Roteador

27/09/2016 06h00 - Atualizado em 27/09/2016 06h00

802.11ac e 802.11n: veja diferenças entre padrões da performance Wi-Fi

Gabriel Ribeiro
por
Para o TechTudo

Na hora de escolher um novo roteador surgem diversas dúvidas. Afinal, além da quantidade de antenas, da potência, da velocidade e dos recursos, há ainda o protocolo em que o aparelho é construído. Basicamente, os tipos de padrões (B, G, N e AC) se diferenciam na velocidade em que o roteador suporta, mas também há outros detalhes técnicos.

Wi-Fi melhor? Veja as vantagens de usar um roteador dual band

Preparamos este artigo para desvendar as principais características e semelhanças entre dois dos padrões mais comuns entre os roteadores e dispositivos Wi-Fi. Saiba o que há de diferente entre os protocolos 802.11n e 802.11ac.

Roteadores AC podem comportar mais do que quatro antenas (Foto: Carol Danelli/TechTudo)Roteadores AC podem comportar mais do que quatro antenas (Foto: Carol Danelli/TechTudo)










Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

O que são?

Os protocolos são uma forma de padronizar todos os dispositivos que utilizam as redes Wi-Fi. Imagine o caos que seria se cada fabricante resolvesse criar uma tecnologia própria de transmissão de dados Wireless?

A criação dos padrões foi o jeito que a indústria encontrou para garantir que todos os aparelhos consigam se comunicar entre si utilizando a mesma tecnologia. Eles são gerenciados pelo IEEE (Instituto de Engenheiro e Eletricistas e Eletrônicos), que define as normas e especificações que as fabricantes devem usar.

Essas especificações são válidas não só para os roteadores, mas para qualquer outro aparelho que pretende usar Wi-Fi, seja televisões, smartphones ou dispositivos de Internet das Coisas.

Diferenças entre 802.11n e 802.11ac

Com a necessidade de avanço na tecnologia Wi-Fi, surgem novas especificações padronizadas pelo IEEE. Elas podem se diferenciar pela velocidade, pela faixa de espectro que usam e até mesmo pela quantidade de antenas que suportam, além, é claro, de novos recursos.

A principal diferença entre os padrões n e ac é a velocidade. Enquanto os dispositivos que utilizam Wi-Fi n conseguem chegar a 450 Mbps, os dispositivos ac podem chegar a 1.300 Mbps, quase três vez mais rápido do que o padrão anterior. Vale destacar que essa é a transferência de dados entre os dispositivos na rede e não a velocidade da Internet, que depende do provedor.

Chromecast 2 é exemplo de dispositivo que utiliza Wi-Fi AC (Foto: Caio Bersot/TechTudo)Chromecast 2 é exemplo de dispositivo que utiliza Wi-Fi ac (Foto: Caio Bersot/TechTudo)

Outra diferenças está na quantidade de antenas. Enquanto o padrão n pode trabalhar com até quatro antenas, os roteadores ac comportam até oito antenas trabalhando simultaneamente. Com mais pontos de transmissão e recepção de sinal, menos congestionada fica a rede.

O padrão 802.11n opera em 2.4 GHz – também podendo trabalhar em 5 GHz. Já o 802.11ac trabalha em 5 GHz. Na prática, apesar de oferecer alcance menor, operar em 5 GHz que dizer trabalhar com menos interferências. Diversos dispositivos, de telefones sem fio a microondas, emitem sinais em 2.4 GHz, o que pode poluir a frequência, tornando o Wi-Fi instável. O ac também oferece uma largura de canal maior, até 160 MHz contra 40 MHz do n.

O Beamforming, que é opcional para dispositivos n, é obrigatório para dispositivos ac. A tecnologia oferece emissão inteligente, reforçando o sinal nos locais onde há dispositivos conectados.

Convergência

Repetidor da TP-Link possui padrão N, mas também funciona em redes AC (Foto: Luciana Maline/TechTudo)Repetidor da TP-Link possui padrão N, mas também funciona em redes AC (Foto: Luciana Maline/TechTudo)

Vale destacar que se você tiver um roteador ac ele vai ser compatível com todos os seus dispositivos. Porém, para extrair o máximo de desempenho, o seu smartphone, por exemplo, também deve suportar o Wi-Fi ac. Isso também vale para roteadores n, que vão funcionar com dispositivos ac.

Uma das vantagens da padronização do IEEE é que os protocolos mais novos são obrigados a ser compatíveis com os padrões anteriores.

Roteadores

802.11ac

D-Link AC 750 – um dos modelos AC que oferece maior custo benefício, o AC 750 possui três antenas de 5dbi. Os destaques em nosso review foram o alcance e o desempenho. O modelo pode ser encontrado por cerca de R$ 180.

TP-Link Archer C2 – outro modelo que tem foco no custo benefício, o Archer C2 traz ainda alguns atrativos, como entrada USB e portas Full Gigabit. Em nosso review, o destaque ficou por conta de recursos como bloqueio a sites e controle de banda. O modelo pode ser encontrado por cerca de R$ 300.

802.11n

Multilaser RE163 – custando por volta de R$ 100, o modelo da Multilaser pode ser uma opção para quem tem orçamento apertado. São três antenas de 5 dbi e até 300 Mbps de velocidade dentro da rede.

Link One L1-RW333 – outro modelo também custando por volta de R$ 100, o roteador da Link One trabalha em 2.4 GHz e oferece até 300 Mbps de velocidade. São três antenas fixas de 5 dbi. O aparelho básico traz ainda funções WDS e WPS.

Qual é o repetidor mais barato? Comente no Fórum do TechTudo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Silas Amaral
    2016-09-27T10:16:35  

    Roteador Wireless Tp-link Tl-wr841 300mbps - 2 Antenas 5 Dbi a $84,90.

    recentes

    populares

    • Silas Amaral
      2016-09-27T10:16:35  

      firmware

    recentes

    populares

    • Silas Amaral
      2016-09-27T10:16:35  

      exatamente , rsrs ... tive preguiça de procurar no google pra escrever corretamente kkkk

  • Silas Amaral
    2016-09-27T10:24:05

    Repetidor De Sinal Wireless Wi-fi 300mbps Tp-link Tl-wa850re a R$89,00. Existem repetidores a partir de $38,00.