Armazenamentos

26/10/2015 07h00 - Atualizado em 26/10/2015 07h00

HD externo com fonte de alimentação é melhor? Descubra

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

Na hora de decidir a compra de um HD externo, o consumidor precisa considerar fatores como capacidade de armazenamento do dispositivo e preço, mas também o formato: além dos discos rígidos externos de bolso, há opções de mesa, que precisam de fontes de energia para funcionar.

HD externo de 2 TB e velocidade ‘top’ para Xbox e PC chega ao Brasil

Em geral, o que separa os dois modelos é a portabilidade: enquanto a versão de bolso pode ser levada para qualquer lugar, já que precisa apenas da energia distribuída pela porta USB do computador em que o usuário conecta o HD, a versão com fonte de alimentação geralmente é maior e, por depender de alimentação própria de energia, acaba não sendo uma opção com foco na mobilidade.

Discos rígidos externos que usam fontes próprias costumam ter recursos de acesso remoto, como o MyCloud, da Western Digital (Foto: Divulgação/Western Digital)Discos rígidos externos que usam fontes próprias costumam ter recursos de acesso remoto, como o MyCloud, da Western Digital (Foto: Divulgação/Western Digital)

Performance

Dependendo das versões, os HDs externos que usam fonte de alimentação têm vantagem diante dos modelos portáteis. A razão para isso é que esses dispositivos costumam usar HDs de desktops. Esse tipo de disco rígido gasta mais energia, daí a necessidade de fonte externa, mas gira mais rápido: normalmente, a 7.200 rotações por minuto, o que garante tempos de leitura e gravação melhores.

Por outro lado, as versões portáteis usam HDs de notebooks, que são um pouco mais lentos: a 5.400 rotações por minuto. A diferença não é brutal e, no fim das contas, para uso doméstico em que a performance do HD externo pode ser comprometida por uma série de outros fatores, como tipo de computador, memória disponível, processador e até mesmo os limites das portas USB, a taxa de rotação do disco rígido não deve pesar tanto na hora de decidir uma compra.


Existe HD externo com fonte dedicada muito mais rápido?

Há versões de HDs externos de mesa que usam interfaces Thunderbolt, mais rápidas que USB, ou até portas SATA. Nesses casos, a performance do disco será muito superior a qualquer outro que use uma porta USB, independente do tipo de alimentação. Contudo, esse tipo de HD externo costuma custar muito mais caro.

HD externo de mesa: vantagens

HDs externos que usam fontes de energia dedicada, também chamados de HDs de mesa, são boas opções para quem precisa estender a capacidade de armazenar dados nas máquinas que possui em casa, ou no escritório, estando convicto do fato de que o disco não será movido do lugar.

Apesar de mais caros, HDs externos de mesa podem ser melhor opção, dependendo do perfil de uso (Foto: Divulgação/Seagate)Apesar de mais caros, HDs externos de mesa podem ser melhor opção, dependendo do perfil de uso (Foto: Divulgação/Seagate)

Como esse tipo de produto é feito para ficar num lugar só, há algumas vantagens que não são fáceis de se encontrar em HDs externos de bolso.

Uma delas é que, normalmente, esse tipo de dispositivo pode ser conectado à Internet e permite que o usuário configure um sistema de armazenamento na nuvem pessoal. Dessa forma, os arquivos armazenados no HD podem ser acessados em qualquer lugar do mundo, desde que o usuário esteja conectado à Internet.

Outro ponto positivo desse modelo é o espaço de armazenamento, que pode ser bem maior, chegando à casa dos 4 TB. Outra vantagem é que esses discos, por usarem HDs de desktops, acabam tendo uma performance superior aos HDs externos de bolso.

Desvantagens

Como já mencionado anteriormente, esse modelo não é indicado para quem pretende addquirir um HD externo portátil.

Outra desvantagem que precisa ser considerada são os preços. Um modelo da Seagate, com fonte dedicada, pesando 1,5 kg e espaço para 2 TB pode ser encontrado por R$ 550. Um disco de 1 TB, portátil, da mesma marca pode ser encontrado por R$ 290.

Além disso, para funcionar, esses discos rígidos externos precisam de fonte de energia própria. Mantê-los ligados à tomada o tempo todo, especialmente para tirar partido dos recursos de acesso remoto aos dados armazenados via Internet, pode fazer um estrago sensível na conta de luz no fim do mês.

Em que situações vale à pena um HD externo de mesa?

Fabricantes conhecidos de HDs de bolso também têm modelos de mesa, com fonte de energia dedicada: Iomega, WD, Seagate, Toshiba, Hitachi e Samsung são alguns exemplos (Foto: Divulgação/Iomega)Fabricantes conhecidos de HDs de bolso também têm modelos de mesa, com fonte de energia dedicada: Iomega, WD, Seagate, Toshiba, Hitachi e Samsung são alguns exemplos (Foto: Divulgação/Iomega)

Há situações em que abrir mão da portabilidade pode ser uma boa ideia. Profissionais que se deslocam muito, e precisam acessar seus arquivos à distância, podem ficar melhor servidos com um HD externo de mesa. É como ter seu próprio Dropbox.

Como recuperar dados de um HD externo danificado? Participe do Fórum do TechTudo.

No uso doméstico, um disco estático desse tipo pode servir para armazenar a coleção de músicas e filmes do usuário, por exemplo. Conectado à rede, o HD vira uma biblioteca de mídia que pode ser armazenada por todos os dispositivos conectados na rede.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Rodrigo Sobrinho
    2015-10-26T13:03:47  

    Até parece que um HD externo de mesa não é portátil... tudo bem que não cabe no bolso da camisa mas não é nada absurdamente pesado nem grande que não possa ser transportado numa simples mochila... Prefiro os de mesa pois possuem geralmente case ventilado, são mais resistentes, rápidos e confiáveis...

    recentes

    populares

    • Rodrigo Sobrinho
      2015-10-26T13:03:47  

      Bom. eu possuo um HD externo de mesa, Samsung 3TB e transporte ele de Casa para o trabalho quando vejo necessidade, não encontrei dificuldades. Claro que em certos ambientes pode se tornar complicado usa-lo, mas e uma questão adaptável.

    recentes

    populares

    • Rodrigo Sobrinho
      2015-10-26T13:03:47  

      Nos tempos de hoje não é uma má ideia ter um hd externo é uma boa opção de bankup. Hoje com essas invasões frenéticas. De computadores seqüestrando seus dados acho o hd externo a melhor forma de se prevenir se você estiver com um hd externo com seu bankup feito diariamente você não correra o risco de ter seus dados sequestrados. Por rakeres Concorda com migo

  • Luiz Nogueira
    2015-10-26T18:28:46

    Com um investimento pequeno em cabos e adaptadores baratinhos da r, santa ifigenia é possivel conectar qualquer HD e de qualquer tamanho em qualquer PC.Sabe aquele velho que voce nem sabe o que fazer com ele? Pronto só não faz se não quiser.Ou pague caro num desses descartaveis...

  • Fábio
    2015-10-26T15:27:51  

    Tenho um HD desses e me arrependo de ter comprado. O meu é um Seagate.

    recentes

    populares

    • Fábio
      2015-10-26T15:27:51  

      kkkkkkkkkkkkkkkk

    recentes

    populares

    • Fábio
      2015-10-26T15:27:51  

      O tamanho e a fonte de energia externa se tornaram um problema para mim.

  • Ana Polina
    2015-10-26T17:59:25

    Sou sócia da Amazon Cloud Hosting

  • Sidney Silva
    2015-10-26T15:03:57

    Tenho um HD externo da Dell de 2T, realmente é o melhor que existe no mercado atualmente!! Recomendo!

  • Rafael Jose
    2015-10-26T14:49:32

    Tenho um Mini Servidor Nas com um DROBO 5N na minha rede em casa, vale muito a pena pois faço o back-up de todos os computadores e celulares nele alem de armazenar vários arquivos de musica e vídeo do meu media center nele, só não consigo carregar ele para o cantos pois é imenso.