09/04/2016 17h23 - Atualizado em 10/04/2016 11h09

Conheça dez projetos do Hackathon Globo 2016: de GIFs a 'teleoperação'

Isabela Giantomaso
por
do Rio de Janeiro

O tema do Hackathon Globo 2016 é "O futuro da produção e distribuição de conteúdo no jornalismo, esporte e entretenimento". Para dar vida a esse desafio nos Estúdios Globo, 50 participantes de diferentes regiões do Brasil marcam presença na casa do Big Brother Brasil (BBB). Os grupos foram separados de acordo com ideias e especializações e agora as dez equipes têm 33 horas para desenvolver soluções em software para o G1, Globo Esporte e Gshow.

Acompanhe ao vivo o Hackathon Globo no site do TechTudo

Confira o que cada time está planejando apresentar e escolha seu projeto favorito para torcer. Entre as ideias estão iniciativas para deficientes auditivos, um sintetizador de GIFs e uma espécie de "teleoperação" com robôs.

Hackathon Globo 2016 reúne 50 participantes  (Foto: Isabela Giantomaso/TechTudo)Hackathon Globo 2016 reúne 50 participantes (Foto: Isabela Giantomaso/TechTudo)

O projeto do grupo 1 é um multiscreen. Com um óculos de realidade virtual, a equipe quer oferecer diversas telas com câmeras 360 graus, no meio da torcida e mais perto do campo, por exemplo, para conferir o conteúdo da maneira que preferir. A ideia foi batizada de "Globo Experience" e está sendo desenvolvida por Cristian Khalil, Emerson Barbosa, Edmar Gomes, Marco Antonio Linhares e Igor Souza.

Grupo 1 - Participantes do Hackathon Globo 2016 (Foto: Isabela Giantomaso/TechTudo)Grupo 1 tem projeto de multiscreen (Foto: Isabela Giantomaso/TechTudo)

Na equipe 2 a ideia principal é um mosaico digital. Substituindo os mosaicos criados pelas torcidas em estádios de futebol com cartazes e placas, o objetivo é localizar o celular do usuário para que ele só precise levantar o smartphone e formar o desenho do time. O aplicativo não vai precisar de Wi-Fi, apenas de uma antena, e será criado por Walmyr Carvalho, Gerson Silva Filho, Hugo Bessa, Gustavo Stor e Andre Abadesso.

Grupo 2 - Hackathon Globo (Foto: Isabela Giantomaso / TechTudo)Grupo 2 vai fazer um mosaico digital (Foto: Isabela Giantomaso / TechTudo)

O grupo 3 está planejando fazer um sintetizador de GIFs para manchetes de notícias. O objetivo é capturar palavras-chave do texto, além de informações em fotos e vídeos para gerar imagens animadas. Dessa forma, o usuário não precisa entrar na matéria para descobrir as principais informações. A equipe é formada por Ivan Seidel, Bruno Lemos, Guilherme Gonzalez, Fábien Oliveira, Ezequiel França.

Grupo 3 - Hackathon Globo (Foto: Isabela Giantomaso / TechTudo)Grupo 3 planeja um sintetizador de GIFs (Foto: Isabela Giantomaso / TechTudo)

O time 4 quer fazer com que o conteúdo da Globo seja o primeiro a chegar no seu celular. A ideia de Matheus Rungue, Thalles Freitas, Rafael Quintanilha e Matheus Moreira é criar uma plataforma para que as notícias cheguem de forma imediata, sem que o usuário precise recorrer a redes sociais para saber o que está acontecendo.

Grupo 4 - Hackathon Globo (Foto: Isabela Giantomaso / TechTudo)Grupo 4 vai procurar imediatismo (Foto: Isabela Giantomaso / TechTudo)

Equipados com robôs, um sensor Kinect e óculos de realidade virtual, o grupo 5 quer transformar a forma de interação na TV. O projeto usa uma espécie de teleoperação para oferecer mais imersão em programas de auditório, futebol e talk show. O androide, colocado nos estúdios, vai interagir, repetindo falas, reconhecendo vozes e permitindo que o usuário sinta como se estivesse no ambiente. A ideia é de Filipe Caixeta, Felipe Dalosto, De Hong Jung, Arthur Emídio e Leandro Correia.

Grupo 5 - Hackathon Globo (Foto: Isabela Giantomaso / TechTudo)Grupo 5 vai usar robôs, um Kinect e óculos de realidade virtual (Foto: Isabela Giantomaso / TechTudo)

O grupo 6 quer criar um aplicativo para gerar conteúdo automático. Compilando informações embaixo de uma tag específica, tudo que for publicado por qualquer usuário entrará em uma página com tempo real. Para exemplificar o projeto, o grupo de Lucas Cavalcante, Rosangela Pereira, Diogo Freitas, Diego Lee e Diogo Cezar sugere imaginar uma viagem de um cantor. "Ele chega no aeroporto e um fã tira foto. Ao tomar um café e pegar um táxi, mais uma foto. Todas ficarão reunidas em uma timeline, formando um conteúdo completo", explicam.

Grupo 6 - Hackathon Globo (Foto: Isabela Giantomaso / TechTudo)O grupo 6 quer reunir conteúdo em uma timeline (Foto: Isabela Giantomaso / TechTudo)

A ideia da equipe 7 é seguir um jogador ou um juíz em campo com uma câmera para o usuário acompanhar de perto o atleta preferido. O projeto funciona a partir de um rastreamento facial ou de wearable e também poderá mostrar detalhes de cada esportista em uma espaço abaixo da câmera. A equipe é formada por Cesar Nogueira, Isa Almeida, Gabriela Mattos, Allex Lima e Cadu Carvalho.

Grupo 7 - Hackathon Globo (Foto: Isabela Giantomaso / TechTudo)Grupo 7 é o único com duas mulheres (Foto: Isabela Giantomaso / TechTudo)

O grupo 8 quer apresentar uma espécie de Snapchat voltado para reportagens. A ideia é que o conteúdo publicado por qualquer usuário entre em um espaço com matérias sobre o mesmo assunto. De acordo com Gabriel Silva, Germano Fronza, Arthur Assunção, Richard Johansen e Betina Farias, a plataforma será web e poderá abrir espaço para vídeos opinativos sobre assuntos como política, futebol e cultura.

Grupo 8 - Hackathon Globo (Foto: Isabela Giantomaso / TechTudo)Aplicativo do grupo 8 poderá ser usado para comentar qualquer assunto (Foto: Isabela Giantomaso / TechTudo)

O time de número 9, batizado pelos integrantes de "Big Coders Brasil", quer transformar áudio em libra usando um avatar em 3D para reduzir o custo de produção. De acordo com o grupo, 30 milhões de telespectadores com deficiência auditiva ganhariam acesso aos conteúdos. Apesar da ideia ter sido revelada no jardim na casa para as outras equipes, o time de Marlon Luiz, Matheus Frozzi, Cleber Henriques, Rodrigo Gomes Dias e Pedro Bertoleti também está pensando em trabalhar com entrega assertiva de dados de futebol.

Grupo 9 - Hackathon Globo (Foto: Isabela Giantomaso / TechTudo)Grupo 9 tem duas ideias de projeto para o Hackathon Globo (Foto: Isabela Giantomaso / TechTudo)

Por fim, o projeto do grupo 10 é oferecer uma imersão em fatos históricos, local e temporal. Usando um óculos ou um CardBoard, os usuários poderão não só visitar determinado lugar como no Street View, mas também conferir notícias daquele espaço que estão sendo veiculadas agora ou em uma data específico. A equipe é formada por Lucas Sodré, Teógenes Moura, Rafael Moris, Camila Araújo e Gabriel Bayomi.

Grupo 10 - Hackathon Globo (Foto: Caio Bersot/TechTudo)Imersão em fatos históricos é o objetivo do grupo 10 (Foto: Caio Bersot/TechTudo)

Curtiu algum dos projetos? Acompanhe ao vivo no TechTudo para saber como anda o desenvolvimento das plataformas e quem vai vencer a disputa no Hackathon Globo.

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Real
    2016-04-10T19:12:57  

    mais uma vez, nada de cientifico nisso

    recentes

    populares

    • Real
      2016-04-10T19:12:57  

      é programação entao? cade o projeto, software ja desenvolvidos entao? 33 horas nao da pra fazer nada, o q fizeram ai foi só expor ideias, nada mais

    recentes

    populares

    • Real
      2016-04-10T19:12:57  

      Amiguinho irReal, em 33 horas eu desenvolvo um sistema inteiro (pequeno) com alta qualidade. Pra se ter ideia, eu fiz um sistema de reconhecimento facial em apenas 24 horas! E com BigO excelente... mas com certeza você não sabe o que é BigO.

  • Liliane Nascimento
    2016-04-09T17:43:14

    Projeto da equipe 9 é o melhor!!!!! Finalidade útil que permitirá auxiliar muitas pessoas!!!!!