Sistemas Operacionais

21/04/2016 07h00 - Atualizado em 21/04/2016 07h00

Canonical lança Ubuntu 16.04; saiba o que muda na distro do Linux

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

O Ubuntu 16.04 chega nesta quinta-feira (21) com algumas novidades. Embora a Canonical tenha optado por segurar o lançamento da interface Unity 8, que deve promover mudanças estéticas mais sensíveis, a versão estável do sistema operacional ganhou novos recursos e ajustes para tornar o uso mais acessível e produtivo. Entre os exemplos, está a possibilidade de mover o lançador de apps para a borda inferior da tela, a chegada dos pacotes snaps, nova central de aplicativos, além de outros ajustes de interface e performance. Veja o que muda no Ubuntu.

Tudo sobre o Ubuntu

Aplicativos devem chegar mais rápido ao Ubuntu

Os snaps são pacotes para a instalação de apps no sistema da Canonical. Eles funcionam como os debs, que continuam sendo suportados, mas com uma vantagem: os snaps foram criados para facilitar a vida dos desenvolvedores, tornando o processo de adaptação de um software originalmente criado para rodar num desktop GNOME ou KDE mais fácil.

Ubuntu 16.04 terá suporte a pacotes snaps, para facilitar a vida de usuários e desenvolvedores (Foto: Divulgação/Canonical)Ubuntu 16.04 terá suporte a pacotes snaps, para facilitar a vida de usuários e desenvolvedores (Foto: Divulgação/Canonical)

Dessa forma, espera-se que o processo de instalação de aplicativos fique mais simples, evitando visitas frequentes ao Terminal, e deve encorajar desenvolvedores de outros desktops a criar versões para o Ubuntu.

Fim da Central de Programas do Ubuntu

Ou Software Center, em inglês. A loja de apps do Ubuntu não decolou como a Canonical previa e uma série de problemas de performance vinha motivando críticas dos usuários há algum tempo. Agora, o Ubuntu 16.04 usa o GNOME Software para facilitar a busca de novos aplicativos e permitir ao usuário acesso aos programas instalados na máquina.

Central de Programas é substituída pelo Software, mais fácil de usar (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Central de Programas é substituída pelo Software, mais fácil de usar (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

A interface é bem superior, mais organizada, e, ao contrário da Central de Programas do Ubuntu, não há problemas de lentidão a serem relatados – ao menos na fase beta, de pré-lançamento.

Buscas no Dash estão desligadas por padrão

Quando criou o Dash e a interface Unity, a Canonical introduziu uma série de recursos que viriam a se popularizar entre seus concorrentes, inclusive. Um deles era a possibilidade de fazer buscas de Internet a partir do Dash do Unity, algo que não pegou bem como a comunidade: a iniciativa foi vista como potencialmente ruim para a privacidade.

Dash não vai mais acessar a Internet por padrão (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Dash não vai mais acessar a Internet por padrão (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Agora, o Ubuntu terá o recurso de buscas de Internet via Dash desabilitado por padrão. Quem quiser ter acesso à funcionalidade terá de alterar as configurações do sistema para permitir que as buscas sejam realizadas.

Lançador pode ser movido para a borda inferior

Lançador (Launcher) do Ubuntu pode ser movido para a borda inferior na versão 16.04 (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Lançador (Launcher) do Ubuntu pode ser movido para a borda inferior na versão 16.04 (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Desde a primeira edição do Unity, usuários pedem que a Canonical possibilite que o Lançador, a barra lateral esquerda em que são fixados ícones de atalhos a aplicativos do sistema, possa ser movida para a borda inferior da tela. O Ubuntu 16.04 permite a alteração seja realizada com facilidade.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Outros ajustes de interface

Ubuntu 16.04 ainda não apresenta a interface Unity 8 (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Ubuntu 16.04 ainda não apresenta a interface Unity 8 (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

A Canonical também promoveu novos ajustes na interface do sistema operacional. Há novas barras de rolagem, possibilidade de deixar os menus dos aplicativos sempre ativos, dispositivos de armazenamento externo terão atalhos para formatação no lançador e comandos para desligar e reiniciar podem ser encontrados no Dash.

Sem suporte para drivers da AMD

Upgrade para o Ubuntu 16.04 não é ideal para usuários de placas de vídeo da AMD (Foto: Renato Bazan/TechTudo)Upgrade para o Ubuntu 16.04 não é ideal para usuários de placas de vídeo da AMD (Foto: Renato Bazan/TechTudo)

Usuários com placas de vídeo da AMD tiveram uma péssima notícia. O Ubuntu 16.04 não oferece suporte aos drivers Catalyst. A recomendação é usar os drivers open-source AMDGPU para placas da marca.

O problema é que esses drivers ainda estão em processo de desenvolvimento, a performance não é boa e há uma série de incompatibilidades entre esses softwares controladores e placas mais antigas.

Netflix não abre no Ubuntu (Linux), como resolver o problema? Veja dicas no Fórum do TechTudo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Bruno Ribeiro
    2016-04-23T15:56:38

    Nunca gostei da Unity, foi um dos motivos que deixei de usar o ubuntu. Atualmente uso só o windows 10 mesmo.

  • Tairone Samuel
    2016-04-21T08:46:45  

    Quero usar o Ubuntu pela primeira vez. A partir de que horas vai estar disponível o Download? Qual site que vou poder baixar?

    recentes

    populares

    • Tairone Samuel
      2016-04-21T08:46:45  

      Em releases . ubuntu . com/16.04/

  • Gui Marques
    2016-04-22T19:05:18

    Tou usando o ubuntu 14.04.04 LTS. To muito d boa com ele na interface gnome fallback (gnome 2), rodando td liso, nao vejo necessidade de upgrade por enquanto, trocar 6 por meia duzia...