Sistemas Operacionais

01/06/2016 07h00 - Atualizado em 17/05/2017 19h52

O que é Ransomware?

Pedro Cardoso
por
Para o TechTudo

O ransomware é um tipo de malware que sequestra o computador da vítima e cobra um valor em dinheiro pelo resgate, geralmente usando a moeda virtual bitcoin, que torna quase impossível rastrear o criminoso que pode vir a receber o valor. Este tipo de "vírus sequestrador" age codificando os dados do sistema operacional de forma com que o usuário não tenham mais acesso.

Como eliminar vírus do computador e do celular com o Malwarebytes

Uma vez que algum arquivo do Windows esteja infectado, o malware codificará os dados do usuário, em segundo plano, sem que ninguém perceba. Quando tudo estiver pronto, emitirá um pop-up avisando que o PC está bloqueado e que o usuário não poderá mais usá-lo, a menos que pague o valor exigido para obter a chave que dá acesso novamente aos seus dados.

Vírus (Foto: Arte/TechTudo)O que é um ransonware? (Foto: Arte/TechTudo)


Como os criminosos instalam o ransomware?

A difícil detecção de um ransomware e seus disfarces são os fatores que o tornam tão perigoso. A praga pode infectar o seu PC de diversas maneiras, através de sites maliciosos, links suspeitos por e-mail, ou instalação de apps vulneráveis. O ransomware também pode aparecer também em links enviados por redes sociais, meio muito utilizado para espalhar vírus atualmente.

Em janeiro de 2016, foi descoberto um ransomware brasileiro que emite um janela parecida com um pedido de atualização do Adobe Flash Player. Quando o usuário clica no link para atualizar, o malware infecta a máquina e em pouco tempo sequestra os dados da vítima.

A descoberta foi feita pelo Kaspersky Lab, que também divulgou o valor da extorsão dos criminosos, cerca de R$ 2 mil em bitcoin.

Golpe brasileiro imita atualização do Flash para sequestrar arquivos (Foto: Reprodução/Kaspersky Lab))Golpe brasileiro imita atualização do Flash para sequestrar arquivos (Foto: Reprodução/Kaspersky Lab))

Qual o mais perigoso?

Em março deste ano, o FBI emitiu um alerta preocupado com o ransomware MSIL/Samas, sendo este um dos mais perigosos atualmente, pois ele não infecta computadores individualmente, mas sim redes inteiras. Segundo informações da agencia de notícias Reuters, o grupo responsável pelo ataque usa um programa de segurança disponível ao público para verificar se há versões vulneráveis do software JBoss, para em seguida iniciar o ataque.

De acordo com a Cisco, o autor do malware inicialmente estaria pedindo 1 bitcoin para liberar cada máquina infectada da rede, mas que esse valor subiu algumas vezes para testar o quanto as vítimas estariam dispostas a pagar pelo resgate. Pela cotação atual, 1 bitcoin equivale a R$ 1.915,00.

WannaCrypt: alguém já pagou bitcoins para ter de voltar arquivos bloqueados por ransomware? Comente no Fórum do TechTudo.

Como se prevenir?

A Microsoft tem em seu site uma página toda dedicada ao Ransomware e como se prevenir desta praga. Ter o Firewall do Windows sempre ativado e os programas sempre atualizados são os primeiros passos para uma boa proteção. A empresa recomenda que a atualização automática esteja ligada.

Os usuários do Windows 7 ou Windows Vista, devem verificar se o antivírus Microsoft Security Essentials está instalado e atualizado. Para o usuários do Windows 8 e Windows 10, o Microsoft Windows Defender faz este trabalho. Caso queira, pode optar por outro antivírus de outras empresas de sua preferência, contanto que esse seja confiável e tenha boa reputação.

Os melhores antivírus grátis para Windows

A preocupação com este tipo de malware é tão grande que algumas empresas de TI estão desenvolvendo soluções específicas. É o caso do Bitdefender Anti-Ransomware, um pequeno software que permanece ativo em segundo plano monitorando o sistema operacional. O programa age preventivamente e informa ao usuário se alguma tentativa de invasão ocorrer. Outro produto disponível no mercado é o Malwarebytes Anti-Ransomware.

Como eliminar um ransomware?

Uma vez que o computador esteja bloqueado, é muito difícil a remoção do ransomware, pelo fato que o usuário não consegue sequer acessar seu o sistema. Por isso, toda ação preventiva é válida. O melhor caminho é manter o antivírus sempre atualizado e programá-lo para fazer buscas regulares no sistema atrás desses vírus, para que ele seja detectado antes que ativado.

É fundamental ter sempre backup atualizado de suas informações e arquivos, caso precise formatar totalmente o computador infectado, para não perder nenhum arquivo importante. No mais, vale as mesmas dicas para todo tipo de vírus, não clique em links de SPAM do e-mail, desconfie sempre dos vídeos ou links suspeitos supostamente enviados por um amigo no Facebook. Se não for do perfil da pessoa enviar este tipo de conteúdo, verifique com ele no chat antes de clicar. Não baixe torrents suspeitos e só instale programas de sites confiáveis.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Ransomware no Mac OS X

No mesmo mês que o FBI emitiu um alerta mostrando preocupações com estes vírus, a Palo Alto Networks, empresa especializada em segurança digital, descobriu o primeiro ransomware criado para o sistema Mac OS X. Na ocasião, o malware Key Ranger infectou algumas máquinas através do programa Transmission BitTorrent.

Vírus para Mac OS X chegam a 1,8 mil e ameaças ficam mais sofisticadas (Foto: Reprodução/KasperskyBlog)Mac OS também já foi alvo de ransonware (Foto: Reprodução/KasperskyBlog)

Assim como outros script similares, ele é capaz de criptografar todo o disco rígido em apenas três dias e, assim, sequestrar o Mac impedindo que o usuário tenha acesso aos seus dados.

Os especialistas recomendam que o usuário fique de olho no arquivo “kernel_service” no monitor de atividades do OS X, pois se ele estiver ativo, é recomendado restaurar o sistema para uma versão anterior em um backup e, assim, evitar um futuro sequestro. Pode parecer um simples arquivo do sistema, mas na verdade trata-se do Key Ranger em ação.

Para solucionar o problema, a Transmission Project lançou a versão 2.92 do Transmission BitTorrent. De acordo com os desenvolvedores, essa atualização remove os arquivos infectados do Mac.

Via: Reuters, Microsoft e Trend Micro

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Arildo Silva
    2016-06-08T06:46:03  

    Eu comprei o Bitdefender ,e ele possui o anti -ransomware.

    recentes

    populares

    • Arildo Silva
      2016-06-08T06:46:03  

      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    recentes

    populares

    • Arildo Silva
      2016-06-08T06:46:03  

      Arildo, é a mesma coisa que dizer: "eu comprei um plano de segurança, ele previne assaltos". Sempre vai ter um assalto bem planejado que vai vencer o plano de segurança.

  • Fernando Teixeira
    2016-06-03T19:34:07  

    99.5% dos vírus de internet, malwares and ransonwares seriam completamente evitados se os usuários não clicassem em links suspeitos... ou instalassem Linux em suas máquinas.

    recentes

    populares

    • Fernando Teixeira
      2016-06-03T19:34:07  

      Cara, para de tentar "converter" as pessoas a usar Linux. Cada um usa o que se adapta as suas necessidades. E outra, se você pesquisar um pouco vai descobrir que existem sim vírus para Linux. O que acontece é que a grande maioria dos computadores possuem Windows, logicamente a maioria das pragas são criadas para afetá-lo

    recentes

    populares

    • Fernando Teixeira
      2016-06-03T19:34:07  

      Linux tem suas funções, Windows as dele.

  • Ravi Sousa
    2016-12-02T16:23:38

    Melhoria no combate aos vírus, malwares