10/07/2015 19h10 - Atualizado em 13/07/2015 10h33

FISL 16: criador do primeiro notebook open source detalha Projeto Novena

Giordano Tronco
por
do FISL 16

Novena é o primeiro notebook open source do mundo, elaborado com os preceitos do hardware livre, ou seja, com os esquemas de montagem disponíveis para quem quiser replicá-lo. O projeto é de autoria da dupla Andrew Huang e Sean Cross, que decidiu apostar tudo no desenvolvimento de seus próprios laptops. Cross compareceu ao 16º Fórum Internacional Software Livre (FISL), que ocorre de 8 a 11 de julho em Porto Alegre, para contar sobre a aventura.

Como assistir as palestras do FISL 16 online

Novena, o primeiro notebook open source (Foto: Giordano Tronco/TechTudo)Novena, o primeiro notebook open source (Foto: Giordano Tronco/TechTudo)

“Nós dois queríamos construir computadores quando crianças, a partir do zero”, conta Cross. O sonho virou realidade em dezembro de 2012, após meses de pesquisa e seleção de componentes acessíveis e de fácil operacionalização para a montagem do primeiro Novena.

O projeto despertou o interesse da comunidade virtual de tal forma que Cross e Huang conseguiram captar US$ 782 mil via crowdfunding para iniciar a produção de algumas centenas de unidades para venda.

A pessoa pode até se perguntar: por que encomendar um Novena de desenvolvedores de Singapura se eu posso fazer o meu próprio? Mas a verdade é que, por mais que você possa fazer o seu em casa, a brincadeira pode custar caro, mais precisamente de US$ 5 a 10 mil. E a performance não compensa o gasto: o desempenho é equivalente a um computador de 10 anos atrás. 

“Não faz sentido construir um Novena a não ser que você queira montar vários para vender”, afirma Cross que também dá um conselhos aos desenvolvedores: “Se você quer montar um, ligue para uma empresa chinesa e passe as especificações. Eles vão montar e enviar para você”, ensina.

O que torna um Novena interessante e que compensa o investimento caro é que ele é "amigável" a adaptações.

“O Novena tem vários GPIOS (portas genéricas de entrada e saída de dados). A maioria dos PCs tem zero. Na prática, o GPIOS garante que eu possa abrir o computador e montar o hardware da maneira que eu quiser”, explica Cross.

 Sean Cross abriu o Novena no FISL 16 (Foto: Giordano Tronco/TechTudo) Sean Cross abriu o Novena no FISL 16 (Foto: Giordano Tronco/TechTudo)


Para ilustrar o que está dizendo, Sean Cross abriu o Novena e, ao invés de revelar um teclado, como na maioria dos notebooks, o que observamos são as peças da máquina e as diversas portas de dados usadas para customizá-la. “É literalmente um laptop ‘aberto’”, brinca o criador.

Tem vírus no Linux? Descubra essa e outras curiosidades no Fórum do TechTudo.


Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares