Players

21/08/2015 15h38 - Atualizado em 21/08/2015 15h38

Mudança em política de privacidade do Spotify causa confusão na Web

Pedro Cardoso
por
Para o TechTudo

O Spotify atualizou sua política de privacidade para coletar mais dados dos assinantes. Agora, por exemplo, o aplicativo pode saber a localização do usuário através do GPS do celular, conhecer contatos e até mesmo pegar fotos no álbum. Veja quais dados o líder de streaming de música coleta de você.

Lista tem 17 dicas imperdíveis para quem usa o Spotify grátis e premium

Os dois pontos mais polêmicos da nova política são os tópicos 3.3 e 3.4. No primeiro, o serviço indica que poderá coletar dados do seu smartphone, como informações sobre contatos, fotos e outros arquivos de mídia. A outra questão confirma como a localização do usuário será recolhida. Ela poderá ser feita através do GPS, Bluetooth e sensores de movimento do aparelho. Com isso, o Spotify saberá onde você está, a velocidade dos seus movimentos e até mesmo se está caminhando ou no trânsito.

Spotify atualiza política de privacidade e coleta mais dados do usuário (Foto: Lucas Mendes/TechTudo) Spotify atualiza política de privacidade e coleta mais dados do usuário (Foto: Lucas Mendes/TechTudo)


No tópico 3.8, a companhia afirma que poderá coletar mais dados sobre o usuário por meio de seus parceiros e prestadores de serviços, com o objetivo de personalizar a exibição de anúncios. Já no tópico 5.2.1, o Spotify especifica como vai compartilha os dados com terceiros. Para deixar o assinante mais tranquilo, a empresa garante privacidade: “as informações que compartilhamos [..] não pode identificá-lo pessoalmente”. Em nenhum momento, é feita a distinção entre os assinantes gratuito e premium.

Qual é o melhor streaming e por quê? Comente no Fórum do TechTudo.

O Spotify oferece desde maio de 2015 a ferramenta Running, que adapta a música ao ritmo de corrida. Esse pode ser o motivo para a coleta de dados sobre a localização e movimentação do usuário, mas há demora para especificar os termos no texto da política de privacidade, se este realmente for o caso.

Em comunicado enviado para a imprensa americana, o Spotify garantiu que “a privacidade e a segurança dos dados de nossos clientes é – e continuará a ser – a mais alta prioridade”.

A nota afirma que o “Spotify está constantemente inovando e evoluindo o seu serviço para oferecer a melhor experiência possível aos nossos usuários. Isto significa fornecer as recomendações perfeitas para cada momento, e ajudando-o a desfrutar, descobrir e compartilhar mais música do que nunca”.

Spotify Running sugere músicas com base no ritmo de corrida do usuário (Foto: Divulgação/Spotify)Spotify Running sugere músicas com base no ritmo de corrida do usuário (Foto: Divulgação/Spotify)

O texto da política de privacidade do Spotify no Brasil ainda não foi alterado. É o mesmo em vigor desde junho de 2014. No site, ainda podemos ver como as informações coletadas antes eram bem mais restritas. Quando a nova política entrar em vigor no Brasil, possivelmente você será avisado ao abrir o app no aparelho ou acessar o serviço via web.

Em um extenso post no blog do Spotify, o CEO Daniel Ek pediu desculpas pela falta de comunicação. "Entendemos as preocupações das pessoas sobre suas informações pessoais estamos 100% empenhados em proteger a privacidade de nossos usuários e garantir que você tenham controle sobre as informações que compartilham", explicou aos membros do Spotify.

Via Forbes e Engadget

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares