11/01/2016 07h00 - Atualizado em 11/01/2016 07h00

Lista reúne curiosidades do Game Boy, popular videogame dos anos 90

Dário Coutinho
por
Para o TechTudo

O Game Boy foi um dos primeiros consoles portáteis fabricados e, devido à longa vida útil, excelente construção e boa dose de bizarrices, ele coleciona, além de jogos, algumas dos fatos mais inusitados do mundo dos games. O TechTudo preparou a lista com as 10 maiores curiosidades do videogame da Nintendo. Confira:

Nintendo: confira todas as curiosidades e ‘bizarrices’ da empresa

1 – Não foi o primeiro console portátil com cartuchos

Por ser bastante antigo, muita gente pensa que o Game Boy foi o primeiro console portátil a ter cartuchos com jogos. Entretanto, o troféu de pioneiro fica com o Microvision, da Milton Bradley Company, lançado em 1979.

 Um dos videogames mais populares de todos os tempos, o Game Boy possui inúmeras curiosidades (Foto: Reprodução / Wikipédia) Um dos videogames mais populares de todos os tempos, o Game Boy possui inúmeras curiosidades (Foto: Reprodução / Wikipédia)

Mas o Microvision não era exatamente um console portátil. Na realidade, ele atuava apenas como uma “carcaça” com tela de cristal líquido e deixava todo o processamento para os cartuchos.

Por possuir vários problemas, dentre eles, um que deixava a tela toda preta em pouco tempo, a produção do console portátil demonstrava a dificuldade para construir algo barato e portátil naquela época. O Microvision foi rapidamente abandonado em 1981.

Microvision, primeiro console portátil com cartuchos era cheio de problemas (Foto: Reprodução / Wikipédia)Microvision, primeiro console portátil com cartuchos era cheio de problemas (Foto: Reprodução / Wikipédia)

2 – Duração de pilhas inacreditável

Quando decidiu entrar no mundo dos videogames, a Nintendo já era uma empresa bastante antiga. A ideia de explorar novos horizontes, transformando dramaticamente um mercado, faz parte da DNA da companhia japonesa.

Game Boy era econômico se comparado a concorrência (Foto: Reprodução / Wikipédia)Game Boy era econômico se comparado a concorrência (Foto: Reprodução / Wikipédia)

A fabricante do então Nintendo 8 bits, decidiu apostar em um console portátil com cartuchos. O mundo já esperava algo no estilo do Microvision, ou seja, com vários problemas, dentre eles, o mais comum da época: o consumo excessivo de energia. Mas o Game Boy surpreendeu por possuir duração das pilhas maior do que os concorrentes. Mesmo consoles portáteis lançados posteriormente não conseguiam competir com a eficiência do Game Boy.

3 – Mario não foi o primeiro hit do Game Boy

Licenciar Tetris, um jogo de enorme sucesso, mas bastante desconhecido devido à “cortina de ferro” da então URSS, foi tarefa complicada. Especula-se que a negociação foi acirrada, pois o jogo vazou antes do tempo em versões clandestinas para MS-DOS, Apple II, Macintosh e outros. Para piorar a situação, o desenvolvedor Robert Stein negociou o direito do game com diversas empresas, inclusive com a rival Sega.


Foi a mente empreendedora de alguém fora da cúpula da Nintendo que fez o presidente da companhia reconhecer o potencial do jogo. Ele afirmava que Mario Land, atrairia apenas garotos, mas Tetris era um jogo que qualquer pessoa queria jogar.

Apenas depois de assegurar os direitos até mesmo sobre clones do jogo, foi que a Nintendo decidiu lançar o jogo junto com o Game Boy, ao invés de Mario Land, que já está inclusive pronto. O risco valeu à pena e Tetris, junto com o Game Boy, virou sinônimo de diversão

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu smartphone ou tablet

4 – Sucesso estrondoso antes dos smartphones

Jogabilidade casual, larga audiência e até pessoas idosas jogando videogame é algo natural atualmente. Mas foi apenas com o Game Boy que pessoas de diferentes idades e estilos de vida começaram a jogar videogame.

Sucesso com o público feminino, impulsionou criação de versões coloridas do Game Boy (Foto: Reprodução / Nintenodlife)Sucesso com o público feminino, impulsionou criação de versões coloridas do Game Boy (Foto: Reprodução / Nintenodlife)

O sucesso do console entre o público feminino foi algo sem precedentes para o mercado. Até então, videogame era “brinquedo” de menino, mas como 46% dos donos de Game Boy eram mulheres, a Nintendo precisou reorganizar as estratégias de Marketing.

5 – Game Boy no espaço

Em 1993, o sucesso do Game Boy estava consolidado em praticamente qualquer continente e, inclusive, o portátil da Nintendo chegou até mesmo ao espaço. Durante uma das missões do programa espacial russo, o astronauta Aleksandr Serebrov, levou o videogame junto para se distrair entre uma atividade e outra.

Aleksandr Serebrov (à direita) levou Game Boy em missão espacial (Foto: Reprodução / NY Times)Aleksandr Serebrov (à direita) levou Game Boy em missão espacial (Foto: Reprodução / NY Times)

Parece algo trivial, mas a mudança de gravidade poderia comprometer o funcionamento do dispositivo, mas o aparelho aguentou muito bem a viagem.

6 – Sobrevivente de guerra

Durante a Guerra do Golfo (1990-1991), um soldado americano teve o seu acampamento bombardeado e entre os pertences estava o Game Boy. De forma surpreendente, o videogame não apenas “sobreviveu” ao ataque como ainda funciona até hoje. Atualmente o dispositivo está em exposição no Nintendo World Store em Nova York.

Qual é o personagem mais forte da Nintendo? Comente no Fórum do TechTudo.


7 – Uso de acelerômetro muito antes de iPhone e Android

Antes mesmo de existir qualquer espécie de smartphone popular, o Game Boy já reinava como um dos primeiros dispositivos a utilizar acelerômetro para controlar o personagem de um jogo. Em Kirby Tilt ‘n’ Tumble, a missão do jogador era conduzir a bola rosa por caminhos estreitos apenas inclinando o portátil.


De fato, o Game Boy não era equipado com acelerômetro, pois o recurso pertencia ao Kirby Tilt ‘n’ Tumble. A habilidade de acrescentar novas funcionalidades por meio de cartuchos não ficou restrita aos jogos. Com o passar o tempo, e a criatividade dos desenvolvedores, o Game Boy tornou-se um dispositivo com funções muito além de apenas rodar games.

8 – Dj Boy

Os consoles da Nintendo sempre foram famosos pelos chips de áudio. Com o NES, se popularizou o termo “Chiptune”, usado para designar o som característico usado pelo console. Utilizando cartuchos especiais para o Game Boy, entusiastas conseguiam criar músicas apenas por comandos alfanuméricos.


9 – Pocket Sonar permitia localizar peixes de verdade

Além de videogame e sintetizador de música, o Game Boy foi um dos aparelhos com utilidades bastante diversificadas. Praticamente um presságio do que se tornariam os smartphones da atualidade.

Pocket Sonar não era um brinquedo, o acessório para Game Boy permitia localizar peixes de verdade (Foto: Reprodução / ausretrogamer)Pocket Sonar não era um brinquedo, o acessório para Game Boy permitia localizar peixes de verdade (Foto: Reprodução / ausretrogamer)

Há uma verdadeira infinidade de gadgets e acessórios estranhos que podiam se acopladas no Game Boy, de impressoras portáteis a câmeras monocromáticas. Mas nada é tão estranho quanto usar o videogame para localizar peixes na água até 20 m de profundidade. É possível visualizar, a localização dos animais na tela do Game Boy.

10 – Sucessor bizarro

Com o sucesso estrondoso de mais de 100 milhões de unidades vendidas, parecia que nada poderia dar errado em relação à Nintendo e ao mercado de portáteis. Depois do sucesso do Game Boy original, vieram as versões Pocket, Light e Color.

Nem mesmo o conceito de portátil, a Nintendo acertou com o Virtual Boy (Foto: Reprodução / Wikipédia)Nem mesmo o conceito de portátil, a Nintendo acertou com o Virtual Boy (Foto: Reprodução / Wikipédia)

Mas antes do lançamento do Game Boy Pocket, a Nintendo lançou outro portátil que não fez sucesso algum. Anunciado como grande novidade, o Virtual Boy chegou ao mercado em 1995 e saiu de linha no mesmo ano. A quantidade de falhas era diversa e além de possuir problemas de design, o console ainda causava dores de cabeça em quem jogava por muito tempo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Julia
    2016-01-11T15:34:23

    .Digite no goo.gle: cupom des conto agregador...Tem cupom de 20% nas melhores lojas hoje !

  • Valter Nascimento
    2016-01-11T12:37:45  

    Bizzaro,humilha....realmente faz muita falta uma faculdade de jornalismo hoje em dia.

    recentes

    populares

    • Valter Nascimento
      2016-01-11T12:37:45  

      Derruba

  • Ivan Santos
    2016-01-11T11:32:08  

    Tava com saudades de ler o termo bizarro, hein Techtudo! So neste artigo, foram 4 vezes! Gostei!

    recentes

    populares

    • Ivan Santos
      2016-01-11T11:32:08  

      Entrei aqui só pra ler os comentários sobre o termo "Bizarro" kkkkkkkkkkkk

    recentes

    populares

    • Ivan Santos
      2016-01-11T11:32:08  

      TechHumilhaTudo

  • Pedro Araújo
    2016-01-11T18:09:58  

    E promete 'humilhar' e 'derrubar' o iPhone

    recentes

    populares

    • Pedro Araújo
      2016-01-11T18:09:58  

      Confira dicas para humilhar e derrubar as bizarrices do iPhone, kkkkk

  • Jorge Nascimento
    2016-01-11T17:08:09

    eu prefiro Game Boy Advance do que Nintendo DS pois tem todos os jogos do Snes e tinha o melhor Mario Kart super circuito que eu já joguei

  • Marcio Britto
    2016-01-11T19:04:07

    Na concepção do pessoal do thectudo, o que será que não é bizarro?

  • Fabiano Torres
    2016-01-11T18:51:22

    Eu só tinha dinheiro pra compra um daqueles minigames APOLLO

  • Ivan Santos
    2016-01-11T16:49:49

    1991... O ano q ganhei o Game Boy. Desde entao minha vida mudou, principalmente depois de quase zerar o Super Mario Land

  • Rafael Vaz
    2016-01-11T14:13:34  

    Quando eu era pivete, lá na década de 90, sonhava e ter um Game Boy. Infelizmente fiquei só no sonho mesmo, no entanto tive o prazer de desfrutar do Atari, Nintendo, Super Nintendo e PS. Época boa, principalmente dos jogos em fita, dos quais para jogar você tinha que alugar em locadoras. Quando o jogo não funcionava era só assoprar o chip... kkk. Bons tempos!

    recentes

    populares

    • Rafael Vaz
      2016-01-11T14:13:34  

      1991... O ano q ganhei o Game Boy. Desde entao minha vida mudou

  • Matheus Garcia
    2016-01-11T11:36:45  

    Maldito G1 e Techtudo, gosta usar "bizarro" em tudo, medíocres!

    recentes

    populares

    • Matheus Garcia
      2016-01-11T11:36:45  

      Nego deve ter acabado de começar o 2o periodo de web designer, mora na zona sul e tem 19 anos.

  • Felipe Lima
    2016-01-11T13:35:34  

    Não vi nada de "BIZARRO".

    recentes

    populares

    • Felipe Lima
      2016-01-11T13:35:34  

      Só mencionaram o termo quatro vezes. Lamentável!

  • Alexsandro Canal
    2016-01-11T14:07:04  

    faltou o "absurdo"

    recentes

    populares

    • Alexsandro Canal
      2016-01-11T14:07:04  

      "Bizarro"

  • Anderson Santos
    2016-01-11T16:15:10  

    POKEMON MELHOR JOGO DO GAME BOY !

    recentes

    populares

    • Anderson Santos
      2016-01-11T16:15:10  

      jogo ate hoje

  • Marcmira
    2016-01-11T16:13:08

    Só tem hater nos comentários?

  • Juliano Souza
    2016-01-11T15:59:40

    Nostalgia pura...adoro lembrar da infancia dos bons tempos do video game (atari, nintendinho, super snes) aff se tivesse maquina do tempo desejaria ficar nessa epoca pra sempre!

  • Alexandre Ferreira
    2016-01-11T14:30:56

    Falar do game boy e não citar o jogo pokemon é omitir a história do console, afinal depois do conhecimento do jogo, mais pessoas compraram o console, não porque era portatil ou algo do tipo e sim pelo jogo.

  • Wilson Souza
    2016-01-11T13:27:18

    "Bizarro" mesmo é o vocabulário limitado dos estagiários ...

  • Romildo Veiga
    2016-01-11T13:24:32

    O mais Bizarro disto tudo é as Bizarrices do TechTudo, vocês não tem um editor chefe não, ou ele é bizarro também?