Internet

27/07/2015 12h09 - Atualizado em 27/07/2015 12h09

LinkedIn traz de volta função que exporta contatos CSV após polêmica

Thiago Barros
por
Para o TechTudo

O LinkedIn ouviu seus usuários e trouxe de volta o recurso para exportar contatos por meio de arquivo CSV (Comma-Separated Values) - planilha compatível com Microsoft Excel. A funcionalidade havia sido removida há alguns dias para evitar a interceptação de dados, mas a atitude da rede social foi rapidamente seguida por reclamações dos internautas. O novo método para conseguir as informações do seu próprio perfil poderia demorar até 72 horas, o que não agradou boa parte dos usuários. 

Egomnia: Zuckerberg italiano lança 'rival turbinado' do LinkedIn no Brasil

LinkedIn anuncia Showcase Pages e fica mais parecido com Facebook (Foto: Reprodução/The Next Web) (Foto: LinkedIn anuncia Showcase Pages e fica mais parecido com Facebook (Foto: Reprodução/The Next Web))LinkedInk traz de volta recurso para importar dados (Foto: Divulgação/LinkedIn)


Segundo o LinkedIn, a ferramenta de exportar contatos pode ser uma "faca de dois gumes". Já que, apesar de mais prática, ela também facilita a interceptação realizada por terceiros, como empresas que querem criar um banco de dados reunindo e-mails para enviar spam e outros incômodos. 

72 horas de espera

Entretanto, a solução implementada para resolver esse problema acabou sendo rejeitada pela sua comunidade. Com o novo método os usuários deveriam entrar em contato com a rede social e, depois, aguardar até 72 horas para receber os dados solicitados das suas próprias contas.

“Desde essa mudança, ouvimos vocês muito bem. Isso é muito tempo para esperar para baixar este tipo de informação. A partir de agora, ligamos novamente a ferramenta de exportação”, afirmou Michael Korcuska, vice-presidente de gerenciamento de produtos do LinkedIn, em post no blog da rede social.

LinkedIn recolocou ferramenta de exportar dados no ar (Foto: Reprodução/Thiago Barros)LinkedIn recolocou ferramenta de exportar dados no ar (Foto: Reprodução/Thiago Barros)

Solução provisória 

A solução, porém, é temporária. O LinkedIn segue acreditando que esta não é a maneira mais segura de fazer a transição de informações, e promete continuar trabalhando para tornar seu ambiente mais prático e seguro. Portanto, é possível que a ferramenta seja retirada do ar, novamente, em breve. 

Como se apresentar no Linkedin? Comente no Fórum do TechTudo.

“Acreditamos que os dados dos membros do LinkedIn são deles, e eles devem poder exportá-los. Mas, também estamos comprometidos a garantir que tipo de dados podem ser exportados por suas conexões. Nas próximas semanas e meses, vamos adicionar passos ao controle contra a interceptação de dados por terceiros”, garantiu o executivo.

A função é muito utilizada para reunir as informações de nome e e-mails em arquivo próprio no PC ou Outlook e para importar para outras redes sociais a fim de convidar os contatos para novos perfis. Recentemente, foi lançado globalmente o Egomnia, uma plataforma rival do LinkedIn para qual os usuários poderiam migrar, com todos os seus contatos, e criar um novo perfil.

Via Engadget e LinkedIn

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares