundamental. No ensino médio deveria ser incluso independente de curso técnico noções de robótica e arquitetura de redes de computadores. Dessa forma o país iria propiciar o aparecimento de grandes desenvolvedores de tecnologia. Sei q parece um sonho distante pelo ensino público está bem defasado e faltar professores até para as matérias mais básicas, mas com oferta de bons salários poderíamos ter mais pessoas INTERESSADAS em dar aula na rede pública de ensino.

    recentes

    populares

    • Fábio Magalhães
      2015-07-24T12:38:40  

      Em países de verdade, programação é uma disciplina fundamental!

    recentes

    populares

    • Fábio Magalhães
      2015-07-24T12:38:40  

      O Brasil não é país de verdade?

  • Djames Suhanko
    2015-07-25T14:23:13

    Louvável, apesar de que ainda precisa do conversor USB-TTL, então vai ficar o preço do Arduino mesmo.

  • Renato Fonseca
    2015-07-23T11:42:38

    que iniciativa louvável. o nome então, muito fera!!!