13/03/2016 10h00 - Atualizado em 13/03/2016 10h00

Seis dicas de segurança para fazer compras em grupos de Facebook

Elson de Souza
por
Para o TechTudo

Os grupos de compra e venda no Facebook têm sido bem atrativos para usuários que buscam smartphones, tablets e outros produtores eletrônicos por um preço mais baixo, assim como artigos de outras categorias como produtos raros, de colecionador, ou mesmo roupas e acessórios. No entanto, golpistas e pessoas mal-intencionadas podem estar participando de grupos de vendas em comunidades da rede social. É preciso ficar atento para não comprar algo com defeito ou que até mesmo que nunca existiu, apenas confiando nos posts.

Facebook corrige bug que permitia invadir qualquer conta da rede social

O próprio Facebook não tem um manual com guias e regras de compra e venda na rede social. Para evitar ser vítima de um crime, siga dicas de segurança ao ver ofertas em grupos do Facebook.

Vendas em grupos de Facebook também podem representar riscos de golpes (Foto: Elson de Souza/TechTudo)Vendas em grupos de Facebook também podem representar riscos de golpes (Foto: Elson de Souza/TechTudo)

1) Verifique cuidadosamente o perfil do anunciante

Ao ver qualquer anúncio no Facebook, o primeiro passo que o usuário deve fazer é começar uma análise cuidadosa do perfil do anunciante. Se for uma pessoa física, cheque com cuidado as informações disponíveis na página pessoal, como cidade, local de trabalho e fotos disponíveis. Isso ajuda a diferenciar perfis de pessoas de "fakes e anônimos" que usam os perfis apenas para vendas.

Caso desconfie de uma imagem, é possível descobrir se ela foi copiada de um site com pesquisas no Google. Fora isso, vale investigar a quantidade de grupos que a pessoa participa e também o número de amigos recentes, caso essas informações estejam disponíveis.

Verifique as informações do perfil do anunciante, fotos e pesquise por referências (Foto: Elson de Souza/TechTudo)Verifique as informações do perfil do anunciante, fotos e pesquise por referências (Foto: Elson de Souza/TechTudo)

Já se for um perfil de uma empresa ou loja, procure saber se essa possui registro, se há endereço físico ou telefone de contato e cheque todas essas informações. Ainda na página, confira se há avaliações de outros usuários ou algum comentário em publicações que possa comprovar a idoneidade da mesma.

Faça ainda uma busca pelo nome em um buscador e tente ver se há reclamações no “Reclame Aqui” ou qualquer outro fórum e página da Web que reúna reclamações de maus serviços prestados.

2) Peça e busque por referências

Ao encontrar um novo anúncio em um grupo, procure por referências ao anunciante. O primeiro passo pode ser dentro da própria comunidade, utilizando ferramentas de pesquisas para encontrar vendas anteriores da mesma pessoa ou página. Caso exista, verifique um dos compradores e entre em contato para saber como foi a experiência, se houve demora ou se o equipamento chegou com defeito.

Desconfie de referências dadas pelo próprio anunciante. Cheque a identidade e o perfil deles. Afinal, podem se tratar de falsos consumidores e pessoas que podem estar envolvidas no possível golpe.

O que você achou do layout do Facebook? Deixe sua opinião no Fórum do TechTudo.

3) O produto está muito barato? Pergunte tudo sobre ele!

Encontrou um iPhone ou console de videogame por um preço muito inferior ao cobrado em loja ou por outros anunciantes? Desconfie! Algumas pessoas podem esconder detalhes sobre defeitos, bloqueios ou mau funcionamentos no anúncio para destacar apenas o preço ou aparência do produto.

Questione toda e qualquer dúvida que tiver antes de fechar qualquer compra no Facebook (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Questione toda e qualquer dúvida que tiver antes de fechar qualquer compra no Facebook (Foto: Reprodução/Elson de Souza)

Portanto, é preciso perguntar qualquer dúvida que venha à sua mente: “O produto possui algum defeito? Está trincado? Consegue realizar todas as funções? Vem acompanhado de todos os acessórios funcionando?” são exemplos. Outra questão importantíssima é saber o motivo da venda.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

4) Tenha todos os contatos guardados

À medida que a negociação avança, é importante que o usuário guarde os nomes da pessoa ou loja e todos os contatos feitos. Salve o número de telefone em uma agenda, o e-mail, o link do perfil, o nome das pessoas envolvidas, faça prints da conversa do WhatsApp e de SMS, entre outras coisas.

Ter essas informações pode ser muito importante caso a pessoas simplesmente suma depois que você concluir a compra. Com elas, você terá um ponto de partida para reencontrar o indivíduo ou até provas para denunciá-lo caso o problema se torne maior que o esperado.

5) Vai retirar o produto em mãos? Teste tudo na frente da pessoa

Como dito anteriormente, alguns problemas podem não estar aparentes à primeira vista. Abra as caixas, confira se tudo o que foi descrito encontra-se em seu devido local. Se o produto tem as características anunciadas e se há algum dano que não foi informado que pode vir a cancelar a compra.

Teste câmera e outros componentes na frente do vendedor para evitar golpes (Foto: Elson de Souza/TechTudo)Teste câmera e outros componentes na frente do vendedor para evitar golpes (Foto: Elson de Souza/TechTudo)

Se for um celular, por exemplo, teste todas as conexões, câmera, reprodução de sons, touchscreen e botões. Verifique se há senhas, se ele consegue se conectar ao Wi-Fi e coloque seu chip para testar a rede 3G e chamadas. Cheque também se o código IMEI não está bloqueado por conta de roubos. Basta digitar *#06#  e fazer uma busca com a numeração informada.

No caso de notebooks, vale checar se todas as configurações anunciadas estão realmente na máquina. Confira também se o sistema operacional é original, entre outras coisas.

6) A pressa pode ser a pior inimiga

Uma boa oportunidade de economizar mexe conosco, não é? Mas ignorar etapas pode fazer com que o sonho se torne um verdadeiro pesadelo. Antes de tudo, o consumidor deve ter noção que a venda é de interesse de ambas as partes e que o anunciante também quer concluir o negócio.

Desconfie muito de pessoas que fazem pressão para que você tome uma decisão rápida demais, alegando que outras internautas estão interessados. Nunca se arrisque a comprar sem investigar o anúncio adequadamente. Afinal, é melhor perder a oferta do que amargar um golpe.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares