Internet

25/07/2015 09h00 - Atualizado em 25/07/2015 09h00

Chapéu Eleitoral mostra no Chrome quem financiou campanha de políticos

Barbara Mannara
por
Para o TechTudo

Para ficar por dentro do cenário político brasileiro, cada vez mais complexo, a extensão “Chapéu Eleitoral”, para Google Chrome, mostra quem patrocinou os políticos candidatos a cargos públicos em campanhas. Com um ícone discreto no topo do navegador, o plugin usa como base as informações disponíveis no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre as campanhas para as Eleições de 2014.

Extensão Chapéu Eleitoral para Google Chrome mostra dados financeiros de campanha (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)Extensão Chapéu Eleitoral para Google Chrome mostra dados financeiros de campanha (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)

O nome da aplicação tem como referência a expressão popular de “passar o chapéu”. Ou seja, arrecadar dinheiro. Para começar, o funcionamento da extensão é simples: depois que instalar, os nomes de políticos identificados pelo recurso em páginas na Internet aparecem sublinhados em verde.

Para acessar os dados, basta posicionar o cursor sobre o nome que desejar. Pode ser usado em páginas de busca, como o Google, ou no texto de reportagens, como por exemplo, do G1. Assim, o usuário conhece mais detalhes da origem do dinheiro que financiou a campanha de determinado político. No topo, está uma foto com o total arrecadado, acompanhado do cargo, partido e estado.

Informação aparece destacada na tela com fonte do TSE (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)Informação aparece destacada na tela com fonte do TSE (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)

Empresas que doaram para a campanha

Na descrição do texto, que surge como um card na tela, estão incluídas informações como “Empresas que doaram para sua campanha” com o título de cada uma e total do dinheiro aplicado. Ao final há um comparativo de políticos com padrões similares de doações empresariais, que pode ser consultado. O sistema ainda aponta a qual "bancada" (empresarial, evangélica ...) o parlamentar faz parte.

Caso prefira desativar a extensão, o usuário precisa clicar em “off”, no ícone do topo direito do Google Chrome. Dessa forma, a navegação não fica com os sublinhados, sendo possível ativar quando preferir para conferir os dados financeiros. Leve para baixar e instalar, o plugin tem apenas 986 KB de tamanho.

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Daniel Kaghofer
    2015-07-26T10:11:51

    Boa, tem que fiscalizar a fundo empresas que fazem doação para política, pois no Brasil é troca de favor na certa. Minha opinião