Lançadores e buscadores

31/01/2016 13h18 - Atualizado em 31/01/2016 13h18

TechTudo recebe campuseiros criadores de apps na Campus Party 2016

Melissa Cruz Cossetti
por
Da Campus Party 2016, em São Paulo

A Campus Party 2016, assim como nos anos anteriores, conta com o espaço Startups & Makers Camp. Uma área de exposição para negócios, conteúdos exclusivos e mentorias para startups. Muitas delas são aplicativos móveis, já disponíveis para download na App Store (iOS/IPhone) e Google Play Store (Android). Outros são protótipos de produtos e serviços inovadores. O TechTudo recebeu desenvolvedores deste espaço e outros campuseiros na sexta-feira (29), no Hub Global, na Campus Party, em São Paulo, e conta como são as inovações "tech".

Acompanhe a Campus Party 2016

Zero%

O Zero% (appzeropercent.com) quer resolver um problema difícil para pessoas com algum tipo de intolerância alimentar: encontrar lojas e serviços específicos por perto, com um toque no celular. O app com versão web e iOS ainda está em desenvolvimento e pretende oferecer receitas, buscas por locais e ofertas online. Segue sendo atualizado para atender pessoas com diferentes dietas específicas.

Desenvolvedores e campuseiros no Hub Global, na Campus Party, trocando novidades com o TechTudo (Foto: Divulgação/ Campus Party)Desenvolvedores e campuseiros no Hub Global, na Campus Party, trocando novidades com o TechTudo (Foto: Divulgação/ Globo)


BestPoint 

A turma do BestPoint (bestpoint.com.br) que ajudar viajantes na web e em celulares iOS e Android a montar um roteiro de viagem de acordo com seu estilo: romântico, aventureiro, jovem, em grupo, e outros tipos de viajantes. O app sugere locais com base nos interesses informados pelo usuário. Em fase de desenvolvimento, já tem versão disponível para download, e será atualizado.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Box Cards

O Box Cards (box.cards) é uma rede social de cartões de visita, isso mesmo. A plataforma revive os cartõezinhos, agora, interativos. Com cadastro já disponível, será atualizada em breve com novas funções como perfil, chat, conexão com outras redes sociais, caixa de cartões e outros recursos, com um bonito visual.

Guimo 

A equipe do Guimo (guimo.toys), um smart toy, estava na Campus Party em busca de feedbacks e expondo o brinquedo inteligente. As partes do Guimo se conectam a uma placa que controla jogos no celular e interações com o boneco que tem uma telinha no lugar da cabeça. Os criadores apostam na ideia como uma nova maneira de brincar. O projeto ainda está em desenvolvimento.

Bairro em Alerta

Outro app é o Bairro em Alerta (bairroemalerta.com.br) que supera o limite do WhatsApp de 100 pessoas por grupo e cria uma comunidade de vizinhos. A ideia é comunicar problemas como áreas de assalto, pessoas precisando de ajuda e outros incidentes, incluindo uma função "Socorro", no celular. Em fase final de testes, roda no iOS, Android e Windows Phone e tem uma versão web ampliada.

Desenvolvedores receberem orientações no Hub Global, na Campus Party (Foto: Divulgação/Globo)Desenvolvedores apresentam seus apps ao grupo editorial do TechTudo na Campus Party (Foto: Divulgação/Globo)

inSPorte e Bike da Firma

Um dos vencedores do Hackahton Globo, Fabio Dela Antonio, visitou o estande com dois apps. O primeiro promete ser um novo aplicativo para rastrear ônibus super completo. Com um clique, o inSPorte mostra os veículos e linhas próximos, com base no GPS do sistema Olho Vivo SPTrans. O app é capaz de rastrear coletivos, informar a contatos próximos em qual deles você está e mostra notas para os carros. Tem atualização prevista para fevereiro no iOS e no Android.

O segundo é o Bike da Firma (bikedafirma.com), disponível também para iOS e Android, dá prêmios e benefícios ao ciclista dependendo da quilometragem alcançada. A ideia é também explorar o Bike da Firma para Empresas, para que elas incentivem funcionários a pedalar. Com um algoritmo de aprendizado, o sistema é capaz de validar a pedalada e promover a cultura da bicicleta na rua. 

Qual é o primeiro passo para criar um app? Comente no Fórum do TechTudo

Light-Aid

Outra startup da área de saúde é a Bright Med (brightmed.com.br). O grupo trouxe a Campus Party o Light-Aid, um curativo eletrônico e portátil que bloqueia dores por fototerapia. A novidade é que o aparelho, além de ser controlado pelo médico remotamente com um celular, é flexível a inteligência artificial. Robusto, ele deve diminuir de tamanho antes de chegar ao mercado em 2017.

Moobf

A equipe do Moobf (moobf.com), composta por dois brasileiros e duas alemãs, quer propor uma nova ideia de rede social, o que chama de "A verdadeira rede social". Diferente de gigantes como Facebook e Instagram, a ideia é criar uma interação sob demanda. Em apenas 60 segundos, sem tempo para maquiagens de qualquer tipo, é preciso enviar uma foto-resposta para o grupo sobre o que você está fazendo naquele momento. Para iOS e Android, o app pretende usar a linha do Snapchat e apagar tudo após a visualização. E você, o que está fazendo?   

Cloff

O grupo do Cloff (m.cloff.com.br) é um app iOS, Android e Windows Phone que quer resolver problemas urgentes como encontrar uma roupa ou calçado perto de você, do número e cor que você precisa, sem ter que esperar pela entrega. A ideia é fazer uma ponte entre o consumidor e lojas locais, promovendo a compra e venda em lojas físicas, sem precisa bater perna ou dar muitos passos para isso.

Durante a feira, novos aplicativos inovadores surgiram (Foto: Divulgação/ Globo)A maioria dos aplicativos já está disponível na App Store e Google Play (Foto: Divulgação/ Globo)


Spotchat

O Spotchat (spot.chat) é um app iOS e Android que usa localizações para criar grupos de conversa por local, loja, estabelecimento ou evento. Você não precisa conhecer as pessoas, mas pode se conectar com todas que tenham entrado naquele grupo, público. Ideal para membros de workshops, palestras e frequentadores assíduos de locais. Dispensa contato prévio como telefone, e-mail ou perfil de outra rede social para encontrar quem está no mesmo lugar.

Desafio do Código

A turma do Desafio do Código (desafiodocodigo.com.br) aposta em uma plataforma de educação. Com foco em escolas de ensino infantil o grupo criou um sistema de aulas remotas - não presenciais - com missões para crianças, a partir dos 8 anos. Nessas missões os pequenos aprendem a programar e "hackear a sua própria educação". O novo projeto já está no ar, e a todo vapor.

Creeb

Outra equipe que não estava no Startup Makers, mas visitou o Hub Global, na Campus Party, foi a do Creeb (creebapp.com), um app iOS engraçadinho que cria histórias colaborativas, públicas ou em grupo, com personagens curiosos. Quem conta um conto, aumenta um ponto, e segue a história com a sua participação. 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares