Notebook

12/08/2015 10h50 - Atualizado em 12/08/2015 10h50

Processadores para notebooks da Intel agora permitirão overclocking

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

A nova geração de processadores Skylake da Intel terá versões para notebooks que poderão suportar overclocks. Isso significa que usuários que preferem laptops terão acesso a recursos de aceleração dos processadores Core i da linha Skylake-K, antes limitados às versões de desktop. A novidade foi revelada pela Intel durante a Gamescom, feira de games realizada na Alemanha.

Versões melhoradas de processadores Snapdragon chegam até o fim do ano

Fabricantes poderão colocar no mercado notebooks com processadores desbloqueados, capazes de fazer overclock (Foto: Divulgação/Intel)Fabricantes poderão colocar no mercado notebooks com processadores desbloqueados, capazes de fazer overclock (Foto: Divulgação/Intel)

Por uma série de limitações técnicas, overclock em notebooks sempre foi algo complicado e restrito. Entre as limitações está o fato de que, em geral, notebooks tem baixo potencial de dissipação de calor. Ao acelerar determinado componente, o usuário está efetivamente aumentando a quantidade de calor que essa peça dissipa.

Notebooks possuem soluções de refrigeração bastante restritivas e o calor extra poderia causar riscos de quebras, instabilidade no funcionamento do sistema e diminuição considerável da vida útil dos componentes. No desktop da sala é possível ligar uma pequena bomba d’água para manter tudo sob controle, no notebook não há muito espaço para esse tipo de intervenção.

A Intel parece ter encontrado um caminho para driblar o problema da dissipação de calor. Uma das evoluções prometidas pela arquitetura Skylake é justamente maior eficiência energética, herança dos processadores Broadwell e seu design voltado para economia. Com redução no calor emitido pelas CPU, torna-se possível que o overclock em notebook seja viável.

Computador trava e fica com a tela preta, o que pode ser? Veja no Fórum do TechTudo.

De qualquer forma, como notebooks impõem limitações em relação a quantidade de refrigeração que você pode obter para os seus componentes, o overclock dos novos processadores dependerá diretamente das soluções de refrigeração desenvolvidas pelos fabricantes. Laptops gamers, por exemplo, deverão ter maior capacidade de extrair o calor gerado pelo processador acelerado. Máquinas mais simples terão menor capacidade de circular ar, e consequentemente, overclocks mais otimistas serão mais arriscados.

Tradicionalmente, os processadores das linhas “K” da Intel sempre foram voltados ao público entusiasta e gamer. Com multiplicadores desbloqueados, esses processadores sempre tiveram muito apelo entre aqueles que praticam overclock. Até o momento, no entanto, esses processadores foram exclusivos dos desktops.

Via Intel, Ars Technica e DigitalTrends

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares